Windows 11: sete novidades escondidas que tem mesmo de testar

O Windows 11 chegou cheio de novidades. De facto são tantas que não é fácil descobrirmos tudo. Sobretudo quando os updates que vão sendo lançados também não param de trazer novas funções. Nas próximas linhas vamos olhar para as sete novidades escondidas no Windows 11 que tem mesmo de testar.

Windows 11: sete novidades escondidas que tem mesmo de testar

Explorador de ficheiros

O Windows 11 vem com uma versão atualizada do Explorador de Ficheiro que aposta sobretudo num design minimalista. De facto, simplificar pode tornar as aplicações muito melhores. Assim, temos um menu minimalista que integra apenas os comandos essenciais para se fazerem as tarefas básicas como criar uma pasta, cortar, copiar e colar. No entanto, dependendo da localização e do tipo de conteúdo, o menu pode mostrar também comandos adicionais. Ainda assim se recorrermos aos três pontos (o último botão) podemos ter acesso a algumas opções antigas.

Windows 11 testar

Tempo estimado de updates

Uma das melhores formas de tornar o processo de update mais simples é sem dúvida dizer-nos quanto tempo vai levar a instalação até termos o computador pronto para continuarmos as nossas tarefas. Ora isto apareceu tanto no menu Iniciar como na app de definições dentro do Windows Update. Mas este valor não surge por acaso. De facto, analisa o hardware onde o Windows está a ser corrido e é com base nisso que dá uma estimativa.

Windows 11 testar

No entanto o sistema ainda não deve estar muito afinado. Ou seja, o tempo estimado seriam cinco minutos para a instalação desta atualização mas na realidade levou 30 segundos. Eventualmente os mecanismos de machine learning ainda não estão afinados.

Sistema de recomendações

O Windows 11 vem com um sistema de recomendações que nos vai ajudar a não fazermos asneira. Quando fizermos alguma coisa mal nas definições surge uma notificação a explicar a escolha acertada. Entretanto até podemos voltar atrás com um simples toque num botão.

Windows 11 testar

Mas as recomendações não estão limitadas às definições nativas do Windows 11. Por exemplo, também somos alertados quando alguma subscrição termina. No caso do exemplo abaixo, quando acaba a subscrição do Office 365.

Windows 11 testar

No entanto, esta função do Windows 11 está tão bem feita que até chega à questão do armazenamento. Assim se alguma das drives tiver erros somos alertados. Depois surgem algumas coisas que poderemos fazer. Ainda assim existe, para já, uma limitação. É que no caso do armazenamento ainda só funciona com solid-state drives NVMe.

Aplicações em segundo plano: algo que tem de testar no Windows 11

Algumas aplicações que descarregamos da Microsoft Store podem continuar a correr em segundo plano. No Windows 10 a app de definições incluía uma página que permitia gerir quais as apps que correm em segundo plano. No entanto, no Windows 11 ela não está presente. Pelo menos não no mesmo sítio.

Windows 11 testar

No entanto, esta funcionalidade não foi removida. Assim pode controlar as definições avançadas de cada aplicação. Por exemplo se não quiser que a app de fotografias corra em segundo plano então tem de ir a Settings > Apps > Apps & features > Microsoft Photos advanced settings. Aí deve mudar as “Background apps permissions” para Never.

Uma barra de tarefas mais alta

Apesar da barra de tarefas, pelo menos na altura, parecer igual à das versões anteriores não é assim. Na realidade é um pouco mais alta do que a que estava presente no Windows 10.

Windows 11 testar

Desativar adaptadores de rede

No passado, quando queríamos ativar ou desativar um adaptador de rede, tinhamos de usar painel de controlo. Mas agora já não. No Windows 11, a app de definições e mais especificamente em Network & internet > Advanced network settings pode ativar ou desativar rapidamente os adaptadores.

Windows 11 testar

Para além disso até consegue ver alguns pormenores como o estado atual, bytes enviados e recebidos, velocidade e duração.

Sistema de controlo de som: outra das coisas para testar no Windows 11

O sistema de controlo de som que estava presente no Windows 10 já não está presente. De facto, quando darmos um clique com o botão direito do rato por cima do ícone da coluna temos a opção de abrir o novo Mixer. Na nova página podemos controlar o volume e até o som por aplicação.

Windows 11 testar

Ainda no campo do som pode dar um clique com o botão do lado direito no ícone do altifalante na barra de tarefas e aceder à função que permite resolver problemas de som.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Jogador do Benfica é um dos melhores em FIFA 22! Mas quem?

O FIFA 22 está quase a ser lançado no mercado! Assim, depois de ter revelado o Overall dos vários jogadores do novo capítulo do...

Ator da Netflix passou-se com os fãs! “Mal educados!”

Tendo em conta que a Netflix é um verdadeiro mar de projetos de grande sucesso acaba por ter muita atenção por parte de vários...

NVIDIA GeForce RTX 30: Um ano depois… O que aconteceu?

Numa altura em que já se fala de novas placas gráficas da NVIDIA, de seu nome 'GeForce RTX 30 Super', está na altura de...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!