Connect with us

Reviews

Análise Huawei Mate 20 Pro: Um autêntico ‘All-In’ no mundo Android

Nuno Miguel Oliveira

Publicado a

Num ano em que fomos presenteados com um Galaxy S9, um Galaxy Note 9 e até um Apple iPhone XS, que são no fundo praticamente iguais às versões do ano passado… Eis que a Huawei aproveita todo o ‘Hype’ que tem ganho ao longo dos últimos anos, especialmente com o P20 Pro, para apresentar o Huawei Mate 20 Pro.

Em boa verdade, todos os novos telemóveis sobem cada vez mais a barra em termos de performance e até de design, em relação ao seu antecessor.

Por isso, o Huawei Mate 20 Pro chega ao mercado, como um autêntico ‘All-In’ da empresa Chinesa que vê agora uma grande oportunidade para roubar o trono à sua grande rival, a Samsung.

No entanto, é também um telemóvel caro para a nossa realidade, a custar uns estrondosos 1049€ em Portugal… Será que vale a pena? Vamos tentar perceber!


Análise Huawei Mate 20 Pro – Design

A Huawei cresceu imenso no mercado nos últimos 5/6 anos, e embora tenha lançado telemóveis com designs excelentes ao longo destes anos… Também é verdade que não tem qualquer problema em tirar alguma inspiração na concorrência.

Depois de testar o Galaxy S9+ e Galaxy Note 9, é fácil perceber que a Huawei tentou pegar no melhor destes aparelhos, retirando ainda alguma inspiração ao iPhone X, lançando um aparelho bonito, bem construído, e lá está… Com as vantagens dos smartphones previamente mencionados!

À primeira vista, o Huawei Mate 20 Pro é bastante semelhante a vários outros aparelhos topo de gama lançados em 2018. Temos uma ‘Notch’ com um tamanho significativo em cima, e um ecrã com cantos arredondados e margens muito pequenas nos lados e em baixo.

O ecrã OLED é curvado em ambos os lados, um pouco como o Galaxy S9 e Note 9, mas… Acho que é uma curvatura MUITO mais bem conseguida!

Fazer scroll nas aplicações no ‘Edge’ é simplesmente brutal e a responsividade mesmo nas áreas curvas é muito superior aos terminais da Samsung.

  • (Apesar de ainda existir espaço para melhorias no ‘Palm Rejection’, ou seja, a Huawei precisa de atualizar o software de predição de toques acidentais.)

Depois temos ainda uma atenção ao detalhe bastante curiosa em todo o design do smartphone, como a simetria das câmeras na traseira ou ainda o botão ‘On/Off’, que tem um tom avermelhado em todas as cores do telemóvel.

Que se diga de passagem, fica a matar na cor ‘Twilight’.


Disposição das câmeras

Muitas vezes ouvi pessoas a dizer “Não gosto das câmeras a fazer um quadrado na traseira“.

Epá… Percebo perfeitamente, e é verdade que o módulo de câmeras domina completamente a traseira do telemóvel, num formato que como o próprio CEO da Huawei disse, é baseado nos faróis dos carros desportivos topo de gama, como por exemplo da Porsche.

Mas na minha opinião, não me incomoda nada que a configuração seja um quadrado em vez de dispostas na vertical como no agora ‘velhinho’ P20 Pro.

É diferente, e não interfere em nada com o design extremamente bem conseguido do Mate 20! Além disso, será muito mais complicado meter o dedo à frente das lentes com esta disposição.


Cores

A Huawei lançou cinco cores:

  • Pink Gold
  • Azul Meia-Noite
  • Verde Esmeralda
  • Twilight
  • Preto

No entanto, pelo menos por enquanto, em Portugal ficará disponível em apenas três cores:

  • Azul Meia-Noite
  • Preto
  • Twilight

Tenho de ser sincero… A versão Twilight está qualquer coisa! Contudo, o padrão texturizado apenas existe na versão ‘Azul Meia-Noite’, que foi implementado para tentar limitar a marca dos dedos na traseira.

Claro que ao continuar a ser uma traseira de vidro, recomendo uma capa… Mas se por acaso decidir comprar a versão Twilight, meta por amor de deus uma capa transparente!


Peso

O Mate 20 Pro é sem dúvida um telemóvel robusto, a pesar 189g, nada de mais se já estiver habituado a um telemóvel de grandes dimensões. Em contrapartida é extremamente fino, causando uma sensação de bem estar na mão, graças ao design curvo e do peso previamente mencionado que dá sempre aquele feeling ‘premium’ a uma máquina.

Análise Huawei Mate 20 Pro – Ecrã

O ecrã OLED com a resolução de 1440 x 3120 do Mate 20 Pro é simplesmente brilhante!

Contudo, com o impressionante tamanho de 6.39”, continua a ser possível (ou não) utilizar o smartphone com apenas uma mão. (Dependendo da sua mão, poderá ser uma missão bem complicada.)

Dito isto, se por acaso dá importância à resolução máxima do ecrã (densidade de píxeis), então vai ter de ir às definições de ecrã do smartphone, e mudar para a resolução QHD+. Porque, se deixado em ‘default’, o Mate 20 irá usar a definição Smart, que muda a resolução do aparelho automaticamente de maneira a poupar bateria.

Pessoalmente, prefiro deixar ligada a opção ‘Smart’, visto que não consigo notar a diferença no dia a dia, e por isso prefiro ter mais tempo de bateria.

Além disto, se dá valor à fidelidade de imagem, precisa de mudar as definições de cor para ‘Normal‘, porque em default vem em ‘Vívida‘, para dar mais vida às imagens no ecrã.

Para finalizar, e talvez a funcionalidade mais importante para alguns utilizadores… A possibilidade de esconder a ‘Notch’! Tornando as áreas à volta da ‘monocelha’ completamente pretas.

Análise Huawei Mate 20 Pro – Som

Tal e qual como nas iterações anteriores, não existe qualquer entrada para auscultadores no Huawei Mate 20 Pro. Contudo, a empresa oferece um adaptador USB-C, para que possa ligar os seus fones sem qualquer problema.

Similarmente, recebe ainda uns auscultadores USB-C bastante decentes.

Esquecendo este defeito, o Mate 20 Pro conta com duas colunas escondidas, uma na porta USB-C e outra na ‘notch’.

A coluna principal, e por isso a mais alta, é a que podemos encontrar na porta USB-C. Mas lá está, quando estiver a carregar o aparelho, o volume irá sofrer um pouco.

O telemóvel é capaz de chegar a volumes bastante decentes, apesar de achar que o Mate 10 Pro do ano passado tinha um pouco mais de potência.

Análise Huawei Mate 20 Pro – Especificações e Desempenho

O Huawei Mate 20 Pro brilha nesta categoria, não porque também não o faça nas restantes… Mas porque parece que a Huawei fez um autêntico ‘All-In’ nas especificações deste aparelho!

Afinal de contas, o Mate 20 Pro é o primeiro smartphone Android a contar com um processador de 7nm, desenhado pela própria Huawei, denominado de Kirin 980.

O mais curioso neste processador, é que em termos de performance, a Huawei consegue meter no bolso todos os terminais Android lançados em 2018, incluindo aqueles que ainda vão ser lançados até ao fim do ano. (Porque todos continuam a utilizar o Snapdragon 845 da Qualcomm.)

Inteligência Artificial

Esta é uma das palavras de ordem hoje em dia no mercado de smartphones, e a Huawei consegue ser ‘Boss’ neste campo, pelo simples facto de deter o controlo sobre o seu próprio processador.

Na verdade, o novo Kirin 980 lançado com a série Mate 20, conta duas unidades de Processamento Neural (NPUs), pensadas com várias funcionalidades chave em mente, onde podemos salientar o processamento de fotos em tempo real.

No entanto, a Inteligência Artificial do Mate 20 Pro não funciona apenas aqui, está presente em todo o sistema operativo, aumentando o desempenho do aparelho consoante o uso do seu utilizador.

Resumo das especificações

Como mencionámos em cima, o Mate 20 Pro conta com o Kirin 980, um processador de oito núcleos, criado com o processo de fabrico de 7nm, que irá resultar num aumento de performance e uma diminuição significativa no consumo de energia, em relação a processos mais antigos.

Em paralelo, o Huawei Mate 20 Pro está disponível com 6GB de memória RAM e 128GB de armazenamento. (Em Portugal, porque existem versões com 8GB de memória RAM e 256 GB de armazenamento.)

Posteriormente, podemos ainda contar com expansão de memória via Memória Nano, um formato proprietário da Huawei, em vez do imensamente popular cartão microSD.

Performance

Em termos de performance pura e dura, o Huawei Mate 20 Pro é neste momento o telemóvel Android mais rápido no mercado!

O smartphone é capaz de destruir que nem um cão raivoso todas as tarefas que lhe atiro! Não encontrei qualquer tipo de lag, em aplicações no dia a dia, ou jogos.

No entanto, é preciso dizer que o Multi-tasking da Huawei continua a ser muito agressivo no encerramento de aplicações em segundo plano.

Autenticação – Sensor de impressão digital no ecrã e Reconhecimento Facial

Afinal de contas, o Huawei Mate 20 Pro, é o primeiro smartphone produzido em massa por uma das empresas Top 3 do mercado com um sensor de impressão digital no ecrã.

E posso dizer que é uma excelente implementação! Embora não seja tão fidedigno ou rápido como os agora ‘antigos’ sensores físicos.

(No meu caso, apenas tive dificuldades ao meter o dedo um pouco de lado.)

Contudo, não se preocupe demasiado com isto… Porque irá usar o sensor MUITO raramente, devido ao novo sistema de reconhecimento facial 3D!

Geralmente, o sistema é extremamente rápido e preciso, se bem que algumas vezes pode ser um pouco mais lento na identificação do utilizador (Algo que seguramente irá ser corrigido na primeira atualização oficial.)

IP68, Sensor Infra-vermelho e Dual SIM.

O Mate 20 Pro vem equipado com certificação IP68 a água e poeiras. Bem como um IR Blaster em cima, e ainda a possibilidade de utilizar dois cartões SIM.

Análise Huawei Mate 20 Pro – Bateria

A Huawei nunca teve problemas com a autonomia dos seus mais recentes aparelhos, tendência que continua com o Mate 20 Pro e a sua bateria de 4200mAh.

No fundo, se dá valor à autonomia do telemóvel, vai ter de olhar obrigatoriamente para o Mate 20 Pro!

Como dissemos em cima, o Mate 20 Pro conta com uma bateria de 4200mAh, mais 200mAh que o Galaxy Note 9 lançado em Agosto e mais 1021mAh que o iPhone XS Max lançado em Setembro.

Tendo isto em conta, embora a autonomia vá sempre depender do uso de cada utilizador, é fácil chegar à conclusão, que o Mate 20 Pro começa logo com um avanço considerável face à concorrência.

Ao longo das últimas duas semanas, consegui sempre cerca de 7 horas de tempo de ecrã ligado, isto com um uso bastante intensivo, 4G sempre ligado, brilho automático, uso de GPS, várias chamadas durante o dia, etc.

Aliás, depois de viver dois anos com um iPhone 6s, sair de casa às 8h da manhã, sem carregador e sem medo de ficar sem bateria… É uma autêntica lufada de ar fresco!

Isto já para não falar no carregamento estupidamente rápido com o novo carregador de 40W incluído na caixa! Sim… Leu bem, incluido na caixa, não é Apple?

Capaz de carregar cerca de 70% em apenas 30 minutos. (Por vezes irá conseguir carregar mais que os 70%, outras menos, consoante a temperatura do telemóvel e carregador.)

Em suma, é fácil dizer que o Mate 20 Pro tem o carregamento mais rápido do mercado… Mas muito esquecem-se que este smartphone tem também uma das maiores baterias disponíveis no mundo Android! O que torna o facto ainda mais surpreendente.

Como se isto não fosse suficiente, o Mate 20 Pro suporta ainda carregamento rápido sem fios (15W).

Ainda estou à espera do carregador para testar a funcionalidade, mas a Huawei afirma que é um carregamento significativamente mais rápido que aquilo que já existe no mercado.

Ah… Falta falar no carregamento inverso!

O Huawei Mate 20 Pro é capaz de carregar outros aparelhos com suporte a carregamento sem fios Qi.

Apenas precisa de ligar a funcionalidade nas definições, e meter o outro aparelho em cima da parte traseira do Mate. (Contudo, o carregamento é muito lento, e precisa de uma colocação quase perfeita para funcionar.)

Análise Huawei Mate 20 Pro – Câmeras

Huawei Mate 20 Pro análise

Como o Huawei Mate 20 Pro vem depois de um telemóvel que reinou o mercado de câmeras de smartphone durante 6 meses, o P20 Pro, as expectativas são muito altas.

Dito isto, a câmera tem realmente muitas funcionalidades e pontos extremamente fortes, mas não pense que é uma câmera perfeita… Tal e qual como qualquer câmera de smartphone, também tem os seus pontos fracos.

Pois bem, o Mate 20 Pro conta com um sistema de três câmeras, dispostas numa configuração em quadrado, onde podemos incluir uma lente principal de 40MP com a abertura de f/1.8, uma lente ultra grande angular de 20MP e a abertura de f/2.2 e por fim uma lente teleobjectiva de 8MP com a abertura de f/2.4.

Na frente, podemos encontrar uma lente de 24MP para selfies de alta qualidade.

Numa maneira muito resumida… Este telemóvel irá transformá-lo num fotógrafo de alto gabarito!

O Mate 20 Pro é capaz de tirar fotos fantásticas no modo Pro, é verdade, mas na minha opinião, onde brilha mais é no modo Auto.

Fiquei completamente de boca aberta, quando fiz um simples ‘point and shoot’ a um prédio… E saiu uma foto simplesmente fenomenal. (De noite!)

Mas ainda fiquei mais impressionado, quando o fez outra e outra vez.

Claro que por vezes, talvez por falta de jeito, sairam fotos horríveis.

No entanto é preciso dizer, que em 10 fotos, pelo menos 7/8 vão ser uma autêntica obra de arte. Especialmente em ambientes com boa luz ambiente.

Claro que temos de falar das várias lentes, e na maneira como podemos trocar entre cada uma. Com um simples toque no ecrã.

A objetiva ultra grande angular é espectacular! Se por acaso precisa de capturar um pouco mais do cenário na sua foto.

Aliás, nesta lente, parece que o Mate 20, apanha exatamente aquilo que vê à sua frente com os seus próprios olhos!

Como por exemplo:

Além disto, esta lente é excelente para fotografias macro, visto que consegue focar um objeto até 2,5cm de distância.

Posteriormente temos o zoom ótico 3X, que é muito bom para conseguir apanhar os detalhes mais distantes! Em paralelo, pode ainda fazer zoom híbrido até 5X. (Que apesar de não ser tão bom como zoom ótico, está muitos níveis acima daquilo que a concorrência oferece.)

Depois, o modo retrato parece ter tido uma grande evolução deste o Mate 10 Pro.

Podemos brincar um pouco com a abertura (mesmo depois de ter tirado a foto), aplicar filtros, etc… Aliás, até podemos meter o fundo a preto e branco, mantendo as pessoas na imagem a cores.

Claro que temos de falar do modo Noite! Um modo criado para que consiga tirar uma boa foto, num ambiente bastante complicado para o feito.

Aqui irá necessitar de manter o telemóvel quieto durante 4 segundos. Enquanto a câmera captura uma grande variedade de imagens. (Com valores ISO diferentes, combinando-as todas numa só foto.)

O resultado final é espantoso:

Selfies

A câmera frontal é muito boa, apesar de algumas vezes suavizar demasiado a pele.

Huawei Mate 20 Pro

Dito isto, agora, a Huawei oferece algumas ferramentas interessantes para criar fotos engraçadas… Um pouco à imagem do ‘Apple Stage Lighting’.

 


Pode ainda decidir ligar o modo Huawei Master AI 2.0. Que tenta reconhecer o cenário em que se encontra, para aplicar as melhores definições possíveis. (Animais, céu, plantas, etc).

Pode ver o exemplo em baixo do modo ligado e desligado:

Sem dúvida que com o Huawei Mate 20 Pro, irá contar com a melhor câmera de telemóvel do mercado! E se tiver paciência para aprender a mexer no modo Pro, poderá mesmo passar a ser o fotografo designado em todas as saídas com os seus amigos.

Análise Huawei Mate 20 Pro – Software (EMUI)

Há alguns anos, podíamos dizer que o software da Huawei era realmente mau… Era lento, era feio e tinha demasiadas coisas no ecrã.

Mas em 2018, as coisas mudaram muito, e o Huawei Mate 20 Pro é prova disso!

Huawei Mate 20 Pro

É verdade que a Huawei continua a inspirar-se muito no iOS da Apple. Mas também é verdade que o Mate 20 chega ao mercado com a versão do Android mais recente.

Isto enquanto outras marcas como a Samsung, acabaram de lançar o seu topo de gama com a versão Oreo.

Com o Android 9.0, chegou também a navegação por gestos, algo que faz parte do Mate 20. No entanto, pode escolher utilizar a antiga barra de navegação, se a preferir. (E eu prefiro.)

A Huawei adora introduzir um ‘Dark Mode’ para todo o sistema operativo, que eu pessoalmente adoro! Fica brutal no ecrã OLED do telemóvel, e ajuda a poupar a bateria, apesar da autonomia não ser um problema neste aparelho.

Bloatware

A nossa unidade de teste veio com algum software pré-instalado, como a aplicação do eBay e Booking.com… No entanto, são ambas facilmente removidas, por isso, nada de grave.

Análise Huawei Mate 20 Pro – Conclusão

Em suma, o Mate 20 Pro é um telemóvel bonito, poderoso e conta com uma câmera de fazer inveja a… Bem, todos os telemóveis do mercado.

Análise Huawei Mate 20 Pro

É um telemóvel que fica bem na mão, tem um design que dá vontade de pegar e brincar com ele! Bem como uma bateria capaz de aguentar todas essas brincadeiras, durante todo o dia se for necessário.

Mas… É um telemóvel muito caro! Pessoalmente, acho que nenhum telemóvel vale 1000+ euros… Mas se há telemóvel que chega lá perto em 2018, é sem dúvida o Mate 20 Pro.

Análise Huawei Mate 20 Pro

Saiba mais sobre o telemóvel aqui.

Outras notícias de hoje:

Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro computador aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

5 Comentários

5 Comments

  1. Paulo

    30 Outubro, 2018 at 20:45

    As obras de arte dependem do fotógrafo e não da máquina fotográfica!
    Eu fiz fotos com os mesmos settings e o mesmo tema usando o Huawei, o S9 e o Note9. Depois de descarregar os ficheiros para o LR os resultados não comprovaram de maneira alguma a superioridade do Huawei.
    Qt a ser lindo….é algo mt subjetivo. Mas bom é, o smartphone do momento 😉.

    • Nuno Miguel Oliveira

      Nuno Miguel Oliveira

      30 Outubro, 2018 at 21:02

      Olá Paulo, obrigado pelo comentário 😀

      Sim, foi apenas uma expressão, com os resultados vistos no momento, e tendo em conta a minha experiência com os aparelhos mencionados no artigo.

  2. Luiz Leite

    31 Outubro, 2018 at 19:02

    O Mate 20 PRO comprado aí funciona no Brasil??? Grato… Abs.

  3. Jair Messias Bolsonaro

    31 Outubro, 2018 at 19:03

    Não Não Não Não Não Não Não Não Não…

    Mate 20 Pro!
    ✔ O notch do ecrã é horroroso.
    ✔ As 4 Câmeras na traseira são horrorosas, parecendo com olhos de aranha caranguejeira.
    ✔ A bateria, vish nem se fala. Durante nem um dia.
    ✔ E o preço? Cruzes, Deus mim livre. Custando 1.100 Dólares aproximadamente.

    Só alguns ajustes e correções, o belíssimo smartphone (somente a cor azul) ficaria incrivelmente espetacular.

    Pois dinheiro para comprar não cai do céu a toa!!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

PUB Banner ESET

Últimas Notícias

Android3 horas atrás

Xiaomi Redmi Note 4/4X e Note 6 Pro recebem o MIUI 10

Desde setembro, que a Xiaomi está a disponibilizar a atualização MIUI 10 estável para vários smartphones. O POCO F1 foi...

Android4 horas atrás

Huawei revela o futuro dos smartphones. Consegue adivinhar?

O futuro dos smartphones é algo incerto. As modas aparecerem todos os anos. É monocelhas, é câmaras triplas, é sensores...

Auto5 horas atrás

Cuidado Tesla! A Volkswagen vai lançar um carro elétrico ‘Low-Cost’

Curiosamente, a Volkswagen nunca pareceu muito interessada no mercado de carros elétricos… No entanto, as mais recentes regulações Europeias, parecem ter...

Hardware6 horas atrás

Os slides oficiais do lançamento da RX 590 chegaram à Internet!

Isto hoje em dia, é quase impossível manter um segredo até à data de lançamento de um produto! Afinal de...

Hardware7 horas atrás

NVIDIA lançou as drivers GeForce Game Ready 416.94 WHQL

As drivers NVIDIA Game Ready, oferecem a melhor experiência de jogo possível para todos os lançamentos de jogos mais populares,...

Exynos 9820 Exynos 9820
Android8 horas atrás

SoC Exynos 9820 do Galaxy S10 está a caminho pronto a dominar!

A Samsung está a revelar lentamente algumas especificações do Galaxy S10 muito antes da chegada deste telemóvel. Na semana passada,...

Android10 horas atrás

O Galaxy S10 está a mudar a maneira da Samsung fazer as coisas

Enquanto nos aproximamos do fim de 2018, as notícias acerca do Galaxy S10 começam a aparecer por todos os lados!...

Caça-promoções11 horas atrás

Pré Black Friday: Veja os descontos… Antes dos descontos!

Pré Black Friday – Sem dúvida que o Black Friday é importante! Afinal de contas, vivemos numa altura em que...