New P30 Pro

No início deste ano, o Departamento de Comércio dos EUA colocou a Huawei numa espécie de lista negra com base em alegações de que a empresa chinesa instala backdoors nos seus equipamentos de rede, o que representa uma ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos. Esta medida restringe praticamente todas as empresas americanas de terem qualquer tipo de relação comercial com a empresa chinesa. Assim, a Huawei não deixou de poder trabalhar com a Google. Foi assim que o Mate 30 ficou sem a Play Store e outras aplicações. Ainda assim, pode haver uma aposta da Huawei na manga que vai competir com o iOS dentro de dois anos.

com o iOS

Sistema operativo da Huawei vai competir com o iOS em dois anos

Algumas semanas após a proibição, foi revelado que a Huawei estava a trabalhar num sistema operativo secreto desde 2012. Entretanto e embora as informações anteriores afirmassem que a Huawei iria lançar o primeiro smartphone com o seu sistema operativo próprio até ao final deste ano, se a proibição dos EUA não fosse levantada, não me parece que vá ser realidade. Em vez disso, a empresa chinesa lançou a sua mais recente gama de smartphones. O Mate 30, com o AOSP (Android Open Source Project). Mas, como mencionado anteriormente, não tem suporte para os Google Play Service.

No entanto, isto não quer dizer que não exista um sistema operativo preparado para smartphones. Já sabemos que ele se chama HarmonyOS (HongMeng na China). Até já há uma televisão que o executa. É verdade que ainda pode não estar preparado para utilização pública nos smartphones. Aliás a Huawei afirmou isto. No entanto, não quer dizer que secretamente não esteja a ser desenvolvido.

No mês de setembro, o CEO da Huawei, Ren Zhengfei, foi entrevistado por correspondentes da Fortune Magazine e a transcrição dessa entrevista no idioma inglês (originalmente chinês) já está disponível.

Na entrevista, o alto funcionário da Huawei fez uma afirmação ousada ao dizer que o seu sistema operativo desenvolvido internamente e que agora conhecemos como HarmonyOS, seria capaz de competir com os principais rivais como o iOS da Apple dentro de um período de 2 anos.

“Acho que vai demorar menos de dois a três anos. Desde que faço parte da liderança da empresa, necessito de ser um pouco mais conservador ao discutir os prazos. Caso contrário, eu posso acabar por colocar muita pressão nas nossas equipas.”

Entretanto, este responsável também destacou o facto de que a Huawei está atualmente a ter uma queda de 10 mil milhões de dólares na sua receita. Isto por não poder usar os produtos da Google nos smartphones da Huawei. Ainda assim e mesmo a enfrentar tudo isto, a Huawei registou uma receita de 58,3 mil milhões de dólares no primeiro semestre de 2019. Ou seja, 23,2% superior em relação ao ano anterior.

Ainda assim e mesmo com um sistema operativo próprio a caminho, este responsável quer continuar a utilizar o Android e quer ter uma cooperação amigável dom a Google. Vamos ver é se o Tio Trump vai deixar. No entanto, com a quantidade de produtos agrícolas que a China vai ter de comprar aos Estados Unidos, parece que vai existir pelo menos uma boa base de entendimento.

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.