Apple continua a cometer erros com o preço!

O produto mais importante da Apple é o iPhone, e na realidade, já é o iPhone há muitos e longos anos. É o produto que tem levado ao crescimento da Apple ao longo dos anos, ao vender quantidades (quase) sempre inacreditáveis face à concorrência.

Dito tudo isto, a gama de smartphones da Apple sempre foi considerada “cara”, mas, na mais pura das realidade, é o produto com o preço mais equilibrado que a fabricante tem para oferecer às massas. Está completamente alinhado com aquilo que podemos encontrar no ecossistema Android, e como tal, continua a vender que nem pãezinhos quentes.

Dito isto, o mesmo não acontece nos restantes produtos da Apple, nomeadamente com os portáteis MacBook que têm vindo a encarecer de forma quase absurda nos últimos anos, e também na gama de tablets iPad, que acabaram de voltar a encarecer com o mais recente lançamento do passado dia 7 de Maio.

A Apple ainda não percebeu que já não pode pedir qualquer quantidade de dinheiro, e isso vai eventualmente acabar por correr mal.

Apple continua a cometer erros com o preço!

Portanto, os novos iPad Pro são extremamente finos, parecem bastante mais poderosos e até trazem algumas inovações, porém… São extremamente caros! Especialmente em territórios como o nosso, onde a Apple não existe de forma oficial, o que resulta em que todos os seus produtos cheguem às nossas mãos a partir de revendedores autorizados.

Afinal, o iPad Pro de 11” começa nos 1229€, enquanto o mais desejado iPad Pro de 13” começa nos 1579€. São preços quase absurdos, capazes de pagar um portátil Windows topo de gama, curiosamente também equipados com um ecrã OLED.

Valores que claro está, vão afastar consumidores, o que por sua vez faz com que a procura pelos novos tablets da Apple vá ser mais baixa face à geração anterior. Infelizmente, a Apple continua a subir preços, em vez de se tornar mais apelativa às massas. Isto pode vir a ser um erro, especialmente se o iPhone falhar em ultrapassar as expetativas em 2024.

Mais concretamente, os analistas estão a prever o envio de apenas 4~5 milhões de unidades de iPad Pro para as lojas em 2024. Isto devido ao aumentos de preço, que fazem com que a preferência caia em cima dos modelos ‘Air’. Tablets que, no geral, não são assim tão diferentes nas especificações, e capacidades que o Sistema Operativo oferece.

Aliás, podemos até dizer que a gama de tablets da Apple está demasiado confusa, além de cara. Afinal, não foi assim há tanto tempo que para ter um iPad de grandes dimensões, era quase obrigado a optar por um modelo Pro. Agora… Pode comprar um Air e ficar igualmente bem servido.

É boa ideia começar a pensar que “nada dura para sempre”.

Entretanto clique aqui para seguir a Leak no Google Notícias e ficar a par de todas as informações mais importantes. Pode também subscrever aqui a nossa Newsletter e receber as notícias no seu e-mail.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, fui sempre aquele membro da família que servia como técnico ou reparador de tudo e alguma coisa (de borla). Agora tenho acesso a tudo o que é novo e incrível neste mundo 'tech'. Valeu a pena!

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.