Tesla Model S conduz 11 kms e salva condutor alcoolizado

A tecnologia está a transformar os automóveis. Assim, temos cada vez mais veículos equipados com funcionalidades avançadas, sendo que a condução autónoma é uma delas. O piloto automático da Tesla, que é um dos sistemas mais avançados no mercado, foi recentemente utilizado durante 11 kms numa estrada, quando o condutor completamente alcoolizado adormeceu ao volante.

Um Tesla Model S cinzento que salvou a vida do condutor alcoolizado

A polícia localizou o Model S cinza pertencente a Alexander Samek, presidente da Comissão de Planeamento de Los Altos, a conduzir a 112 km/h por hora na auto-estrada 101 na sexta-feira. Como esta velocidade estava acima do limite para aquela estrada (os limites de velocidades nos Estado Unidos são diferentes) a polícia tentou interceptar o veículo e perceberam que o condutor estava a dormir. Foi assim que perceberam que o carro estava em modo automático.

O Oficial de Informação Pública da Patrulha Rodoviária da Califórnia, Art Montiel, afirmou que os polícias foram atrás do veículo de Samek e tentaram fazer com que ele parasse, ligando as luzes e as sirenes, mas ele estava completamente “indiferente” a tudo.

A polícia conseguiu levar o veículo a desacelerar sem problemas

O Tesla acabou por parar depois de outro carro da polícia se ter posicionado em frente ao veículo e ter começado a desacelerar. Segundo um comunicado de imprensa, ainda levou algum tempo para os policias terem conseguido acordar Samek, que foi levado para um posto de gasolina nas proximidades. Aí e como era de esperar falhou no teste de sobriedade e foi preso por suspeita de dirigir embriagado.

O sistema de piloto automático em veículos Tesla alerta os condutores se detectar que eles não estão a segurar no volante. Normlamente desacelera o carro e acaba por parar se os avisos forem ignorados. Supõe-se que o Model S neste incidente tenha conseguido viajar durante 11 kms porque Samek estaca a pressionar o volante enquanto dormia.

O piloto automático ainda não é totalmente autónomo mas já salva vidas

A Tesla há muito enfatizou que o piloto automático não torna um veículo totalmente autónomo. Para além disso, foi desenvolvido para ser utilizado em estradas que têm um divisor central e marcações de faixa com boa visibilidade.

Importa salientar que já ocorreram alguns acidentes ao longo dos anos. No entanto, é normal que por vezes algo possa correr mal se considerarmos que os veículos deste fabricante já percorreram mais de mil milhões de kms com a assistência do piloto automático.