Microsoft vai permitir fazer ‘Pausa’ nas atualizações do Windows 10 Home

Windows 10

Desde o lançamento do Windows 10 em 2015, que os utilizadores têm pedido à Microsoft algum controlo sobre as atualizações do sistema operativo… Pois bem, a Microsoft, para tentar evitar a fragmentação catastrófica que podemos observar no Android da Google, lança todos os meses atualizações para as suas máquinas Windows 10.

No entanto, muitas das vezes, estas atualizações apenas oferecem pequenos bugs, bem como por vezes, outras complicações mais graves!

Windows 10 Home

Em suma, apesar desta estratégia ter toda a razão de existir… Não é um sistema muito amigo do utilizador! Afinal de contas, é possível que estas atualizações ‘quebrem’ alguma coisa, que pode fazer falta ao consumidor, por vezes até pode causar grandes embaraços a nível de produtividade.

Provavelmente ainda se lembra da atualização de Outubro de 2018 do Windows 10… Que ainda hoje está a dar problemas!

Claro que sempre existiram maneiras de bloquear as atualizações, no entanto, estes métodos não são oficiais, e por vezes são até demasiado complicados para um grande percentagem dos consumidores. (Além disto, é ainda possível que se percam algumas atualizações de segurança importantes.)

Dito tudo isto, no Windows 10 Pro, até já é possível controlar minimamente as atualizações do Sistema operativo. Mas as definições continuaram diferentes nas restantes versões… Até agora!

Microsoft está a considerar oferecer ao utilizadores do Windows 10 Home, a possibilidade de fazer pausa nas atualizações até um máximo de 7 dias

Pois bem, a próxima atualização do Windows 10 de Abril de 2019 (19H1), poderá finalmente trazer este controlo à versão Windows 10 Home. Aliás, já está a ser testada pelos membros do programa ‘Windows Insider’.

Windows 10 Home

 

Assim, quando em ‘Pausa’, o Windows 10 não irá instalar qualquer atualização! Poderá voltar a ativar o Windows Update quando assim desejar, ou o mesmo irá acontecer automaticamente passados os 7 dias.

Se tudo correr bem, esta funcionalidade irá chegar a todas as máquinas com o lançamento da primeira atualização do Windows 10 de 2019, em Abril.

No fundo, 7 dias acaba por não ser muito. Mas tendo em conta que a Microsoft quer mesmo evitar o mesmo que aconteceu ao Android… Parece um ‘meio-termo’ bastante interessante.


O que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo!

Fonte