Netflix chuta a Disney para segundo lugar e é a nova campeã

Quando a Netflix se tornou uma empresa pública em 2002, era simplesmente um serviço que permitia encomendar DVDs. Desde então – graças principalmente às inovações na indústria de streaming – as suas ações subiram 33.000%. Agora, pela primeira vez, a Netflix tornou-se na empresa de entretenimento mais valiosa do mundo e empurrou a Disney para segundo lugar.

Lembramos que só em 2018, as ações da Netflix aumentaram 80%, enquanto as da Disney caíram cerca de 5% no ano passado. A partir de agora, a Netflix está avaliada em cerca de 153 mil milhões de dólares – mil milhões a mais que a Disney.

Estes são, sem dúvida, números impressionantes, considerando que a Disney possui alguns dos direitos, ao nível de de entretenimento, mais valiosos do mundo, incluindo a Pixar Animation, a Marvel Cinematic Universe e o Star Wars.

No entanto, todas essas posses, não estão a altura do que a Netflix consegue fazer nas casas das pessoas. Quer seja para visualizarem a programação original e premiada que a Netflix cria, ou deixar os filhos assistirem a um fluxo constante de programas infantis, as pessoas consideram o Netflix um aspecto essencial das suas vidas.

Como facilmente se percebe a Disney não consegue competir com isso, pelo menos até ao momento. É exactamente por isso que no futuro, a Disney vai lançar a sua própria plataforma de streaming para competir diretamente com a Netflix, o que provavelmente mudará a situação. No entanto, com o Netflix, o Hulu, o Amazon Prime Video, o HBO Go e outros serviços de streaming a lutarem pelo domínio nos Estados Unidos e não só, pode ser tarde demais para a Disney vir reivindicar o seu lugar ao sol.

O que é certo é que a Netflix tem investido muito em conteúdos de qualidade e inclusivamente em séries europeias que são um verdadeiro sucesso. Um exemplo disso é o The Rain que vale a pena verem porque está espectacular. Mas as novidades não ficam por aqui.

Em março, surgiram algumas informações na Internet a darem conta que o ex-presidente Barack Obama poderia ter o seu próprio programa no Netflix. Embora os detalhes iniciais fossem escassos, todos partimos do princípio de que poderia tratar-se de uma espécie de talk-show que iria dar a Obama uma oportunidade de se ligar ao mundo e analisar diversas questões pertinentes.

Agora e alguns meses depois, Barack Obama e o Netflix assinaram oficialmente um acordo. No entanto o programa será muito mais do que a maioria dos utilizadores esperava. Deste modo, tanto Barack como Michelle Obama vão produzir uma série de programas de televisão, documentários e muito mais para a gigante do streaming. Este acordo é válido durante alguns anos.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Mais deste autor

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Em 2022, apenas um iPhone vai chegar ao mercado sem 120Hz

A gama de smartphones iPhone 13 foi apresentada na semana passada, com os dois novos modelos 'Pro' a finalmente trazerem o tão desejado ecrã...

Qual foi a maior invenção no mundo dos computadores?

Provavelmente já não se lembra, mas houve uma altura, em que um simples computador, ocupava toda uma sala, ou até uma casa. Aliás, o...

Gran Turismo 7: Meteorologia vai afetar TUDO!

Gran Turismo sempre teve o grande objetivo de ser um simulador a sério, e pelos vistos, com o novo título da saga (GT 7),...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!