RIP: Windows 10 dá machadada final no Windows 7

Windows

Durante muitos anos o Windows 7 foi rei e senhor. Foi um pouco o que aconteceu com o Windows XP. Provavelmente o sistema operativo mais adorado dos últimos tempos. Agora tudo parece estar a mudar. É que três anos depois de ter sido lançado, o Windows 10 ultrapassou um grande marco. O último sistema operativo conquistou finalmente uma fatia maior de mercado do que o Windows 7.

Pode parece algo pouco importante, mas é sem dúvida um grande feito!

Quando o Windows 10 chegou em 2015, a Microsoft tinha algo me mente. Queria o sistema operativo instalado num milhão de dispositivos até 2018. Um ano depois, admitiu que a previsão era excessivamente otimista – em parte por causa do fim do Windows Phone.

Parece complicado, mas algo mudou!

Mas as novas instalações do Windows 10 continuaram a crescer a um ritmo forte e constante. Assim chegaram a quase 700 milhões de dispositivos em maio.

A Microsoft foi tentando de tudo! Foram ofertas gratuitas de upgrade e táticas insistentes da Microsoft. Foram tentativas quase mandatórias de atualização. No entanto, apesar de tudo isto o Windows 7 foi mantendo a maior participação de mercado, principalmente devido à sua popularidade entre os utilizadores empresariais.

Agora, de acordo com a Net Market Share, tudo mudou em dezembro. É que a quota mundial do Windows 10 subiu 1,08%, para 39,22%, enquanto o Windows 7 caiu 1,99%, para 36,90%.

O Mac OS X 10.14 está em terceiro lugar, com 4,73%, e o Windows XP, em quarto, com 4,54%.

Curiosamente, a participação de mercado do Windows como um todo diminuiu ligeiramente entre novembro e dezembro, caindo de 87,03% para 86,2%. A participação do Mac OS, enquanto isso, subiu de 9,71% para 10,65%.

Agora falta pouco mais de um ano para o suporte ao Windows 7 acabar. Aí é bem natural que o Windows 10 vá aumentar ainda mais a participação de mercado. É que o fim do suporte significa o fim de atualizações para utilizadores individuais e parceiros.

O que mais gosta no Windows 10? Conte-nos tudo nos comentários