Samsung Galaxy Tab S4: Vai valer a pena esperar?

Já tinham aparecido na Internet algumas imagens que revelam o tablet que a Samsung está a preparar e deixaram-nos com água na boca. Olhando para o design, o Galaxy Tab S4 tem tudo para ser um caso de sucesso e destaca-se por alguns elementos inovadores. Logo à partida, este fabricante removeu os botões físicos para aumentar o espaço do ecrã ao mesmo tempo que reduziu as molduras.

No entanto nem tudo são rosas e existe pelo menos um espinho. O Galaxy Tab S4 é alimentado por um processador de 2016 da Qualcomm, o Snapdragon 835. Olhando para os chipsets que estão presentes nos topos de gama atuais, seria interessante depararmo-nos com um processador mais poderoso.

Espinhos à parte, conforme relata o site SamMobile, a Samsung foi corajosa e removeu o sensor de impressões digitais do tablet. A substitui-lo está um sistema de análise da íris que não é bem o equivalente ao Face ID da Apple.

Outras especificações dão conta de um ecrã de 10,5 polegadas com resolução de 2560 x 1600 pixéis e formato 16:10. A isto juntam-se 4GB de RAM LPDDR4X e 64GB de armazenamento. Ao nível da conetividade está o Bluetooth 5.0, Wi-Fi 802.11 ac e GPS. Importa salientar ainda a bateria de 7.300 mAh.

Este tablet vem com o sistema operativo Android Oreo.

O som com assinatura da AKG também está incluído, assim como o suporte para o DeX. Este último vai permitir levar a experiência Android a um ecrã maior, como acontece nos topos de gama da Samsung em 2017 e 2018.

O Galaxy Tab S4 deverá ser revelado na IFA 2014 em setembro.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também