Dificuldades com os 14nm… Mas a Intel promete compensar com os 10nm


Por em

A Intel começou a preparar a mudança para o processo de 10nm, há muitos anos trás… No entanto, a coisa correu mal, e como resultado disso, o processo de 14nm também sofreu!

Afinal de contas, a empresa teve de voltar atrás, e voltar a re-equipar algumas linhas com o equipamento de 14nm, para conseguir dar vazão a todas as encomendas

O que acabou por não correr nada bem! Isto porque, enquanto o seu processo de 10nm continua a apresentar dificuldades… O processo de 14nm também deixou de produzir a todo gás.

7nm

São contra-tempos que acontecem na indústria, mas que em boa verdade, ninguém esperava que fosse acontecer à Intel! Pelo menos, não desta maneira…

É que os primeiros processadores de 10nm, apenas irão chegar ao mercado no terceiro trimestre do ano! E nem sequer são os interessantes, são as versões para o mercado Mobile… Entretanto, a AMD já vai ter processadores Desktop e placas gráficas de 7nm, no mercado!

O CEO da Intel, Bob Swan, revelou as más notícias na ultima reunião de investidores, com as acções da empresa a caírem 10% na bolsa, imediatamente a seguir.

Pois bem, enquanto as receitas do primeiro trimestre, foram bastante similar ao ano de 2018. O segundo trimestre apresenta-se negro para a Intel, com a empresa a não conseguir aumentar os níveis de produtividade, mantendo os preços algos.

Algo que a AMD vai adorar, quando os primeiros Ryzen 3000 chegarem às prateleiras.



Apesar do investimento de 1.5 mil milhões de dólares, no processo de 14nm, no ano passado. A escassez de produto foi tal, que até a Microsoft apontou o dedo à sua parceira, na sua própria reunião de investidores.

No entanto, quem mais sofreu, foram os entusiastas de PC, que têm de pagar preços significativamente mais altos que o normal, para conseguir montar uma build Intel.

Mas… O CEO da Intel, promete que tudo isto faz agora parte do passado!

“As nossas dificuldades no fornecimento de componentes, teve um grande impacto nos nossos clientes e ecossistema. Por isso, prometemos nunca mais ser uma dificuldade no crescimento dos nossos clientes.

Conseguimos aumentar a nossa capacidade de produção, para a segunda metade do ano. Contudo, o terceiro trimestre não vai ser fácil, enquanto as nossas equipas tentam alinhavar a oferta, com a procura dos nossos clientes.

Além disso, tendo em conta o progresso que temos feito no processo de 10nm, vamos conseguir mover mais unidades no quarto trimestre, do que aquelas que tínhamos antecipado.”

Em suma, a Intel já tem algum stock de chips 10nm ‘Mobile’, que deverá começar a fornecer aos parceiros, de forma a que possam testar, e implementar nas suas ofertas. Aliás, nos últimos 4 meses, a empresa conseguiu praticamente duplicar a sua taxa de produção.

Microsoft Surface Laptop, os 14nm

Portanto, é esperado que na altura do Natal, o mercado comece a receber portáteis equipados com processadores Intel de 10nm. Conseguindo até vencer a AMD na corrida ‘Mobile’.

Ainda assim, isto são apenas palavras… Um discurso que muito curiosamente, deixa de parte os componentes Desktop de 10nm, que é aquilo que interessa ao povo!

E que segundo os mais recentes ‘leaks‘, podem apenas chegar ao mercado em 2021 ou 2022! (Entretanto, a AMD irá lançar os seus primeiros CPUs de 7nm, em Julho)


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Anterior

Adeus Firefox! Vem aí o novo browser Fenix para Android!

Intel explicou o abandono do mercado 5G de smartphones

Seguinte

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.