A tecnologia pode mudar vidas e de facto as grandes inovações podem fazer a diferença por um mundo com mais saúde. Neste campo, os wearables podem ter um grande papel. É que são dispositivos que passam todo o dia connosco e como tal são ideais para acompanharem ao longo de todas as horas o funcionamento do nosso corpo. Assim, a Samsung submeteu uma nova patente que tem tudo para ser um sucesso. Na prática vai poder diagnosticar a existência ou não de problemas nos pulmões.

A nova patente que foi submetida no dia 24 de Janeiro, foi publicada pelo WIPO e promete fazer maravilhas pelos pulmões.


Leia também:

Cientistas transplantam com sucesso pulmões criados em laboratório


Entretanto, o nome da patente da Samsung Electronics propriamente dita fala de um aparato eletrónico e de um método para o controlar. Já a descrição revela mais pormenores. Dito isto, fala de uma tshirt inteligente com sensores. Será capaz de diagnosticar condições médicas, em particular o estado dos seus pulmões.

Esta camisola inteligente da Samsung está equipada com múltiplos sensores, que são capazes de detetar os sons imitidos pelos pulmões de um utilizador.

Deste modo, as doenças respiratórias podem ser diagnosticadas. O mesmo se passa com a frequência e a força respiratória.

É possível efetuar muitos diagnósticos e detetar doenças como pneumonia e bronquite.

Da mesma forma a nova tshirt vai ser capaz de reconhecer problemas crónicos. São exemplo disso, a ASMA ou a doença pulmonar obstrutiva crónica, também conhecida como DPOC.

pulmões

Para que o diagnóstico seja o mais correto possível, a idade, género, altura e o historial médico deverão ser considerados.

Esta t-shirt inteligente é ligada a um smartphone. Assim, o utilizador pode ler de imediato o diagnóstico no ecrã.

Entretanto, de acordo com os resultados, será dado algum aconselhamento que poderá variar de medidas preventivas para avisos de emergência.

Este é sem dúvida algo muito interessante para o mundo dos wearables.

Em 2019, as previsões apontam para vendas mundiais de 245 milhões de wearables.

Em suma, a medicina poderá ser uma das áreas que mais vai beneficiar com o desenvolvimento dos wearables. Quem o agradece é a sua saúde!

Esta é uma tendência muito visível no Apple Watch. Este dispositivo tem a capacidade de detetar com eficácia problemas cardíacos. Os smartwatches do futuro serão capazes de um diagnóstico completo de diversas condições de saúde. Para além das medições de tensão arterial e batimentos cardíacos terão a capacidade de detetar, por exemplo, a quantidade de açúcar no sangue ou um eventual colapso por parte do utilizador.

Apple watchOS 4

No entanto, não serão apenas os smartwatches que terão um papel a dizer neste campo. Braceletes, anéis, roupa e até implantes serão capazes de fornecer diversas informações em tempo real. Temperatura do corpo, peso, são apenas alguns dos parâmetros que serão possíveis obter.

Fonte das imagens