Redmi 7 é oficial! Tudo o que precisa de saber

Foi hoje na China que a Redmi anunciou os novos smartphones Redmi Note 7 Pro e Redmi 7. Ao nível do design, o Redmi 7 parece inspirar-se no Redmi Note 7 Pro e no Note 7, pois possui um ecrã com monocelha em forma de gota de água e um painel traseiro em cor gradiente. Logo à partida, é o primeiro smartphone da Redmi a utilizar o chipset Snapdragon 632.

Redmi 7: Um ecrã HD+ com proporção de 19:9

O Redmi 7 possui um ecrã que disponibiliza uma resolução HD+ de 1520 x 720 pixéis. Disponibiliza uma proporção de 19:9 e suporta 84% de cores NTSC. Sendo um ecrã certificado pela TUV Rheinland, os utilizadores do Redmi 7 não terão motivos para se queixar de fadiga ocular. Isto porque reduz efetivamente a emissão de raios azuis prejudiciais. Entretanto o painel encontra-se protegido por vidro Corning Gorilla Glass 5.

Redmi 7 é

Redmi 7: Chipset Snapdragon 632, 4GB de memória e 64GB de armazenamento

A plataforma móvel Snapdragon 632 de 14nm destaca-se pelo processador octa-core que inclui quatro núcleos de elevado desempenho Kryo 250 que operam a 1,8 GHz. Destacam-se ainda outros quatro que são mais eficientes em termos energéticos (embora mais lentos), os Kryo 250 e que operam a 1,8 GHz.

O SD632 tem 40% mais velocidade do que o Snapdragon 626. Inclui placa gráfica Adreno 605 e modem X9 LTE. Os smartphones equipados com o Snapdragon 632 podem suportar algumas funcionalidades avançadas de câmara, como efeitos bokeh em tempo real, captura de fotos em grande angular e captura de vídeo em 4K. O SD632 também suporta dual 4G VoLTE.

Este chipset que também está presente nas novas apostas da Motorola e no Asus ZenFone Max M2 possuem até 4GB de memória.

Ao nível da capacidade de armazenamento temos uma variante até 64GB.

Uma enorme bateria de 4000 mAh

Em termos de outras caraterísticas o Redmi 7 vem com uma bateria de 4.000mAh. Sem dúvida uma excelente escolha. Disponibiliza até 400 horas em standby. Para além disso, a inteligência artificial está presente para melhorar o desempenho da bateria através de otimizações no sistema. o fabricante chinês incluiu suporte para recursos de economia de energia AI que melhora o desempenho da bateria por meio de otimizações do sistema.

Redmi 7 é

Câmara dupla na parte traseira 

A configuração de câmara dupla na parte traseira inclui um sensor primário de 12 megapixéis com abertura f/2.2 e um sensor de profundidade de 2 megapixels. Ou seja, o efeito bokeh está garantido.

Quero destacar que o sensor principal é o mesmo que estava disponível no smartphone Xiaomi Mi 6 que foi lançado em 2017. Já na parte frontal do Redmi 7 está um sensor de 8 megapixéis. A ele junta-se o modo de beleza por inteligência artificial. Em paralelo possui também desbloqueio facial.

Outras funcionalidades

O Redmi 7 vem com outras funcionalidades como dual 4G VoLTE, Wi-Fi, Bluetooth, GPS e  possibilidade de agir como controlo remoto infravermelhos.

Outra caraterística é, por exemplo, a integração de um amplificador de alta tensão. Isto significa que o Redmi 7 pode produzir som 40% mais alto do que o antecessor.

Destaca-se também a porta microUSB 2.0 e saída de 3,5 mm de áudio. O dispositivo mede 158,65 x 76,43 x 8,47 mm e pesa 180 gramas.

Os preços

Como devem imaginar os preços são no mínimo interessantes.

Assim a variante com 2GB de memória e 16 GB de armazenamento terá um preço a rondar os 104 Euros. Já a com 3GB de RAM e 32GB de armazenamento vai custar cerca de 119 Euros. Por fim a mais poderosa com 4GB + 64GB custa cerca de 130 Euros.

Este dispositivo está disponíveis em duas cores gradiente, como azul e vermelho para além do modelo em preto.