Preparado para fazer as compras de Natal no WhatsApp?

Normalmente quando falamos de novas funcionalidades no WhatsApp, ou se tratam de novidades para deixar as conversas mais interessantes ou então sistemas para reforçar a segurança. No entanto, a grande aposta desta plataforma será as compras, como refere o Engadget. O objetivo é tornar tudo mais simples. Dito isto, quando um utilizador envia uma mensagem para uma empresa dizendo “eu quero comprar uma guitarra”, a empresa pode devolver um link para um catálogo de produtos ou um produto específico. Claro que até agora isso podia ser feito. Mas agora todo o processo de compra e adição ao carrinho é feito dentro da app. A novidade no WhatsApp pode chegar até ao Natal.

Preparado para fazer as compras de Natal no WhatsApp?

Considerando que é um sistema do WhatsApp é provável que utilize o Facebook Pay como método de pagamento. De facto, não é surpreendente que o Facebook queira expandir as funcionalidades de segurança nas suas apps. Especialmente depois desta rede social ter lançado as Facebook Shops no início do ano.

WhatsApp Natal

Entretanto não se sabe quando é que esta novidade vai começar a ser disponibilizada. No entanto, embora alguns apontem para o Natal, pode levar mais algum tempo. Pelo menos se tivermos em consideração o tempo que o WhatsApp levou a integrar transações na sua app.

Esta empresa lançou um programa piloto no Brasil, que permite às pessoas enviarem dinheiro com a segurança, sem saírem do chat.

O WhatsApp afirma que os pagamento são seguros e é necessário um PIN ou impressão digital de seis dígitos antes da conclusão das transações.

WhatsApp Natal

Neste momento, o pagamento pelo WhatsApp é suportado pelos cartões de débito e crédito Visa e Mastercard do Banco de Brasil, Nubank e Sicredi. O WhatsApp também afirmou que está a trabalhar com a Cielo, o principal operador de pagamentos do Brasil, e criou um modelo aberto para facilitar a adesão de mais parceiros no futuro.

Quem quiser enviar ou receber dinheiro não vai ter de pagar nenhum valor extra. Isto no caso dos particulares. No caso das empresas a situação é um pouco diferente já que terão de pagar uma taxa de processamento para receber pagamentos por parte dos seus clientes.

O que acha desta novidade?

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também

pub