Huawei está disposta a ser supervisionada se conseguir entrar no 5G

Huawei

Huawei está disposta a ser supervisionada se conseguir entrar no 5G – Como já deve saber, a Huawei está a ter alguma dificuldade em entrar nas infra-estruturas de nova geração, para a implementação de redes 5G! Com alguns países a decidirem até, remover o seu hardware das estruturas 3G e 4G.

Algo que não está a deixar a Huawei muito feliz… Afinal de contas, ainda não foram reveladas quaisquer provas de que a empresa tem uma conduta mal intencionada!

No entanto, a gigante Chinesa já meteu 2 mil milhões de dólares de lado, para aliviar os receios quanto à segurança! Além disso, também já afirmou que irá aceitar uma supervisão total da União Europeia, desde que seja permitida a entrada no mercado 5G.

Huawei está

No ano passado, a Huawei foi completamente retirada das infra-estruturas de fornecimento de rede, nos Estados Unidos. Com várias afirmações, nomeadamente de Donald Trump e sua administração, que a empresa Chinesa tinha todo o intuito de implementar ‘Backdoors’, a pedido do governo Chinês.

Como disse em cima, até agora, não foi apresentada qualquer prova concreta de que a Huawei permite espionagem nas suas redes…

Mas os Estados Unidos continuam a sua campanha de desacreditação, junto dos aliados, nomeadamente dos países da União Europeia! Curiosamente, a EU até está a considerar banir completamente equipamento Huawei desta região. O que por sua vez, fez com que a Huawei permitisse total supervisão sob o funcionamento das suas redes Europeias.

Huawei está

Portanto, a Huawei continua a negar todas as acusações e alegações! Apontando para a sua história, e acima de tudo, o seu trabalho

Assim, resta esperar, se esta proposta da Huawei irá convencer os orgãos governativos, enquanto os Estados Unidos continuam o seu trabalho de persuasão.


O que pensa sobre isto? Não começa já a ser estranho, tanta suspeita, tanta acusação… E tão poucas provas? Parece que tudo isto é mais baseado em receios económicos. Em vez da ideia da privacidade e segurança, que tanto querem vender.

Fonte