AMD falou oficialmente acerca da nova arquitetura Zen 2

A AMD revelou oficialmente os primeiros detalhes acerca da sua próxima arquitetura de nova geração Zen 2! Design que será utilizado na próxima geração de processadores Ryzen EPYC Rome e Ryzen 3000.

Contudo, como este evento é mais focado nos investidores, a AMD focou-se primariamente nos processadores EPYC Rome, os novos chips que têm como objetivo dominar o mercado empresarial e dos centros de dados.

Nesse sentido, a AMD decidiu salientar os ganhos IPC muito acima do esperado, isto já para não falar nos ganhos muito significativos de performance, em relação à geração anterior.

‘Preview’ da arquitetura AMD Zen 2 – Os primeiros produtos de 7nm da AMD estão a caminho!

Ademais, na linha EPYC Rome, a AMD decidiu saltar os 10nm, e ir diretamente para os 7nm! Além disto, decidiu também tornar a TSMC o parceiro principal, visto que tem uma vantagem tecnológica muito grande em relação à Global Foundries.

AMD Zen, Zen 2, AMD Zen 2, arquitetura Zen 2

Estas são as características chave do novo processo de 7nm:

  • Mais rápido, mais pequeno, mais eficiente (2x a densidade, 0,5x o consumo, 1.25x a performance)
  • Vários produtos em desenvolvimento
  • Aposta na parceria com a TSMC

A AMD fez mudanças significativas na sua arquitetura de CPU, que irá ajudar a duplicar a taxa de transferência de dados em relação à primeira geração Zen.

Em suma, a performance vai aumentar bastante, com um ‘pipeline’ de execução completamente redesenhado, grandes avanços no calculo de virgula flutuante, e o dobro da largura de banda para comunicação dentro do próprio CPU.

AMD Zen, Zen 2, AMD Zen 2, arquitetura Zen 2

Dito isto, uma das maiores atualizações e melhorias, é a duplicação da densidade do núcleo, que significa que agora estamos a olhar para o dobro da contagem de núcleos por cada CCX.

  • Melhorias no ‘Pipeline’ de execução
  • Virgula Flutuante 256-bit, e dobro da largura de banda
  • Dobro da densidade dos núcleos
  • Metade do consumo de energia por cada operação
  • Melhoria na predição de ramos
  • Melhorias na pré-busca de instruções
  • Cache de instruções re-otimizada
  • Cache maior

Além de tudo isto, a arquitetura Zen 2 traz também grandes melhorias a nível de hardware para a segurança.

Uma tentativa de ‘blindar’ os processadores da AMD de vulnerabilidades como o Spectre e Meltdown (e sua variantes).

AMD EPYC ‘Rome’ Segunda Geração – O primeiro processador de 7nm para centros de dados do mundo!

Em primeiro lugar, com o processador EPYC ‘Rome’, a AMD está a dar tudo por tudo, ao usar vários CPU ‘chiplets’ de 7nm (Vários chips CCX), baseados na sua arquitetura Zen 2, interligados com um ‘ponte’ de 14nm I/O, que controla toda a memória, e da maneira como os chips CPU têm acesso direto a esta.

AMD Zen, Zen 2, AMD Zen 2, arquitetura Zen 2

Em suma, estes ‘chiplets’ irão ser capazes de conter até 64 núcleos e 128 threads! Em paralelo, os processadores EPYC Rome, irão ter acesso a memória DDR4 de oito canais mais rápida, permitindo uma maior largura de banda.


Primeiramente, é muito importante olhar para este design!

Afinal de contas, pode dar claras indicações do rumo que a AMD pode tomar… Com os processadores do mercado de consumo em mente! Em síntese, os Ryzen 3000, que irão utilizar a mesma exata arquitetura.

Fonte