AMD confirma que os seus Ryzen estão imunes às novas vulnerabilidades

AMD Epyc

Num comunicado que provavelmente, deu imenso gozo à AMD… A empresa confirmou que os seus processadores não são afetados pelas novas vulnerabilidades RIDL (Rogue In-Flight Data Load) e Fallout.

No entanto, é notório, que a AMD teve algum cuidado nas suas afirmações, de forma a ficar a salvo, caso aconteça algum imprevisto, ora leia:

“…nós acreditamos que os nossos produtos não são susceptíveis às vulnerabilidades Fallout ou RIDL, devido às protecções a nível de hardware, que implementámos na nossa arquitetura. Não fomos capazes de demonstrar estas falhas em produtos AMD, e até agora, não conhecemos ninguém que o tenha conseguido fazer.”



Intel vs AMD

Em suma, a AMD chegou a estas conclusões sozinha, tendo como base os seus próprios testes, e algumas conversas com os investigadores que descobriram as vulnerabilidades. Ainda assim, tem uma certa piada, que enquanto a AMD continua a caminhar rumo ao sucesso… A Intel continue a tropeçar vezes sem conta!

Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.


Processadores Intel têm mais vulnerabilidades… E a AMD volta a rir!

Intel

Caso não saiba, foram descobertas novas vulnerabilidade nos processadores Intel, desta vez com os nomes RIDL (Rogue In-Flight Data Load), Fallout e ZombieLoad! O que parece confirmar as afirmações de vários especialistas… “As vulnerabilidades Spectre e Meltdown, foram apenas as primeiras”!

Estas novas vulnerabilidades são bastante semelhantes às mencionadas em cima (Spectre e Meltdown). Afinal de contas, encontram-se numa das funcionalidades mais interessantes dos processadores modernos, a ‘Execução Especulativa’



Mas o que é a Execução Especulativa?

É simples, esta funcionalidade faz parte das arquiteturas modernas de CPUs, permitindo o processamento de dados, antes que estes sejam realmente necessários.

O benefício é óbvio, porque desta maneira, o processador pode processar mais informação de forma concorrente! (Em vez de ficar à espera de recursos) Ou seja, ao tentar prever o que irá acontecer, os CPUs modernos executam certas tarefas, antes do tempo! O que aumenta a performance do sistema.

Leia o resto do artigo aqui.

Não percas nenhuma novidade. Segue-nos no Instagram, no Facebook e no Twitter!