Xiaomi quer entrar nos EUA já no final de 2018

A Xiaomi continua a sua expansão pelo mundo, aumentando a sua presença no seu país natal e abrindo lojas físicas na Europa, mas o que as marcas chinesas não conseguem é entrar de forma oficial nos EUA.

Xiaomi

A entrada das marcas em lojas físicas continua a ser muito importante. A maior parte dos utilizadores ainda prefere comprar os seus novos dispositivos numa loja física. A Huawei tentou várias vezes entrar no país, mas sempre sem sucesso. Muito devido à desconfiança do governo americano em relação à espionagem.

Xiaomi nos EUA

Um novo relatório do Wall Street Journal afirma que o presidente Lei Jun da Xiaomi, disse que sua empresa pretende “começar a entrar no mercado até o final de 2018 ou no início de 2019.”

A empresa não é nada estranha nos EUA, muito devido ao vasto leque de dispositivos, como aspiradores, câmaras e colunas.

O grande problema para a Xiaomi é o mesmo da Huawei. Para entrar no país precisa de um contrato com uma das operadoras. Algo que devido à desconfiança que já falei, não é nada fácil. Agora resta esperar como é que a marca vai contornar este problema.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Rodolfo Januáriohttps://www.instagram.com/lobo.tech/
Bem cedo comecei a interessar-me por computadores e telemóveis, pelas possibilidades que nos davam. Desde então gosto de toda a tecnologia e fico sempre curioso com a sua utilidade e de como funcionam.

Leia também

pub