GPUs Navi vão deixar para trás uma das maiores limitações da AMD!

AMD Radeon RX

GPUs Navi vão deixar para trás uma das maiores limitações da AMD! – O lançamento dos novos processadores e placas gráficas AMD está mesmo prestes a chegar!

Afinal de contas, as arquiteturas de nova geração Zen 2 e Navi, vão ser apresentadas já no dia 27 de Maio, na Computex 2019.

Faltam menos de 4 dias para o lançamento, e por isso, os ‘leaks’ não param de chegar, à Internet!

Portanto, o ‘leak’ de hoje é sobre uma das novas placas gráficas Radeon Navi, que aparentemente irá ser a oferta de gama média, que muitos dizem contar com o GPU Navi 10, enquanto outros afirmam ser o Navi 12.



AMD Radeon Navi

AMD Radeon Navi RX 3080: 8 ‘Shader Engines’, 2560 SPs, 8GB de memória (bus de 256-bit)

Antes de começarmos a falar do ‘leak’ em si, temos de salientar, que estas informações chegam-nos pela mão do famoso KOMACHI! Que quase sempre acerta nas suas previsões.

Aliás, o ‘Tweet’ até já foi removido, o que é no fundo, um excelente sinal da veracidade da informação aqui fornecida.

Primeiramente, a arquitetura Navi deverá trazer um novo design ‘Shader Engine’ para uma utilização mais eficiente das unidades de computação, e também um aumento de performance

AMD Navi 10: Diagrama

Assim, de acordo com este ‘leak’, o chip Navi irá contar com 40 unidades de computação, cada uma com 64 processadores ‘stream’. O que nem é grande novidade… Contudo, a informação de que iremos ainda contar com 8 ‘shader engines’, já é uma informação completamente nova.

Ou seja, cada um destes ‘Shader Engines’, irá contar com 5 unidades de computação, bem como um ‘raster back-end’. Normalmente, em GPUs GCN, um ‘raster back-end’ inclui 16 unidades de renderização (ROPs). Por isso, não é ainda claro, se a arquitetura Navi irá trazer para cima da mesa 128 ROPs, ou seja vai ser algo completamente inesperado.

Parece que a AMD conseguiu ultrapassar uma das maiores limitações da arquitetura GCN!

Anteriormente, todas as placas gráficas GCN, eram incapazes de escalonar a micro-arquitetura acima dos 4 shader engines por die. O que levou a uma sobre-utilização das GPUs Fiji e Vega.

Dito isto, se esta informação for realmente verdadeira… Então, os engenheiros da AMD conseguiram finalmente meter esta limitação para trás das costas!

E como resultado disto mesmo, devemos ver um escalonamento bastante interessante na performance dos maiores GPUs da empresa. Em suma, vai ser possível ver GPUs Radeon com mais de 4096 processadores Stream, num futuro bem próximo. (Que era o máximo, devido à arquitetura GCN)

Para finalizar, já sabemos que a AMD está a pensar lançar logo 2 placas focadas no Gaming! Que deverão competir com as NVIDIA GeForce RTX 2060 e RTX 2070, com os preços de 399$ e 499$, respectivamente.


GPUs Navi vão deixar para trás uma das maiores limitações da AMD! – Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Fonte