Portugal não vai receber Google Assistant este ano


Por em

Um dos grandes temas que foram abordados no Google I/O foi o Google Assistant, onde a empresa adicionou novos recursos e fez alguns ajustes importantes, além de anunciar que este iria estar disponível em mais línguas e em mais países, que não vai ser o caso de Portugal.

Apesar de não ser algo oficial, isto é, não há nada escrito por parte da Google, a verdade é que pelo mapa que a empresa apresentou o nosso pequeno Portugal não faz parte das contas da empresa para receber o Google Assistant.

Google Assistant Portugal

No mapa que a Google usou para apresentar os países onde a sua assistente está/vai estar presente, podemos ver que Portugal não faz parte dos que estão a azul, estando assim fora das contas da empresa para receber este serviço ainda este ano.

“Até o final deste ano, o Assistente apoiará 30 idiomas e estará disponível em 80 países”, disse o vice-presidente de engenharia da Google, Scott Huffman, durante a palestra I/O 2018.

Apesar deste mapa apresentado não ser do maior rigor técnico, acho que se Portugal fizesse parte também estaria a azul.

No entanto os países que parecem estar a azul e assim receber a atenção da google são:

África: Argélia, Botsuana, Camarões, Costa do Marfim, República Democrática do Congo, Egito, Gana, Quênia, Lesoto, Marrocos, Namíbia, Nigéria, Senegal, África do Sul, Tanzânia,Tunísia, Uganda, Saara Ocidental, Zâmbia, Zimbábue.

Ásia-Pacífico: Austrália, Índia, Indonésia, Japão, Malásia, Myanmar, Nova Zelândia, Paquistão, Papua Nova Guiné, Filipinas, Coreia do Sul, Taiwan, Tailândia, Vietname.

Europa: Áustria, Bélgica, República Checa, Dinamarca, França, Alemanha, Irlanda, Itália, Holanda, Noruega, Polônia, Rússia, Espanha, Suécia, Suíça, Turquia, Reino Unido.

Médio Oriente: Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos.

America: Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai,Peru ,Uruguai, Estados Unidos, Venezuela.

Não sabemos ao certo o que a Google vai oferecer aos novos países apenas suporte ao idioma nativo ou se vai oferecer serviços como as notícias locais.

O Google Assistant foi lançado pela primeira vez em 2016, com o serviço de mensagens Allo, dispositivos Pixel e o Google Home. Desde então, o assistente virtual chegou aos alto-falantes de outras empresas, Chromebooks, relógios inteligentes, dispositivos iOS e aparelhos outros inteligentes.

Pode interessar:

Google prepara 3 smartwatches para este ano

Será que teremos um iPhone SE 2 parecido ao iPhone X

Alerta: Assistentes de voz podem receber comandos secretos

Leia também

Ou veja mais notícias de Android

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Finney: O smartphone ultra-seguro com tecnologia Blockchain

Galaxy Note 9 não vai ter a funcionalidade que todos esperavam!

Seguinte