Connect with us

Auto

Especial/Análise – De um VW Polo de 2010 para um Tesla Model X!

Nuno Miguel Oliveira

Publicado a

Foi com muita curiosidade (e medo), que testei durante 4 dias o Tesla Model X P100D. Dito isto, preciso de salientar, que o meu carro do dia-a-dia é um Volkswagen Polo TDI de 2010 com 90cv, e que nunca tinha tido contacto com um carro 100% elétrico ou desportivo, muito menos um Tesla, que combina as duas coisas num SUV!

Como a própria marca diz: “O Model X P100D é o SUV mais rápido do mundo, com um arranque de 3,1 segundos dos 0 aos 100 km/h.

Por isso, fiz sempre a análise, na ótica de alguém que andou os últimos 10 anos na estrada num carro super banal, e que do nada se viu sentado num dos carros mais cobiçados do mundo.

Vamos então falar um pouco do Tesla Model X!


Introdução – Design, Performance e Segurança

O Tesla Model X é um carro imponente, extremamente bonito… E completamente atulhado de tecnologia!

A primeira impressão é logo ‘WOW’, afinal de contas, assim que carregamos na chave do carro (que diga-se de passagem, é basicamente uma miniatura de um ‘Model X’), a porta do condutor abre automaticamente, e mostra-nos um interior super bem construído, e acima de tudo, super espaçoso!

Mais do que uma vez ouvi a frase: “Epá, isto aqui atrás parece um autocarro!” O que é perfeitamente normal, pois o Model X nem cabia na minha garagem de casa, onde habitualmente pernoita uma carrinha VW Passat, que não é propriamente um carro pequeno.

Dito isto, o Model X pode vir equipado com 5, 6 ou 7 lugares. Por isso pode ser uma excelente ideia se tem, ou pretende ter uma familia numerosa.

Isto porque, além do design apelativo, este é um dos carros mais fáceis de conduzir e seguros da estrada!

O software de deteção de acidentes é realmente algo impressionante e os travões fazem o seu trabalho de uma maneira espetacular (a minha coluna ainda está a recuperar de uma travagem a fundo para teste).

Aliás, depois de alguma prática, quase nem precisa de usar o travão, pois a regeneração na travagem atua assim que levanta o pé do acelerador, e faz uma espécie de atrito que no início é estranho, mas depois de dominado, é um autêntico ‘must’.

Apesar do tamanho, conduzir o ‘Model X’ é extremamente fácil, e uma alegria constante! O que é curioso, pois toda a minha vida fiz parte das pessoas que dizia: “O quê!? Um carro automático? Sem meter mudanças? Não quero… Isso é o mais fixe da condução!

Não meus amigos, o mais giro da condução é dar um cheirinho no pedal deste menino e quase dar uma cabeçada no descanso da cabeça do assento!

Sim, porque a nível de performance, nunca tinha sentido tanto gozo ao volante de um carro! A resposta é imediata e a velocidade é palpável! E mesmo com todo este poder, o carro está sempre estável esteja a 50 km/h ou a 220km/h. Muito graças à distribuição de peso quase perfeita, devido às baterias espalhadas ao longo de toda a parte de baixo do veículo.

E também muito provavelmente devido à tracção às quatro rodas, fornecida por dois motores que funcionam em uníssono, um à frente e outro atrás, oferecendo cerca de 600cv de potência.


Tesla Model X – A Condução e a Tecnologia

Este carro é sem qualquer dúvida uma bolha de serenidade na estrada! Comportando-se extremamente bem em curvas, visto a maior parte do peso estar localizada na parte de baixo do veiculo. Por isso o controlo está sempre assegurado.

No entanto, o volante parece um pouco pesado, podendo ser mais ‘vivaço’. Mas também é algo que pode ser personalizado nos controlos da condução.

Dito isto, afinal de contas estamos a falar de um Tesla, um carro que provavelmente prefere fazer a condução por si.

O modo autónomo de condução é uma experiência seguramente assustadora para quem nunca teve qualquer tipo de contacto com a tecnologia… Mas também impressionante!

Afinal de contas, é aqui que nós na Leak, como um site maioritariamente focado na Tecnologia que notamos um pouco de baba a escorrer pelo canto da boca. Porque é neste momentos que percebemos que os carros hoje em dia já não são óleo, motores, pistons, mudanças, etc…

A tecnologia chegou, para melhorar uma indústria há muito parada no tempo!

Neste carro podemos acompanhar o nosso progresso de viagem mesmo à nossa frente se tivermos o GPS ligado, ou o gasto de bateria instantâneo para nos sentirmos mal quando fazemos uma viagem com o pé um pouco mais pesado. Aliás, até podemos ver o nome e capa da música que estamos a ouvir no momento!

Tudo graças a um ecrã colocado onde antigamente encontraríamos os tradicionais ‘conta-quilômetros’ e ‘conta-rotações’.

Além disso, podemos mudar o ‘feeling’ da aceleração (Chill, Sport e Ludicrous), do volante (Chill, Standard e Sport) e até aumentar ou diminuir a suspensão! Algo que pode ser deixado no modo automático, que irá adaptar a suspensão à velocidade e terreno em que se encontra.

Isto já para não falar do modo ‘Max Battery Power’ que é só completamente insano!

Basicamente, neste modo a bateria passa por um processo de aquecimento prévio, para que consiga oferecer o máximo de potência em pequenos disparos de aceleração.

Em suma, é tudo ao gosto do utilizador! Em paralelo, temos uma pletora de sensores sempre em funcionamento para assegurar a melhor experiência possível. E claro a segurança do condutor e seus passageiros.

O que num carro que consegue atingir os 100 km/h em apenas 3.1s, e com uma velocidade máxima de 250km/h, é extremamente importante!

Já para não falar que é um carro elétrico, por isso tem binário para dar e vender! Eu perdi a conta das vezes que meti o pé no acelerador feito esperto, e o telemóvel saiu a voar para a base dos copos.

A Aplicação para telemóvel

Sim, é verdade, pode instalar uma aplicação para smartphone onde poderá controlar algumas funções do seu carro, no conforto do sofá da sua sala, ou enquanto está no elevador a sair do trabalho!

Imagine que está um dia de muito calor… Não se preocupe, pode simplesmente ligar o Ar-Condicionado a partir do telemóvel! Se o carro estiver longe, pode fazer ‘Summon’, em que ele virá ter consigo se não tiver qualquer obstáculo à sua frente.

Mas talvez mais importante que tudo isto, pode acompanhar o carregamento, com a autonomia esperada logo em destaque na aplicação. E ainda saber a localização do seu carro, caso o tenha emprestado a um filho(a) um pouco menos responsável do que aquilo que gostaria.

Tesla Model X – O Aspeto

Como disse em cima, o Model X está disponível com 5, 6 ou 7 lugares! Em que os lugares de trás são acedidos através de duas portas ‘Falcon Wing’, que parecem ter sido tiradas de um qualquer filme de ficção cientifica.

Provavelmente está a pensar que estas portas devem bater em tudo o que é canto… Mas está enganado, a Tesla pensou nisso, e implementou uma série de sensores que verificam se a porta pode ou não abrir totalmente.

Ao contrário de vários carros elétricos, temos uma bagageira traseira bastante decente, que fica ainda melhor se rebater os assentos de trás! E uma outra um pouco mais pequena no capot, onde num carro tradicional iria encontrar o motor e restantes componentes clássicos de um carro a combustão.

Por outras palavras, no Model X não vai ter problema algum em meter umas quantas malas de viagem.

Contudo, talvez tenho alguns problemas em chegar ao seu destino, se não tiver cuidado com a autonomia, mas já vamos falar disso.

Em suma, o carro é bonito, é espaçoso, e tem um espaço de condução simples e aberto, com um pára-brisas alongado para que consiga ter uma vista panorâmica e ainda um ecrã touch de 17” onde poderá controlar tudo ou quase tudo o que se passa dentro do carro.

Tesla Model X – Custos de Manutenção

Escusado será dizer que o Model X é um carro caro… Mas também temos de ser realistas, ao comprar um Tesla, irá também poupar imenso dinheiro ao longo do tempo!

Vamos imaginar que gasta 400/500€ por mês em combustível, e que além disso ainda tem de pagar a mensalidade do empréstimo do carro.

Pois bem, primeiramente, o custo de combustível no Model X simplesmente não existe! Por isso, pode usar o dinheiro que tradicionalmente iria usar no combustível para pagar a mensalidade do carro.

Mesmo que não carregue sempre nos ‘Superchargers da Tesla’, o custo de carregamento em casa é uma fração do custo de abastecimento numa bomba de combustível. Se tiver a modalidade ‘Bi-Horária’, estamos a olhar para um custo de 9 centimos por KWh, ou mesmo que tenha uma eletricidade cara, vamos imaginar 0,22 centimos por KWh, um carregamento noturno iria custar pouco mais de 1€.

Algo que a maioria das pessoas não sabe… Os carros da Tesla não precisam de revisão! Isto, apesar da marca recomendar uma vistoria técnica anual. No entanto, não é obrigatória, e por isso não fica sem garantia se não a quiser fazer.

Ou seja, a manutenção do carro, que como não tem fluidos ou peças mecânicas como um carro a combustão é muito mais barata. Já para não falar na isenção de uma série de impostos que tem de pagar todos os anos num carro tradicional.

Tesla Model X – Autonomia

Aqui está o grande problema não só do Tesla Model X, mas sim de todos os carros elétricos… A autonomia ainda é uma dor de cabeça!

Vamos por partes, eu não vivo em Lisboa, vivo numa pacata vila Ribatejana, de seu nome Salvaterra de Magos. Que fica mais ou menos a 60km de Lisboa, onde fui buscar o ‘X’ para o teste de 4 dias. Além disso, fica a 30km da capital de distrito, Santarém.

O Model X foi-me entregue com 260km de autonomia, e chegou à minha porta de casa, com 199km! Ou seja, a contagem foi acertada, e pelos vistos é um número em que podemos confiar!

“Porreiro”, pensei eu, “Amanhã vou para Lisboa o dia todo, deixo a carregar. Em princípio não vou ter mais problemas de autonomia”.

Pensei… Mal!

Quem diria que os pontos de carregamento públicos ‘MOBI-E’, que diga-se de passagem, servem apenas para carregar carros elétricos… Iriam carregar apenas 12km por hora?

E mais… Antes de conseguir meter o carro a carregar num destes postos de abastecimento, encontrei 4 avariados! E aí meus amigos, é quando começam a sentir o suor a escorrer pela testa.

É verdade que a Tesla já tem alguns pontos de carregamentos espalhados pelo país, mas estão em terrenos privados, de estabelecimentos comerciais. Onde se quiser abastecer, terá de consumir alguma coisa.

Por exemplo, em Santarém existem dois pontos deste gênero, que carregam cerca de 80km em meia hora, no entanto um é num restaurante e outro é num hotel.

Inesperadamente, encontrei o restaurante fechado, e por isso, também o ponto de carregamento estava desligado… E o do hotel, o dono do estabelecimento só permitia o carregamento se pernoitasse.

Em suma, a solução é mesmo a disseminação de pontos de carregamento ‘Tesla Supercharger’!

Estes pontos de carregamento rápido são simplesmente brutais! Carregam mais de 200km em apenas 30 minutos, e têm zero custos para o condutor! Contudo, apenas existem 5… Em Fátima, Vila Real, Guarda, Alcácer e Montemor-o-Novo

Para usufruir deste serviço, desloquei-me a Fátima, local do primeiro ponto de carga rápida da empresa Norte-Americana em Portugal. Onde curiosamente encontrei mais alguns Teslas.

E nomeadamente a terceira pessoa do país a adquirir um Tesla, o senhor ‘Pedro Faria’.

Análise Tesla Model X

Este senhor falou um pouco da sua experiência com a marca, inclusive contou-nos que no mês passado decidiu tirar umas férias pela Europa. Usufruindo ao máximo dos pontos de carregamento da Tesla, fazendo 32.000km em apenas 30 dias! Uma viagem seguramente épica, planeada tendo em conta todos os pontos montados em solo Europeu.

Dito isto, claro que numa marca recente como a Tesla, uma das perguntas que vem à cabeça é a fiabilidade dos carros e claro, assistência técnica.

Por isso resolvemos perguntar a quem realmente sabe.

Em tom de resposta, Pedro Faria, contou que em termos de fiabilidade, os carros são super bem construídos! E que o único problema que teve, foi um puxador retrátil que ficou bloqueado dentro da porta. Arranjo feito rapidamente pela marca em garantia, ou seja sem qualquer encargo para o condutor.

Dizendo ainda, que não conta mudar de marca de carros no futuro próximo!


  • Deixo-vos a página do Pedro para o caso de quererem seguir as suas aventuras ao volante de um Tesla Model S, e outros carros elétricos – aqui.


Em síntese, o problema mais grave deste carro é o carregamento! Principalmente se viver fora de um grande centro urbano, onde os pontos de carregamento públicos são mais raros que um centro comercial.

Similarmente, se quiser carregar em casa, vai quase obrigatoriamente precisar de uma garagem.

Além disto, é preciso dizer que com uma instalação elétrica ‘normal’, irá conseguir em 8/9 horas de carregamento (durante a noite). Que equivale a cerca de 100-120km de autonomia para o dia seguinte. No entanto, com uma instalação ‘trifásica’, o carregamento já será significativamente mais potente e poderá conseguir carregar totalmente a bateria do carro durante a noite.

No fundo, a autonomia irá sempre depender do caso de uso de cada utilizador… Mas continua a ser um fator limitador!

No entanto, a Tesla garantiu-nos que está a trabalhar afincadamente no alargamento da rede de carregamento rápido. Por isso em princípio num futuro muito próximo, isto deixará de ser um problema! Conforme o site da marca mostra, já existem pelo menos mais 6 postos planeados para o nosso país!

Todavia… E muito surpreendentemente, nenhum deles em Lisboa…

Conclusão

Em síntese, o futuro da indústria automóvel está a chegar! E a Tesla é a grande culpada disso mesmo.

Isto embora ainda seja preciso alguma evolução na nossa infra-estrutura…

Ou seja, são necessários mais postos de carregamento rápido espalhados pelo país e talvez mais importante que isto… É extremamente urgente um (ou mais) postos ‘Tesla Supercharger’ em Lisboa e no Porto.

Isto aliado a um pequeno aumento da autonomia das baterias e fica um pacote demasiado aliciante para passar ao lado!

Ainda por cima agora que a Tesla finalmente está a conseguir lidar com todas as dificuldades do Model 3, o primeiro carro elétrico da marca mais acessível à generalidade das carteiras.

Podemos muito bem estar a olhar para o início do fim dos carros a gasolina e a gasóleo!


O que acharam da análise? Partilhem connosco a vossa opinião nos comentários em baixo!

Para acabar em modo de festa… Para quem gosta de impressionar e marcar a diferença, o ‘Model X’ pode ainda iniciar as noites com os amigos!

Por isso, deixo ainda o vídeo do ‘easter egg’ de Natal que a Tesla implementou no ano passado. Que é um autêntico espetáculo de luz e som!

Para mais informações acerca do Model X visite a loja da Tesla no El Corte Inglês em Lisboa ou no Porto, ou clique aqui.

Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro computador aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

6 Comentários

6 Comments

  1. Carlos Silva

    16 Setembro, 2018 at 10:13

    Faltou no artigo que os Teslas não precisam de revisões, isso aqui não existe.
    Sem sombra de dúvida, Tesla é o melhor carro do mundo.
    No meu Model S já fiz quase 40 mil km em menos de 1 ano.
    Não parece mas, é dos carros mais básicos de conduzir, mais simples que a esmagadora maioria dos carros recentes.

    • Nuno Miguel Oliveira

      Nuno Miguel Oliveira

      16 Setembro, 2018 at 14:53

      Olá Carlos, muito obrigado pelo comentário! Tem toda a razão, faltou falar disso, vou já tratar 😀

      E sim, sem dúvida que é um carro extremamente fácil de conduzir, apesar do seu tamanho… E é uma alegria constante! Aliás, voltei agora ao meu antigo VW Polo, e não consigo tirar qualquer gozo da sua condução xD

  2. Marcos

    17 Setembro, 2018 at 10:04

    Bom dia. Foi um bom teste para quem não tinha qualquer contacto com a mobilidade eléctrica. Não pude, no entanto, deixar de reparar no erro da comparação entre um carregamento monofásico e um trifásico. É que a conta é mesmo muito simples de fazer: Com 3 fases carrega-se quase três vezes mais rápido… Ora assumindo o facto dos modelos novos estarem limitados a 24A trifásicos (apesar dos 32A em monofásico), carregam quase 17 kWh por hora, e em 6 horas nocturnas fica totalmente carregado dos 0 aos 100%. O resto está bom, é um relato bem construído. Tem mais alguns pequenos enganos, mas nada de mais. Por exemplo, a chave do Model X é mesmo um Model X de formato SUV em pequeno, ao passo que o Model S tem uma chave quase igual, mas mais baixinha. Obrigado.

    • Nuno Miguel Oliveira

      Nuno Miguel Oliveira

      17 Setembro, 2018 at 13:54

      Um grande obrigado pelo teu comentário Marcos, é com estas iterações que fico extremamente feliz!

      Vou dar um toque nessa parte, infelizmente o carregador que me foi dado não funcionou na minha casa, nem na casa do vizinho… Por isso, tive de ir pelo que a marca me disse, e por relatos de outros condutores que conheci num dos super carregadores da Tesla.

      Quanto à chave, pensava mesmo que era um Model S ahah

  3. Luis

    17 Setembro, 2018 at 16:24

    Só um comentário em relação aos custos de carregamento. Se o custo do kwh é de 0,22eur, carregar a bateria completa (90kwh, dependendo do modelo) fica em cerca de 20eur e não em 1eur como diz.

    • Nuno Miguel Oliveira

      Nuno Miguel Oliveira

      17 Setembro, 2018 at 16:48

      Olá Luis, desde já obrigado pelo comentário! As contas foram feitas a pensar em 120km durante a noite, e não na bateria completa.

      Mas vamos pegar nesse exemplo! O P100D que testei, tem 90KWh para condução e 10KWh para os restantes sistemas.

      Dito isto, 0,22 por KWh é muito caro, e deve ser o máximo dos máximos em Portugal, por isso, foi a estimativa que usamos com o senhor ‘Pedro Faria’ para ter uma pequena noção da poupança! Mas mesmo assim, pegando nos 20€(19,8 para ser exato) para uma autonomia de ~550KM, continua a ser uma poupança muito boa em comparação aos combustíveis fosseis.

      Contudo, usando novamente a experiência do senhor acima mencionado, que paga 0,09€ por KWh, devido à tarifa bi-horária… Dá cerca de 8€(8,1) por um carregamento completo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement Banner ESET

Hardware

Entretenimento

Advertisement

Auto

Jogos