YouTube fecha 400 canais devido à exploração de crianças

O YouTube anunciou que baniu mais de 400 canais. Para além disso, excluiu “dezenas de milhões” de comentários em resposta à suspeição da existência de uma rede de exploração infantil nesta plataforma. O YouTube foi forçado a agir depois de grandes anunciantes, como a Epic Games e a Disney, terem começado a retirar publicidade de vídeos onde surgiram evidências de comentários maliciosos. Fez o mesmo em conteúdos que faziam referência à exploração de crianças.

YouTube fecha 400 canais e entrega utilizadores às autoridades

A descoberta inicial da questão de exploração infantil deve-se ao blogger Mark Watson, que colocou um vídeo onde revelava como os comentários estavam a ser utilizados ​​para marcar vídeos com crianças que praticavam atos físicos, como ginástica. Este comportamento foi inadvertidamente reforçado pelo YouTube. É que o algoritmo sugeria vídeos semelhantes para o utilizador.

Youtube

Foi aqui que começou a pressão dos anunciantes como a Epic Games. É que caso estas empresas retirassem a publicidade seria uma grande perda para o YouTube. 

Entretanto, o YouTube foi finalmente solicitado a agir pelo criador de conteúdo Philip DeFranco, que colocou um vídeo a mostrar esta exploração não controlada e obteve uma resposta do YouTube. Nessa resposta, a rede de partilha de vídeos afirmou que desativaram os canais e comentários relevantes e registaram os utilizadores que efetuaram os comentários. Estas informações foram passadas às autoridades.

Uma declaração adicional

Entretanto esta rede emitiu uma declaração adicional à Bloomberg. Dito isto, afirmam que qualquer conteúdo – incluindo comentários – que ponha em perigo menores de idade é abominável. Assim, têm políticas claras que o proíbem no YouTube. Esta rede afirma que tomou diversas medidas ao excluir contas e canais, denunciando atividades ilegais às autoridades e desativando comentários violentos.”

De facto esta situação foi complicada. No entanto o YouTube foi rápido a responder. Para além disso, os anunciantes que tiveram a sua publicidade envolvida nesses vídeos serão recompensados. Em suma, a forma de recompensa é não pagarem a publicidade.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Samsung “apanhada” nos SSDs? Resposta? Baixa de preços!

Com a disseminação do armazenamento PCIe 4.0, na forma de muitos (e bons) SSDs NVMe, os antigos mas ainda muito rápidos e fiáveis SSDs...

Windows 10 volta a desgraçar as impressoras! E agora?

Parece mentira mas não é. Os updates da Microsoft voltaram a fazer das suas. Quando tudo parecia calmo e os problemas resolvidos, eis que...

Smartphones: Apple novamente nos comandos do mundo Premium

O iPhone 13 foi apresentado apenas há um par de dias, no entanto, a Apple tem tido tanto sucesso com o iPhone 12, que...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!