Dicas para uma alimentação saudável nas crianças (Paleo)

Existe cada vez mais informação e incentivo para que as famílias ofereçam uma alimentação saudável às suas crianças! E ainda bem que assim é.

No entanto, a informação que chega aos pais é, na verdade, contraditória…

O estilo de vida moderno stressante adicionado às ofertas coloridos que chamam a atenção às crianças dificultam as escolhas. Assim sendo, estamos perante um assunto que pode trazer problemas!


Surpreendentemente, neste momento, uma criança de 8 anos já consumiu mais açúcar do que o seu avô durante a vida inteira!


Mas afinal, quais as consequências das más escolhas?

Têm-se verificado o aumento da incidência de doenças metabólicas, como por exemplo a diabetes tipo 2, que existe atualmente em crianças.

  • De modo a contextualizar, há alguns anos atrás esta doença era associada à meia idade.

As doenças relacionadas com condições auto-imunes têm aumentado e têm consequências para o resto da vida.

Similarmente, existem cada vez mais casos de fibromialgia, problemas de tiróide e muitas outras doenças, inclusive, o autismo. Finalmente, a mais visível: a quantidade de crianças obesas ou com excesso de peso aumentou indiscriminadamente.

É assustador mas nos Estados Unidos da América, a esperança média de vida pela primeira vez baixou! Ou seja seja, os bebés que nasceram em 2016 e 2017 têm uma esperança média de vida inferior à dos seus pais. Isto não é normal!

Com uma tão grande evolução na medicina, não faz sentido este decréscimo… Fundamentalmente, é importante entender que temos o poder de cuidar da saúde das nossas crianças, de reverter esta situação!

De que alimentos necessitam as nossas crianças?

As crianças necessitam dos mesmos nutrientes que os adultos! Não falamos de quantidade mas sim de qualidade.

Alimentação Crianças

Outro fator essencial a ter em conta é que o paladar se desenvolve de modo muito precoce, nomeadamente desde o desenvolvimento pré-natal.

Uma alimentação saudável deve fazer parte da gravidez, da amamentação, da fase de introdução de sólidos e por aí adiante.

Os nutrientes particularmente importantes para o desenvolvimento das crianças são, por exemplo: vitaminas lipossolúveis, colina, glicina, iodo, omega-3, minerais, cálcio, fitonutrientes e proteína.

É preciso salientar que todos estes nutrientes estão presentes em alimentos naturais e não em pizzas, bolos ou panados.

Os falsos alimentos saudáveis:

Alimentação Crianças

A maioria das pessoas sabe que não se deve comer hambúrguer, batatas fritas ou gomas todos os dias. São os típicos “alimentos não saudáveis” e dificilmente farão parte da alimentação diária das nossas crianças.

Contudo, existem alguns alimentos que escondem mais do que aparentam… Como tal, são os alimentos que merecem a nossa maior atenção!

Os pães de leite embalados, as panquecas embaladas com desenhos, os queques embalados, são um perigo escondido! Já leu o rótulo? Sabe o significado de cada um dos ingredientes?

Vamos dar alguns exemplos para entenderem a diferença dos embalados para os feitos por nós!

Queques de laranja

Alimentação Crianças

Se a avó, durante o fim-de-semana, preparar com o neto queques de laranja caseiros para levar para o lanche da escola, o que teremos? Ingredientes: farinha de trigo, açúcar, ovos, manteiga, leite, raspa e sumo de laranja, fermento.

Vamos agora supor que passamos no supermercado e compramos queques em embalagens individuais práticas: Ingredientes: farinha de trigo, açúcar, óleo vegetal de soja, ovo, água, açúcar invertido, fermento, conservantes (E281, E200, E334), aroma de laranja.

Pão

hidratos de carbono, estudo cientifico, dietas, hidratos Alimentação Crianças

E, se no domingo colocarem a mão na massa com os pequenos e fizerem pão caseiro? Ingredientes: farinha de trigo, água, levedura, sal.

E se comprarem pão de forma fatiado, o que temos? Ingredientes: farinha de trigo, água, levedura, açúcar, óleo de girassol, sal, vinagre, farinha de soja, emulsionantes (E472i, E471), regulador de acidez (E341iii), antioxidantes (E300), conservantes (E282, E202, E200).

Estes aditivos, assim como os efeitos do óleo e açúcar refinados acumulam-se no organismo a cada uma das várias refeições diárias. E sem darmos conta, as nossas crianças passam largamente as doses diárias recomendadas para a sua idade.



Como resolver este problema

Muito fácil… Cozinhando! Com eles, para eles, com amor e com alimentos naturais! Guardar os alimentos processados para os dias de exceção.

Dicas do que fazer:

  • Explicar aos nossos filhos as consequências da ingestão de maus alimentos;
  • Ler com eles os ingredientes dos processados;
  • Fazer com eles adaptações das suas receitas preferidas, tentando tornar a alimentação saudável em algo interessante e divertido;
  • Preferir alimentos não embalados, da vossa terra, dos vossos mercados.

Alimentação Paleo

Alimentação Crianças

Em síntese, a alimentação Paleo é uma alimentação que pretende preferir os alimentos que a terra nos dá e que dela se alimentam, alimentos naturais que fizeram parte da história da evolução do ser humano.


  • PALEO – Os 9 produtos alimentares que não podem faltar! – Clique aqui

Consideramos que são os alimentos que o nosso organismo processa mais facilmente e que contribuem de modo mais interessante para revelar o nosso potencial genético assim como prevenir a incidência de doenças metabólicas:

  • Carne (vaca, porco, peru, frango, borrego, coelho, caça, etc)
  • Peixe (todo o peixe, preferindo peixe da nossa costa)
  • Ovos
  • Legumes e tubérculos (batatas, ervilhas, espinafres, cenouras, couves, tudo!)
  • Frutas
  • Gordura boa (esquecer os óleos refinados!)
  • Frutos secos e sementes
  • Açúcares naturais (mel, fruta, xarope de ácer, etc).

Nesta lista, como podem ver, não incluímos as farinhas e o açúcar branco. Então como preparamos as receitas mais docinhas e o pão?

Preparamos com ingredientes naturais.

Sim, porque no paleolítico já se fazia pão! Usavam-se sementes e fazia-se uma levedação natural.

O trigo de hoje em dia é muito selecionado, com uma quantidade elevada de glúten com efeito inflamatório no nosso organismo, portanto neste estilo de alimentação, evitamo-lo!

No entanto, existem infinitas receitas de pães e doces para todos! Basta procurarem e interessarem-se!

Em suma, existe solução! Vamos usar o nosso poder e mudar a alimentação das nossas crianças?

Alimentação Crianças Paleo

Fonte 1 , 2

Agradecimento especial a Márcia Patrício

Joana Morais
Desde que me conheço a área da saúde sempre me fascinou, com grande foco na nutrição, desejando melhorar a minha qualidade de vida e a de quem me rodeia. Por isso, decidi enveredar pelo mestrado integrado em Ciências Farmacêuticas, Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.