Rapaz de 28 anos tenta explodir o Data Center da Amazon!

O FBI prendeu um homem no Texas que estava preparado para explodir o data center da Amazon. O objetivo era “matar 70% da Internet” e deitar abaixo o poder instituído nos Estados Unidos.

Rapaz de 28 anos tenta explodir o Data Center da Amazon!

Seth Aaron Pendley, de Wichita Falls, Texas, foi detido depois de ter tentado obter um engenho explosivo. Isto a partir de um agente infiltrado do FBI em Fort Worth. Tudo com a intenção de destruir uma instalação da Amazon Web Services na Virgínia. Isto de acordo com o Departamento de Justiça. Segundo as autoridades, Pendley gabou-se de participar no ataque do Capitólio de 6 de Janeiro. Para além disso queria explodir o centro da AWS. Segundo ele presta serviços ao FBI, à CIA e a outras agências federais.

Amazon

Pendley, de 28 anos, está acusado de tentar destruir um edifício com um explosivo. Assim em caso de condenação apanha até 20 anos de prisão. É o que dizem as autoridades federais.

A investigação foi iniciada depois de um “cidadão preocupado” ter contactado o FBI a 8 de janeiro sobre declarações publicadas no fórum online do grupo de milícias MyMilitia.com por alguém (que os investigadores federais disseram ter identificado como Pendley) sobre os planos para “realizar uma pequena experiência” que resultasse em “morte”.

No final de janeiro, Pendley começou a usar a aplicação de mensagens encriptadas Signal para comunicar com uma fonte confidencial do FBI, de acordo com o departamento de justiça.

A fonte disse aos investigadores do FBI que Pendley alegadamente disse que pretendia usar explosivos C-4 para explodir as instalações da AWS na Virgínia. A fonte confidencial do FBI, a 31 de março, ligou Pendley a um indivíduo que ele afirmava ser um fornecedor de explosivos (mas era, na verdade, um agente infiltrado do FBI). A 8 de abril, Pendley recebeu explosivos do agente. No entanto, tratavam-se de dispositivos falsos.

Em comunicado, a Amazon Web Services agradeceu ao FBI pelo seu trabalho na investigação. “Levamos a segurança dos nossos colaboradores e dados dos clientes muito a sério. Assim analisamos vários vetores para eventuais ameaças”, disse um porta-voz. “Vamos continuar a manter esta vigilância para garantir a segurança dos nossos colaboradores e clientes.”

Estas situações nos Estados Unidos estão a agravar-se. Assim todo o cuidado é pouco. É quando menos se espera lá aparece alguém para um feito destes. Mas desta vez correu tudo bem.

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados