Os veículos elétricos são mais fáceis de manter?

Estima-se que a manutenção anual dos veículos eléctricos (VE) seja cerca de 150 Euros mais barata do que a dos veículos tradicionais com motor de combustão. Uma vez que a maioria das pessoas concorda que também são melhores para o planeta, resta apenas uma questão. Os veículos elétricos são fáceis de manter? Descubra-o!

Os veículos elétricos são mais fáceis de manter?

Ao contrário dos seus primos movidos a combustível, os automóveis eléctricos não têm um motor tradicional. Esta é a principal razão pela qual são mais fáceis de manter. Em vez disso, têm um motor elétrico alimentado por uma bateria feita de iões de lítio.

Isto significa que há menos peças móveis num VE que estão sujeitas a desgaste. Enquanto um motor a gasolina ou diesel médio tem até 10000 peças móveis, um veículo elétrico tem normalmente menos de 100.

Tesla Model S

Por exemplo, um carro elétrico não tem velas de ignição, bombas de combustível, escape e correia de distribuição.

Todas estas são peças de manutenção relativamente elevada que têm o potencial de levar um carro movido a combustível para a oficina.

Quais são os principais componentes de um VE?

Existem algumas peças que são exclusivas de um automóvel elétrico. Estes possuem tecnologia avançada e são construídos para lhe durar uma vida inteira. No entanto é essencial manter cada componente corretamente para evitar quaisquer problemas e uma reparação potencialmente dispendiosa.

Ao contrário de um carro tradicional alimentado por um motor de combustão interna, um veículo elétrico contém:

Logo à partida o motor elétrico que faz girar as rodas. Existe também o controlo eletrónico de potência. Na prática controla a transferência de eletricidade dos componentes. A isto junta-se o inversor que converte as correntes eléctricas, o carregador que recebe e transfere a energia da fonte de alimentação e por fim a bateria para o armazenamento da energia utilizada para alimentar o motor

No entanto, também partilham algumas peças fundamentais com os automóveis tradicionais, como os travões, a direção e um sistema de suspensão, que terão de ser mantidos da mesma forma.

Com que frequência deve fazer a manutenção de um automóvel elétrico?

Um automóvel elétrico necessita de manutenção com a mesma frequência que um automóvel movido a combustível. A manutenção de rotina é crucial para o manter em boas condições e a funcionar corretamente.

veículos elétricos manter

Teoricamente, a manutenção de um veículo elétrico é muito mais barata do que a de um veículo a gasolina ou a gasóleo, uma vez que é menos provável que encontre problemas que exijam reparação. A chave para manter o seu veículo elétrico saudável é manter-se a par do seu estado, fazendo uma revisão anual completa e, idealmente, uma revisão intermédia de seis em seis meses.

Quais são os problemas mais comuns quando se trata de manter um veículo elétrico?

Embora os automóveis eléctricos tenham menos peças sensíveis ao desgaste, continuam a ser propensos a certos problemas. Os problemas mais comuns têm origem no sistema de alta tensão, travagem regenerativa, bateria e fluídos.

A assistência, a reparação e a manutenção destes componentes implicam, por vezes, ligar o computador do automóvel e analisar os dados, em vez de mexer debaixo do capot. Por isso, requer frequentemente a ajuda de um perito qualificado.

veículos elétricos manter

Os automóveis eléctricos também podem sofrer dos mesmos problemas que os automóveis movidos a combustível. Podem surgir problemas de travagem, direção e suspensão, bem como furos nos pneus e problemas na carroçaria.

De um modo geral, a vantagem mais significativa de um automóvel elétrico, do ponto de vista da manutenção, é que há menos oportunidades de algo se partir ou ter de ser substituído. No entanto, é importante que continue a fazer a manutenção do seu automóvel com a mesma frequência que num veículo tradicional para evitar problemas mais complexos a longo prazo.

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados