Montar o nosso PC é sempre melhor que comprar um já feito?

Hoje em dia, com os atuais preços no mundo das placas gráficas, e escassez de vários componentes chave, comprar o nosso próprio PC é uma autêntica aventura. Ainda assim, esquecendo um pouco esta altura mais complicada, se há pergunta que me fazem muitas vezes, é… “Compro peça a peça, ou compro um PC pré-feito?”.

Pois bem, vamos tentar perceber.



Montar o nosso PC é sempre melhor que comprar um já feito?

montar PC

Geralmente, sou um completo defensor que cada utilizador deve comprar e montar o seu próprio PC. (Isto a não ser que apareça um negócio simplesmente brutal, e irrecusável, claro. Especialmente agora que os stocks estão horríveis, e algumas lojas reservam alguns componentes para PCs pré-feitos).

Primeiro, porque a máquina vai ser completamente feita à sua medida, e segundo, porque é uma experiência que nunca se esquece… Afinal de contas, aquele feeling de carregar no botão, e tudo ligar, é simplesmente priceless.

Vamos tentar explicar o porquê em alguns pontos fáceis de entender:

  • É mais barato e tem mais qualidade! – Normalmente, vai gastar menos dinheiro, ao mesmo tempo que consegue meter as mãos num PC mais potente. Aliás, mesmo que compre numa loja de referência, que por sua vez não tenha preços exagerados… Com o mesmo dinheiro que uma loja pede por um PC pré-feito, é muito provável que consiga componentes de maior qualidade na sua própria build.
  • Garantia por cada componente – Se por acaso tiver problemas com a sua máquina, pode simplesmente enviar a peça avariada para a garantia. Em vez de enviar todo o computador. (Em alguns PCs pré-feitos, nomeadamente de grandes OEMs, se abrir o PC, perde a garantia)
  • Uma besta feita à sua medida! – Pode criar o seu PC, a pensar naquilo que irá fazer no seu dia-a-dia. Assim, pode apostar mais na placa gráfica para os jogos, ou mais no CPU para workloads. Pode meter RGB a dar com um pau, ou ter uma build um pouco mais stealth. Você decide tudo! É quase como decidir o que entra no seu guarda-roupa.

Muito resumidamente, um PC montado por si, é limitado por si mesmo. Isto enquanto um PC pré-feito apenas limita as escolhas e vida do consumidor durante todo o ciclo de vida da máquina.

Além disto, com um PC feito por si, e já com algumas escolhas pensadas para o futuro, pode atualizar alguns componentes ao longo dos anos, garantindo uma nova vida para a sua máquina. Ou seja, pode escolher uma motherboard com boas capacidades de expansão, uma caixa com espaço para tudo e mais alguma, e uma fonte de qualidade capaz de aguentar componentes mais poderosos no futuro. Por exemplo… Está com dificuldades nos jogos? Tranquilo, mude a placa gráfica! Precisa de um SSD mais rápido? Na boa! Aproveite uma das entradas M.2 NVMe para meter uma drive super rápida.

E talvez uma das razões mais importantes… É divertido criar algo realmente seu! Feito por si, à sua medida. Se estiver com medo, não tenha! O que não falta são guias na Internet, e pessoas prontas a ajudar na escolha dos componentes e montagem dos mesmos. (Como nós =P -> geral@leak.pt)


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também