Inicio Especiais (Primeiras Impressões) ASUS Zephyrus G14: Que máquina!

(Primeiras Impressões) ASUS Zephyrus G14: Que máquina!

A ASUS renovou completamente a sua gama de portáteis para 2020, e como tal, até já tivemos a oportunidade de testar o TUF A15, um portátil que tenta aliar desempenho a um preço apelativo, ao oferecer um ecrã de 144Hz, um processador mobile de última geração Ryzen 4000 e ainda uma GTX 1650, por 799~999€.



Mas para ser sincero, o que eu queria mesmo era meter as mãos no novo Zephyrus G14! E que diferença! O A15 é uma excelente máquina, mas o G14 está facilmente uns furos acima, em todos os aspetos. Ao fim ao cabo, estamos a falar de um portátil pequeno, leve, mas tão poderoso que por vezes até chega a assustar. Dito isto, hoje não me vou focar na performance da máquina, mas sim nas primeiras impressões que esta máquina me passou quando a tirei da caixa. (Este artigo já está a ser escrito no G14)

Afinal de contas, para mim, um utilizador de longa data de um ultrabook com um ecrã de 13”, este é sem qualquer dúvida um dos portáteis mais aliciantes que vi chegar ao mercado, especialmente agora que tenho o meu MacBook a morrer… ASUS… Este menino já não sai daqui! Podem mandar os ninjas que quiserem.

(Primeiras Impressões) ASUS Zephyrus G14: Que máquina!

zephyrus g14

Portanto, a máquina que me chegou às mãos não é exatamente igual aos modelos que vamos encontrar no mercado Português. Por isso, vou desde já apontar as primeiras coisas que me saltaram à vista, e claro, o que vamos encontrar de diferente nas prateleiras das lojas propriamente ditas.

Primeiramente, esta versão não tem o painel traseiro de LEDs AnimeMatrix personalizável, algo que as versões comercializadas em Portugal irão ter. É algo que estou bastante curioso para experimentar, mas obviamente é apenas uma ‘curiosidade’ para que o utilizador se exprima de uma maneira diferente.

zephyrus g14
Exemplo do painel AnimeMatrix

Além disso, o botão de power é também um sensor de impressão digital, sendo capaz de fazer login automático no Windows sem ter que voltar a por o dedo depois de ligar o portátil, porque tem cache temporária

zephyrus g14

Entretanto, e isto é o que mais me impressionou, segundo a ASUS, o chassis do G14 é construído tendo como base uma nova liga de magnésio-alumínio, maquinado em CNC. Isto é algo que notamos imediatamente após tirar o portátil da caixa! A qualidade de construção é palpável! (Mais facilmente irá partir o chão do que este aparelho, caso este caia. É basicamente o Nokia 3310 dos portáteis)

Autonomia

Ainda não testei isto, mas segunda a marca, a autonomia deverá rondar as 10 horas, trazendo várias opções de carregamento. Ou seja, o carregamento tanto pode ser feito com o adaptador incluido na caixa, como também por USB-C até 65W

Especificações técnicas das versões comercializadas em Portugal:

  • AMD Ryzen 7 4800HS ou Ryzen 9 4900HS  (exclusivo ASUS, um processador octa-core com um TDP de apenas 35W.)
  • NVIDIA GeForce RTX 2060 Max-Q
  • 32GB de memória DDR4
  • 1TB SSD
  • WiFi 6
  • Ecrã Full HD 120Hz com calibração de cores Pantone (A versão que tenho em teste tem um ecrã 2K@60Hz)
  • 4 colunas de som com Dolby ATMOS
  • Sistema de refrigeração inteligente

Design e Primeiras impressões

O design do Zephyrus G14 não é obviamente para todos, visto que tem umas linhas bastante arrojadas, obviamente próprias de um portátil para jogos. Parecendo quase um ‘brinquedo’ em comparação a portáteis mais ‘business’ como o Dell XPS 13 ou HP SPectre. No entanto, pessoalmente, estou completamente apaixonado pelo modelo branco que a ASUS enviou para review.

zephyrus g14

Em suma, é um portátil Zephyrus, por isso, é obviamente uma máquina pensada para os jogos. Contudo, facilmente passa por uma máquina de trabalho, trazendo toda a performance que realmente necessita para cima da mesa, ao mesmo tempo que também conta com um teclado de alta qualidade (raro no mundos dos portáteis), ecrã de alta resolução com cores fidedignas, que claro está, é acompanhado por margens reduzidas. A única coisa que gostaria de ver diferente no design, é mesmo um touchpad maior.

Dito tudo isto, para terminar a parte do design, o portátil transborda um feeling de robustez, tudo graças à sua construção ultra premium. É fácil dizer que a ASUS apostou forte e feio nesta máquina. Ao fim ao cabo, acaba por ser algo impressionante, visto que não é de todo uma máquina pesada ou grossa. Ainda assim, é ‘rijo’ para caraças! Tal e qual como o pessoal do meu ginásio da terrinha gosta de dizer.

Conclusão

Em suma, se por acaso quer uma máquina robusta, pequena, leve e poderosa, é impossível passar ao lado deste G14. Entretanto, fique atento à nossa análise completa, que deverá ser lançada nas próximas semanas.

  • O ASUS Zephyrus já está disponível na Globaldata aqui.

Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo. Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia também

DualSense da PlayStation 5 funciona no Android e PCs

Os PCs e dispositivos Android garantem um bom suporte para diversos periféricos. Da lista fazem parte os comandos da Xbox e Stadia. No caso...

(Especial) A Apple não abandona a porta Lightning… Porquê?

Como deve saber, os novos iPhone 12 não trazem carregador nem auriculares na caixa. Uma tendência que começou um mês antes com os mais...

Play Store: instale já nos smartphones da Huawei com o Googlefier!

Não é surpresa que os dispositivos da Huawei e Honor lançados no ano passado não incluem os Google Mobile Services. É exemplo disso, o...

Os novos iPhone 12 usam um modem 5G ‘velhote’

Quando uma grande fabricante de smartphones como a Apple faz um lançamento, os consumidores estão obviamente à espera de encontrar os componentes mais modernos...

Confirmado – Tesla lançou o Full Self-Driving com um aviso!

Confirmado - Tesla lançou o Full Self-Driving com um aviso importante! - A Tesla criou grande parte da sua fama atual devido à performance...