Redmi Note 7 Pro pode estrear com o novo chipset da Qualcomm


Por em

A Xiaomi, ou se preferirem, a Redmi, apresentou ao mundo o Redmi Note 7 no dia 10 de Janeiro. Entretanto, pouco tempo depois, confirmou que iria existir também um Redmi Note 7 Pro que seria lançado no próximo mês.

Em termos técnicos, até agora, a única coisa que foi confirmada oficialmente é que o Note 7 Pro terá uma câmara melhorada.

Entretanto eis que os rumores apontam para outra grande novidade:

-a integração do novo chipset Snapdragon 675!

Snapdragon 675: Um novo processador com downgrades?

Embora recente chegam a existir alguns downgrades de hardware no Snapdragon 675.

Por exemplo, este chipset é desenvolvido com um processo de 11nm em vez de um processo de 10nm como o Snapdragon 670.

Entretanto, a placa gráfica foi reduzida de uma Adreno 615 para um Adreno 612 também.

A Qualcomm garantiu que o Snapdragon 675 funciona consideravelmente melhor do que o Snapdragon 670 em cenários reais.

Para além disso, existem melhorias ao nível dos jogos.

Assim, a Qualcomm promete menos  90% de “soluços” durante os jogos.

Núcleos de nova geração

Além disso, os novos núcleos Kryo de quarta geração garantem um maior desempenho de 15 a 35 por cento em tarefas comuns, como abrir aplicações ou navegar na Internet.

A Qualcomm utilizou estas estatísticas juntamente com a questão dos custos reduzidos para justificar a sua decisão de utilizar um processo de fabrico de 11 nm.

Snapdragon 675

A inteligência artificial

Não é segredo que a Qualcomm se tem vindo a concentrar na Inteligência Artificial. Assim não é surpresa que tenham incluído o processador de sinal digital Hexagon 685. Este é o mesmo DSP que a Qualcomm está a utilizar o Snapdragon 845, 710 e 670.

Embora cada fabricante de smartphones tenha a palavra definitiva acerca das funcionalidades de IA que devem ser incluídas nos seus dispositivos, o hardware do 675 deve permitir a deteção rápida de rosto, o processamento inteligente de imagens e a deteção de palavras-chave de alta precisão para assistentes de voz integrados.

Um processador Spectra 250L atualizado

Mas as melhorias mais assinaláveis no 675 estão presentes no processador de sinal de imagem Spectra 250L atualizado.

Assim, o Snapdragon 675 tem a capacidade de disponibilizar funcionalidades de câmara mais avançadas, como captura de imagens de alta resolução e vídeo em câmara lenta. Isto vai assentar que nem uma luva no novo Redmi Note 7 Pro. 

Com a ajuda da inteligência artificial do Hexagon 685, a Qualcomm também disponibiliza um modo de retrato universal.

Snapdragon 675

Para quem não está familiarizado com esta funcionalidade, o modo retrato cria um efeito bokeh artificial depois de uma imagem ser capturada. Este efeito faz com que as imagens pareçam mais profissionais, como se fossem tiradas com uma câmera DSLR.

Há mais smartphones que rapidamente vão integrar o chipset Snapdragon 675

Mas o novo Redmi Note 7 Pro não será o único a integrar este chipset. Os rumores afirmam que o chipset vai dar também vida aos Motorola P40, HiSense U30 e Meizu Note 9.

Entretanto e ao nível das câmaras, o Redmi Note 7 Pro virá equipado com um sensor Sony IMX586 de 48 megapixéis ao invés do Samsung ISOCELL GM preste no Note 7.

Ao nível de preços nada se sabe. No entanto, os rumores falam se 250 Euros.

Leia também

Ou veja mais notícias de Android

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas
Anterior

É o fim para as brincadeiras e desafios virais no YouTube

Novos CPUs Intel sem gráfica integrada… Custam exatamente o mesmo?

Seguinte