Porsche disse adeus ao gasóleo. Este é o novo caminho!

A Porsche vai dizer adeus ao gasóleo – para sempre. Num comunicado divulgado por este fabricante, é explicado que devido à queda nas vendas dos veículos a gasóleo, e um crescente interesse em híbridos, “decidiu não disponibilizar mais veículos que utilizem este tipo de combustível”.

O CEO da Porsche, Oliver Blume, revelou que com esta medida não está a tirar importância ao gasóleo. É que este combustível continua a ser muito importante em todo o mundo, apesar de nunca ter sido o supra-sumo das ofertas da empresa. De facto isto tem sido visível nos últimos meses: a empresa alemã está cada vez mais interessada em veículos elétricos e híbridos. No ano passado, a empresa apresentou o Cayenne SUV 2019, onde se verificou a falta de uma versão a diesel. Mais tarde apresentou um modelo híbrido atualizado.

No início deste ano, anunciou que em 2022 vai duplicar o investimento em veículos mais ecológicos e que, até 2025, “cada veículo da Porsche terá uma versão elétrica – híbrida ou puramente elétrica”. Por falar nisso, a Porsche vai lançar o seu automóvel desportivo elétrico, o Taycan (anteriormente conhecido como Mission E) no próximo ano e terá a companhia de outros deportivos elétricos como o Model S da Tesla.

Por falar nisso já leram o nosso teste ao Tesla Model X?

O desejo da Porsche em abandonar o gasóleo faz sentido. O futuro da indústria automóvel aponta para veículos elétricos e híbridos. Para além disso, este fabricante já não vende veículos a diesel no mercado norte-americano desde 2015 e, no ano passado, recolheu 22 mil dos seus SUVs Cayenne depois de um problema relacionado com as emissões de gases. Após esse recall, a Porsche optou por interromper totalmente a produção dos seus motores a diesel, ao invés de os atualizar.

Fonte