Snapdragon 1000: As novidades do chipset para portáteis


Por em

No mês passado falou-se pela primeira vez da existência do chipset Snapdragon 1000. Se por qualquer motivo ainda não tinha ouvido falar deste processador, saiba que estará especialmente orientado para computadores com o sistema operativo Windows 10. Hoje eis que são conhecidas novas informações.

Os rumores anteriores já davam conta que o Snapdragon 1000 iria integrar núcleos Cortex A76 e núcleos Cortex A55. Agora novas informações publicadas no site WinFuture.de revelaram que a plataforma de desenvolvimento do Snapdragon 1000, que recebeu o nome de código Project Poipu, foi recentemente detectada a funcionar com mais alguns extras como 16 GB de RAM LPDDR4X e armazenamento UFS 2.1 de 128 GB. Também inclui WLAN Gigabit (também disponível no Snapdragon 850) e um novo chip de gestão de energia.

Snapdragon 1000

O TDP que significa Thermal Design Power do Snapdragon 1000 é de cerca de 12 watts. Isto deixa adivinhar que vai poder competir com o chipset da série U da Intel, que tem um TDP de 15 watts. Lembramos que quanto mais alto o TDP, mais estável será o processador. Assim, parece que o Snapdragon 1000 será capaz de garantir melhor desempenho do que os Atom e Celeron da Intel. Importa salientar que os chips da série U são utilizados ​​para dar vida aos Ultrabooks. Portanto, existe a possibilidade de que o Snapdragon 1000 possa alimentar portáteis de tamanho reduzido.

O recém-lançado Snapdragon 850 e o Snapdragon 845 têm as dimensões de 12,4 x 12,4 mm. As dimensões do próximo Snapdragon 1000 são de 20 x 15 mm, o que mostra que ele é um pouco maior do que os chipsets mais recentes da Qualcomm. Apesar de ser um chipset de tamanho grande, ele ainda é menor que os chips Intel de 15 watts, afirma o relatório.

O novo relatório também afirma que o Snapdragon 1000 será um chipset que não estará soldado à motherboard. Isto é uma boa notícia uma vez que vai permitir que o utilizador troque mais facilmente o chip. Lembramos que até aqui a Qualcomm é conhecida por vender processadores que são soldados à placa-mãe.

Neste momento não há informações disponíveis acerca da data de lançamento do Snapdragon 1000. A ASUS pode ser uma das primeiras empresas a lançar um PC com o SD1000, uma vez que há rumores de que este fabricante está a trabalhar num dispositivo chamado Primus que apresenta o mesmo SoC.

Fonte|via

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Google Wi-Fi acaba de chegar a Portugal por 139 Euros

SUV Bentley Bentayga bate o recorde de Pico Pikes

Seguinte

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.