Google Chrome 90: estas são as razões para fazer o upgrade!

O Google Chrome 90 já está a chegar a muitos utilizadores do Windows 10, macOS, Linux e dispositivos móveis e há boas razões para fazer o upgrade. Chega com novas funcionalidades para consumidores e também melhorias na segurança. Uma das novidades principais é que o Chrome 90 é o primeiro que carrega automaticamente todos os sites com protocolo HTTPS. Tudo para garantir que os utilizadores estão realmente seguros.

Google Chrome 90: estas são as razões para fazer o upgrade!

No Chrome 89 ou versões mais antigas quando introduzíamos um endereço na barra, primeiro ele comunicava com a versão HTTP antes de redirecionar as pessoas para a versão HTTPS. Depois de aplicar esta versão, o Chrome 90 vai comunicar primeiro com a versão HTTPS. Isto acelera as coisas e torna tudo mais seguro, como referi acima.

Mas para além disso há ainda mais funcionalidades realmente interessantes. Logo à partida podemos contar com o codec AV1. Foi desenvolvido para garantir um streaming com mais qualidade em diversas plataformas. Lembro que o Firefox já suporta o AV1.

Google Chrome 90 upgrade

Para além da melhor qualidade de vídeo, o AV1 também reduz a utilização de dados sobretudo em dispositivos móveis, quer sejam Android ou iOS.

Mas este codec vai ainda mais longe. É mais eficiente em termos de compressão e melhora a partilha de ecrã em serviços como o Discord e o Microsoft Teams.

No entanto o suporte para AV1 no Chrome não é suficiente para melhorar a qualidade visual. Assim os conteúdos também têm de estar neste formato nos sites em vez de H.264 ou semelhantes.

O Google Chrome também recebeu uma novidade no que diz respeito à gestão de janelas. Assim pode atribuir-lhes um nome. Tudo o que necessita de fazer é abrir o menu do Chrome, carregar em mais ferramentas e escolher Atribuir um nome. Também pode utilizar o botão direito do rato na janela do browser para aceder a esta novidade.

Google Chrome 90 upgrade

O Chrome 90 vai lembrar-se dos nomes que deu às janelas e as mesmas serão restauradas quando voltar a abrir o browser ou caso ele feche abruptamente. Isto também vai estar disponível no Edge versão 90.

Mas há ainda outras características. Melhorias no browser quando se utiliza a realidade aumentada. Para além disso todas as ligações HTTP, HTTPS ou FTP na porta 554 são bloqueadas. Isto para evitar o ataque NAT Slipstream 2.0.

Entretanto a nova versão está a chegar a todos os utilizadores.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também