Hands-on ao Huawei P30/Pro: Tudo o que precisa de saber!


Por em

O grande dia chegou e a Huawei acaba de oficializar em Paris a nova gama P30. Os novos dispositivos levam a fotografia ainda mais longe. Na realidade, muito mais longe. Para além disso juntam vários aperitivos que tornam o P30 e o P30 Pro numa verdadeira dor de cabeça para a concorrência. Nas próximas linhas fazemos o hands-on ao Huawei P30/Pro este dispositivo e revelamos tudo o que há para saber.

Hands-on ao Huawei P30/Pro: as diferenças em relação ao P20

Ao olharmos para a nova gama P30 não podemos dizer que estamos perante um design assim tão diferente em relação à linha P20. De facto, as partes traseiras são muito semelhantes com as cores gradiente a contribuirem largamente para esse facto. No entanto claro que existem pequenas diferenças, especialmente na versão Pro.

Hands-on ao Huawei P30

Assim, de repente, já não temos os módulos de câmara separados. No P20 Pro existiam dois módulos juntos e outro em separado com um flash led logo por baixo. No P30 Pro temos as três câmaras juntas. Logo ao lado está o sensor ToF para digitalização 3D juntamente com o Flash LED por baixo. Parece-me uma abordagem mais interesse e que a meu ver resulta melhor. De resto os outros pormenores na parte traseira mantêm-se iguais.

No entanto, é na frente que as diferenças são mais notórias.

É como se a Huawei tivesse ido buscar alguns elementos do Mate 20 Pro e os tivesse colocado neste. De facto a parte frontal é muito bonita e todo o ecrã está muito bem aproveitado.

Hands-on ao Huawei P30

Neste aspeto prefiro largamente o design do P30 Pro em relação ao P20 Pro.

É que os cantos curvos dão-lhe sem dúvida outro aspeto. Para ter uma ideia faz lembrar o Samsung Galaxy S9+.

Hands-on ao Huawei P30

No P30 standard infelizmente não temos o ecrã curvo, tendo assim um aspeto mais semelhante ao do modelo do ano passado.

Hands-on ao Huawei P30

Outro pormenor importante é que ao invés de uma monocelha de grandes dimensões, ela fez dieta. Assim, tem a forma de gota de água o que aumenta largamente a relação ecrã/corpo.

Hands-on ao Huawei P30

Hands-on ao Huawei P30/Pro: as diferenças entre o P30 e o P30 Pro

Ao nível do design e como referi, prefiro claramente o P30 Pro. A razão principal, já que estamos a falar do design, é sem dúvida o ecrã curvo. Os modelos emblemáticos de 2019 vão continuar a apostar neste tipo de design. Assim é normal que a versão mais cara vá reunir as preferências dos utilizadores.

Na versão Pro, temos três câmaras na parte traseira dentro do mesmo módulo com um sensor ToF logo ao lado e um Flash LED.

Na versão standard as coisas são um pouco diferentes.

Assim temos também três câmaras, embora com caraterísticas diferentes como veremos mais à frente. No entanto, o flash LED está por baixo da configuração vertical.

Hands-on ao Huawei P30

Para além destas diferenças temos outras que passam pela dimensão dos próprios dispositivos. Isto está relacionado, claro está, com a dimensão do ecrã.

Assim, no caso do Huawei P30 temos um ecrã de 6.1 polegadas. Tem uma proporção de 19:5:9 e uma resolução Full HD+ que se traduz em 2340×1080 pixéis.

No P30 Pro a proporção e a resolução do ecrã é a mesma.

No entanto, a dimensão é um pouco maior. Assim, temos um painel OLED curvo de 6.47 polegadas. Não parece uma grande diferença de tamanho, mas com a componente curva, acreditem que se nota.

Entretanto e já que estamos a abordar o design e a concepção destes equipamentos, quero destacar que o Huawei P30 tem certificação IP53, que no P30 Pro passa a IP68. No fundo quer dizer que o P30 é resistente a poeiras e salpicos. Já o P30 Pro é totalmente à prova de água e de poeiras.

Com a questão do design e do ecrã tratadas vamos olhar para as restantes especificações técnicas. Com excepção para o chipset, temos mais diferenças do que semelhanças.

Chipset Kirin 980

Normalmente a Huawei tem por hábito integrar na linha P, o chipset que estreia na linha Mate do ano anterior. Este ano não é excepção. Assim é sem surpresas que encontramos o poderoso Kirin 980 com uma dupla unidade neural de processamento.

Este chipset é fabricado com um processo de 7nm, sendo que existem mais de 6.9 mil milhões de transistores num centímetro quadrado. Isto é um facto impressionante! Neste pequeno chipset existe um novo CPU, GPU e ainda um novo melhorado NPU, entre outros componentes.

Neste campo, o novo Kirin 980 conta com os mais recentes núcleos de alta performance da ARM, os Cortex-A76! Em paralelo, também conta com 4 núcleos Cortex-A55 de baixo consumo energético, para tarefas menos pesadas.

Visto que o ‘velhinho’ Kirin 970 conta com núcleos de alta performance Cortex-A73, este é o primeiro processador da Huawei capaz de utilizar a tecnologia ‘DynamIQ’ da ARM! Assim, utiliza todos os 8 núcleos num potentíssimo cluster.

Em suma, o processador está separado em dois núcleos de alta performance e dois núcleos de alta eficiência Cortex-76! Em paralelo, conta ainda com 4 núcleos de baixo consumo Cortex-A55. Dito isto, a Huawei desenvolveu ainda a sua própria tecnologia ‘Flex-Scheduling’ para gerir de forma extremamente eficiente a carga de trabalho.

É preciso também mencionar que o Kirin 980 conta com o novo GPU topo de gama da ARM! O Mali-G76 garante um aumento de desempenho na ordem dos 46%, bem como uns impressionantes 178% de aumento na eficiência energética.

Entretanto a Huawei também implementou um modem LTE Cat 21 no Kirin 980! Em teoria, permite downloads até 1.4Gbps e velocidades teóricas de upload até 200Mbps! Na realidade é um pouco mais rápido que o modem Qualcomm X20 dentro do Snapdragon 845 e do Exynos 9810 da Samsung, que está limitado a 1,2 Gbps.

Para além disso este chipset conta com duas unidades neurais de processamento. É caso para dizer que o poder da inteligência artificial foi duplicado.

Memória e capacidade de armazenamento

De nada nos serve um grande chipset, sem uma boa quantidade de memória e capacidade de armazenamento para o acompanhar. Entre os dois modelos existem diferenças.

O Huawei P30 está disponível apenas numa variante. Temos 6GB de memória e ainda 128GB de capacidade de armazenamento. Esta capacidade é expansível através de um cartão NM.

Já no caso do Huawei P30 Pro a capacidade de memória é superior. Assim temos uma base de 8GB. Isto, no fundo, acaba por ser uma resposta ao Galaxy S10 que também vem com a mesma capacidade.

Quando a capacidade de armazenamento pode ser de 128, 256 ou 512GB. Existe um aspeto muito positivo a assinalar. No Huawei P20 Pro não podíamos contar com um cartão de memória para expandir a capacidade de armazenamento, dado não haver slot. Neste podemos graças ao slot para os cartões proprietários da Huawei. Ou seja, o P30 Pro ficou perfeito!

Hands-on ao Huawei P30/Pro: as câmaras

Chegamos agora a um dos principais aperitivos deste equipamento. As câmaras. Como já tinhamos referido entre os dois modelos existem diferenças.

O Huawei P30 tem uma configuração de câmara tripla com um sensor principal de 40 megapixéis com abertura f/1.8. A ele junta-se outro com 16 megapixéis. Por fim está disponível um de 8. Este de 8 possibilita um zoom ótico de 3x. Estes sensores contam com estabilização ótica de imagem e também com o poder da inteligência artificial para este mesmo efeito. Na parte frontal do P30 Pro está ainda presente uma câmara de 32 megapixéis com abertura f/2.0.

No Huawei P30 Pro temos também uma câmara principal de 40 megapixéis. No entanto, tudo o resto é mais poderoso. A segunda câmara tem 20 megapixéis e a terceira 8. Esta terceira é responsável por um zoom ótico de 5x. Com a ajuda do zoom digital é possível atingir-se uma capacidade de aproximação hibrída de 10x.

O sensor de 40 megapixéis é algo a que a Huawei chama SuperSpectrum. Isto é uma forma de dizer que é baseado no modelo RYB (vermelho, amarelo, azul), ao invés do RGB (vermelho, verde, azul).

A Huawei afirma que esta mudança do verde para o amarelo ajuda o sensor a absorver mais luz.

Assim ficamos com uma excelente fotografia em qualquer ocasião, mas especialmente em situações de baixa luminosidade.

O funcionamento é algo complexo. Ainda assim, a Huawei afirma que o amarelo absorve luz vermelha adicional, para além da luz verde.

Para conseguir isto a Huawei teve de mexer no processador digital de imagem do Kirin 980.

É que foi necessário criar um algoritmo que permitisse dividir as diferentes cores.

Entretanto a Huawei levou a capacidade máxima de ISO dos 102,400 no P20 Pro para uns fantásticos 409,600 no P30 Pro. Tudo isto, combinado com uma abertura muito superior significa que a câmara tem a capacidade de capturar mais luz do que sempre. Ou seja, vamos tirar as melhores fotos à noite de sempre.

O P30 Pro vem ainda com uma câmara ToF. A câmara frontal do P30 Pro também tem 32 megapixéis.

É verdade que uma capacidade de zoom hibrído de 10x é muito interessante, mas o que é realmente espetacular é o zoom ótico de 5x.

Entretanto e à semelhança do que acontece com o P20 Pro e com o Mate também, a inteligência artificial está presente para dar uma grande ajuda à câmara. No entanto, desta vez, tudo vais mais longe. Para além do reconhecimento de cenas que já vimos nas versões anteriores, está ainda presente uma nova funcionalidade chamada AI HDR+ que lida com a sobre-exposição quando existem vários pontos de luz.

Entretanto a Huawei revelou os resultados aos testes feitos pelo DxOMark, tendo batido um novo recorde. Assim conseguiu uma fantástica pontuação total de 112 pontos. 119 na fotografia e 97 no vídeo. Lembramos que o Galaxy S10 Plus, o concorrente mais directo, obteve uma pontuação de 109 pontos. 114 na fotografia e 97 no vídeo.

Hands-on ao Huawei P30/Pro: carregamento

No caso da bateria também temos diferenças entre o P30 e o P30 Pro. Isto acaba por ser normal tendo em conta a dimensão do ecrã e outros pormenores.

Assim, no Huawei P30 temos uma bateria de 3650 mAh. Inclui a tecnologia de carregamento rápido SuperCharge.

No Huawei P30 Pro temos uma bateria mais potente e não só.

A bateria é de 4200mAh. Para além disso suporta carregamento sem fios rápido de 15W e ainda tem a capacidade de carregar sem fios outros equipamentos, como acontece com o Mate 20 Pro.

Outras especificações

Ao nível do sistema operativo e sem surpresas temos o Android 9 Pie com a interface EMUI 9.1 por cima.

Entretanto e centrando-nos na conetividade, os dois modelos são praticamente iguais em tudo. Digo praticamente, porque o Huawei P30 tem saída para auscultadores de 3.5mm, mas o P30 Pro não.

Entretanto os dois equipamentos suportam Dolby Atmos, BT aptX, LDAC, LHDC.

No campo da conectividade temos suporte para Wi-Fi, Bluetooth 5.0 e NFC.

Importa ainda salientar que os dois modelos têm o sensor de impressões digitais integrado no ecrã.

Preços

Quanto a preços o Huawei P30 Pro, na edição de 128GB custa 999,99 Euros. Se quiser a edição de 256GB vai ter de desembolsar 1099 Euros. Por outro lado, o Huawei P30, custa 799,99 Euros.

Entretanto na fase de pré-compra ainda por levar para casar, totalmente grátis, o novo Huawei Watch GT. 

Mais informações no nosso parceiro PhoneHouse. Clique aqui.

O que achou do Hands-on ao Huawei P30/Pro? Acha que vão conseguir bater o Galaxy S10? Conte-nos tudo nos comentários.

Quer ganhar um Huawei P30? Veja aqui como o pode fazer. É so assistir ao live.

Leia também

Ou veja mais notícias de Especiais, Featured

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Veja aqui em direto o lançamento dos Huawei P30 e P30 Pro

Especificações do Huawei P30/Pro: a diferença está nas câmaras!

Seguinte