Fortnite pode nem sequer correr em telemóveis de gama média

O Fortnite chegou hoje finalmente ao sistema operativo Android, ao lado do mais que tudo da Samsung, o Galaxy Note 9. O único problema é que, para já, será um exclusivo da Samsung nos próximos dias. Isto significa que só poderá reproduzi-lo num Galaxy S7 ou num smartphone ou tablet mais recente da Samsung. Depois, o Fortnite vai estar disponível para todos os utilizadores do Android, mas, mesmo que consiga instalar o jogo, há uma hipótese de não o conseguir jogar.

Na manhã de quinta-feira, o XDA Developers partilhou uma lista abrangente dos smartphones que vão suportar a versão beta do Fortnite no lançamento, e se você não estiver num topo de gama relativamente recente, pode estar sem sorte.
De acordo com um ficheiro de configuração encriptado encontrado no APK do Fortnite, estas são as especificações mínimas:

  • Versão Android: Android 5.0 Lollipop ou mais recente
  • Arquitetura de CPU: Suporte a ARM64 com NEON e Flop Point Point Rendering (FPRT)
  • RAM: 3 GB de RAM ou superior
  • Versão OpenGL: 3.1 ou mais recente

A Epic Games também afirma que os dispositivos com o hardware que indicamos a seguir não são compatíveis com o jogo: chips Intel Atom, GPUs PowerVR e chips NVIDIA. A Epic também colocou na blacklist todos os dispositivos HTC, Sony, Motorola, Lenovo e Essential.