As melhores TVs para a Black Friday e o que procurar (em atualização)


Por em

Está a pensar comprar uma TV? – Estamos quase a chegar à Black Friday, um dos dias de compras mais badalados do ano, logo a seguir ao Natal. A razão para isto é muito simples! Afinal de contas, comprar neste dia é uma boa ideia, até porque na grande maioria dos casos conseguimos levar para casa equipamentos que de outra forma custariam quase o dobro.

Pois bem, escusado será dizer que um dos best sellers na Black Friday são as televisões.

Existem modelos para todos os gostos e carteiras. Enquanto uns procuram os modelos mais sofisticados 4K, outros preferem optar pelos mais tradicionais devido a alguns receios, e falta de conhecimentos.

Samsung UE55NU7025

A Samsung UE55NU7025 é uma televisão de 55 polegadas que disponibiliza uma resolução de 3.840 x 2.160 pixéis. Esta televisão 4k UHD disponibiliza imagens de elevada qualidade, graças Às diversas tecnologias que estão presentes. São exemplo disso, o sistema PurColor Live que garante cores mais realistas.

Existe ainda a possibilidade de ver conteúdo HDR10+ com melhor nitidez e cores mais precisas. Este modo é também uma excelente aposta para as cenas escuras.

Esta televisão inclui ainda a aplicação SmartThings que pode instalar no seu telemóvel para aceder ao guia de programação e também ao controlo remoto.

Desde 478 Euros

Samsung QE65Q7FN

Se está à procura de uma televisão de gama alta, a Samsung QE65Q7FN de 65 polegadas é a aposta ideal. Esta TV disponibiliza diversas tecnologias que garantem a melhor imagem. Destacam-se as cores brilhantes, a tecnologia Q Contrast que garante cenas escuras e ainda a Q HDR 1500. Esta televisão 4K Ultra HD permite esconder quase todos os cabos. Assim, unifica todos os fios num só graças ao sistema One Connect.

Outro aspeto interessante desta televisão é o modo ambiente que permite optar por um fundo interativo que se adapte à decoração da sua casa.

Está disponível a partir de 1759 Euros.

SONY KD-43XF8096

Esta televisão tem uma dimensão de 43 polegadas e uma resolução 4K UHD. O que a torna numa aposta muito interessante para além do preço é logo à partida o motor TRILUMINOS que garante uma gama de cores mais ampla. No campo das funcionalidades destaca-se a conetividade bluetooth e a gravação de conteúdos. Para aproveitar esta função só tem de ligar um disco rígido externo à TV e gravar para lá o que quiser.

Esta televisão da Sony é uma Android TV com controlo de voz avançado.

Disponível a partir de 599 Euros

LG OLED55E8PLA

Esta é uma excelente televisão de 55 polegadas, tecnologia OLED e resolução 4K HDR. Na prática é uma Smart TV que se destaca logo à partida por integrar o assistente da Google.

Inclui o novo processador Alpha 9 de 14 bits, que analisa e melhora cada frame para garantir a melhor qualidade de imagem. Importa salientar que é compatível com todos os formatos HDR no mercado.  Destaca-se ainda a inclusão da tecnologia Ultra Luminance Pro, que melhora a definição e a cor.

A partir de 1979 Euros

Mas afinal que tipo de TV deve comprar? Nas próximas linhas desfazemos os principais mitos.



As taxas de contraste e a taxa de atualização são as especificações mais importantes na escolha de uma televisão?

comprar uma TV

É verdade que, hoje em dia, estas especificações parecem ser quase algo tirado de um filme de ficção científica.

No entanto, não há grandes diretrizes para medir o contraste. Assim, mesmo que um fabricante afirme que tem a melhor taxa de contraste do mercado, isto pode não ser necessariamente verdade.

O mesmo se passa com as taxas de atualização. Neste caso, isto já é um medidor realmente importante e quanto mais alta, melhor é. Embora alguns fabricantes disponibilizem televisões com taxas de 120Hz ou até de 240Hz, existem outras que não o fazem mas valem-se do marketing para dar essa ideia.

Assim arranjam um termo pomposo para dizerem que têm uma taxa de atualização elevada! Quando vamos a ver podemos estar perante uma taxa de 60Hz. Assim quando for comprar uma televisão não se deixe levar por termos comerciais.

Procure saber as especificações em números! Assim ficará sempre bem servido.

Devo expandir a garantia?

Depende… Aqui é uma questão de sorte!

Ainda assim, há algo que deve saber. Um estudo da organização americana Consumer Reports, uma espécie de Proteste da terra de Donald Trump, concluiu que apenas 4% das televisões necessitam de ser arranjadas nos primeiros quatro anos.

Assim, se tiver de pagar muito mais para expandir a garantia, eventualmente pode não valer a pena.

Os sistemas de reconhecimento de voz podem ser perigosos para a minha privacidade?

comprar uma TV

Existem alguns utilizadores que têm medo de adquirir televisões com funcionalidades de topo. O reconhecimento de voz é uma das funções que está no topo da lista de receios.

Contudo, pode ficar descansado que as televisões, apesar do que aparentemente se passou em 2015 com a Samsung, não está a ouvir as suas conversas. Tudo o que é interpretado são apenas os comandos de voz para executar determinadas tarefas.

As TVs de topo têm áudio de topo?

Analisando esta questão, a lógica é a seguinte… Se compramos uma televisão de topo, o som também deve ser, certo? Infelizmente não é bem assim.

Um dos aspetos importantes para o consumidor são as molduras cada vez mais finas e o facto de serem cada vez mais leves.

Por isso, e por muito boa vontade que haja, não é fácil garantir o melhor som do mundo…

Assim, se o áudio é um aspeto importante para si, então é sempre boa ideia optar por uma barra de som para acompanhar a sua televisão.

Vale a pena comprar cabos HDMI muito caros?

Aqui haverá uma panóplia de argumentos para o sim e para o não. Os puristas dirão imediatamente que sim e certamente que terão as suas razões.

A minha opinião é que todos os cabos HDMI fornecem a mesma informação, assim não tem nenhuma vantagem em estar a comprar cabos ultra-caros para fazer a ligação da sua box de TV à televisão. (Poupe o seu dinheiro!)

Devo comprar uma televisão online?

comprar uma TV

Se for mesmo um negócio fantástico sim! No entanto, existe um aspeto negativo…  Se for a uma loja vai poder ver a televisão em funcionamento e pode ficar a perceber, de imediato, todos os pontos fortes.

Pode ainda verificar “in-loco” todos os aspetos relacionados com a conectividade. É que em muitos casos o que parece fantástico online, pode transformar-se numa desilusão quando recebemos o equipamento.

Que tamanho devo escolher?

Pense na compra de uma TV como se fosse comprar um móvel. Vai ter de caber onde imaginou e idealmente deve ser proporcional à mobília ou à parede em redor.

No fundo, uma TV de 32 polegadas vai parecer estranha colocada numa grande parede vazia, ao mesmo tempo que um ecrã de 70 polegadas vai ser enorme para uma sala muito pequena.

Se tiver espaço, uma TV entre as 50 e as 60 polegadas terá o tamanho ideal se estiver entre os 2 e os 3 metros do sofá. É grande o suficiente para criar uma experiência de visualização imersiva com as luzes apagadas, mas não tão grande que domine completamente uma sala de estar de tamanho modesto.

Já a minha regra é mais simples. Se tiverem espaço… Quanto maior melhor!

Leia também

Ou veja mais notícias de Especiais

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas
Anterior

Galaxy M20 aparece no Geekbench com chipset Exynos 7885

O novo Qualcomm Snapdragon 8150 impressiona nos benchmarks!

Seguinte