Afinal de contas… O que se passa com a Huawei!?


Por em

Como já deve ter percebido, esta semana deve ser muito provavelmente uma das piores de sempre para a gigante Chinesa Huawei. Tudo graças ao aumento de tensões entre os Estados Unidos e a China.



Ou seja, a guerra comercial entre os dois países, chegou a um nível tão grave, que o presidente Norte Americano decidiu assinar uma ordem que dava ao governo, o poder de impedir empresas do seu país, de negociar com a Chinesa Huawei.

Mas afinal, como é que tudo isto começou? Qual é a razão da desavença entre os Estados Unidos e a China?

Para perceber isto, temos de voltar um pouco atrás no tempo, e relembrar as primeiras acusações feitas pelos Estados Unidos, contra uma empresa que é agora um símbolo do crescimento económico da China, nos últimos anos.

Foi em 2012, que começaram as ‘bocas’ às Chinesas Huawei e ZTE, com vários a afirmar, que as duas empresas eram acima de tudo, uma ameaça à privacidade dos EUA. Uma altura, em que ambas as empresas já figuravam entre as principais fornecedoras de equipamento para redes de telecomunicação.

Assim, ainda em 2012, a Casa Branca, ainda sob o domínio de Obama, emitiu um outro documento, afirmando que não existiam provas de ‘backdoors’ neste tipo de equipamento. O que na altura, pareceu o suficiente para acalmar toda a situação… Até à chegada de Donald Trump!

As acusações dos EUA, tiveram sempre como base, as torres de fornecimento de rede ‘by Huawei’.

Desde que chegou à presidência, Trump assumiu desde logo uma posição de confronto com a China. Começando logo a apoiar um projeto, que impede empresas com pelo menos 25% de participação Chinesa, de comprarem empresas Norte-Americanas.

Além disto, foram logo anunciadas novas tarifas, sobre produtos oriundos da China. Aliás, até teve de incluir algumas exclusões, para não afetar os preços de vários produtos vendidos no país.

Assim, depois de algum tempo de ‘pausa’, as acusações de espionagem voltaram, o que de alguma forma, se juntou a um esforço para quebrar a Huawei no mercado… Utilizando o facto da empresa equipar uma grande série de antenas de fornecimento de rede, o governo Norte Americano, começou a acusar a Huawei, de permitir o acesso ao dados que por ali passavam, ao governo Chinês.

Pouco tempo depois, foram as próprias agências norte americanas, que começaram a ‘proibir’ o uso de aparelhos Huawei!

Quando a Huawei se preparava para entrar no mercado Norte Americano, estas acusações de espionagem, começaram a ter um novo alvo… Os smartphones! Então, agências governamentais como a CIA ou FBI, começaram a recomendar aos funcionários e seus familiares, que deixassem estes aparelhos de lado.

O que acabou com os planos de expansão da Huawei, num dos maiores mercados do mundo.

Os Estados Unidos nunca mostraram provas concretas que a Huawei tivesse um qualquer tipo de ‘backdoor’, nos seus sistemas!



Contudo, a posição de Trump foi o suficiente para que países aliados como o Reino Unido e Austrália, parassem de utilizar equipamentos da empresa! Isto, enquanto a Huawei continua a negar tudo e mais alguma coisa, pedindo a apresentação de provas.

Isto poderá afetar a corrida ao 5G?

A Huawei é líder global neste segmento, e por isso, seria normal que a empresa conseguisse arrecadar vários contratos, para a implementação da sua rede, em todo o globo.

Portanto, graças a estes sucessivos bloqueios, é provável que o 5G demore mais um pouco a chegar.

Conclusão – Qual é o futuro da Huawei? 

Huawei

É difícil perceber o que se está a passar com a Huawei… Parece acima de tudo, um abuso poder por parte dos Estados Unidos, e do seu presidente Norte Americano.

Um abuso de poder, que está a mexer com uma empresa gigantesca, com milhares de empregados! O que poderá afetar a vida de muita boa gente, que não tem nada a ver com isto.

É que de maneira bem curiosa, os aparelhos mais afetados, nem são vendidos nos Estados Unidos… E pelo menos até agora, as acusações são mais focadas nas Antenas, e não nos produtos voltados para os consumidores comuns.

O que irá acontecer no futuro, não é ainda claro!

Mas uma coisa é certa, a Huawei está pronta para lutar, e até já se tem vindo a preparar para isto mesmo, nos últimos anos.

Afinal, segundo as chefias, a empresa já tem o seu próprio sistema operativo, e até já tem um stock de componentes em armazém, que deverá chegar para aguentar pelo menos um ano. Enquanto é feita a transição para outros fabricantes.

O problema, é que o bloqueio não está apenas a afetar relações com empresas americanas… Algumas empresas Europeias, também estão a cortar toda e qualquer relação, com a empresa Chinesa.

Por isso, antes das coisas melhorarem, é provável que ainda piorem bastante! Ainda assim, acredito que tudo isto é apenas uma jogada de força do sôr Donald Trump, e que tudo irá ser resolvido nas próximas semanas.

É que em boa verdade, se por acaso uma empresa desta envergadura, acaba, devido a acusações sem provas concretas. Estamos a abrir um precedente muito perigoso (!) Para o futuro de todas as empresas, que tentem rivalizar com os Estados Unidos. (Será a Xiaomi, a próxima vítima!?)

Contudo, se por acaso não existir acordo, se há empresa capaz de dar a volta a tudo isto… É a Huawei!


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Leia também

Ou veja mais notícias de Android, Especiais, Featured

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Novo jogo grátis para o PC tem o nome de Jalopy!

Redmi K20 Pro: preço revelado é uma ameaça para o Xiaomi Mi 9

Seguinte