Problemas no Windows: é melhor restaurar ou repor?

Os problemas no Windows surgem sem avisar. Quando são poucos até resolvemos o problema com alguma facilidade. Agora quando começam a aparecer a um nível diário levam-nos a uma grande questão. Devemos restaurar ou repor o nosso computador com Windows? É que embora pareçam coisas semelhantes na realidade são bem diferentes!

Problemas no Windows: é melhor restaurar ou repor?

Desde a resolução de problemas com controladores corrompidos no Windows até à remoção de infeções por malware, tanto o Restauro do sistema como o Reset ao Windows podem resolver facilmente todos os principais problemas. No entanto têm formas diferentes de o fazer.

Restauro do Sistema

O Restauro do Sistema funciona desfazendo quaisquer alterações e revertendo o seu computador para o último estado de funcionamento. Esta ferramenta tem como objetivo resolver problemas “voltando atrás”. Ou seja, até um ponto em que o erro não existia. É uma ótima forma de corrigir situações relacionadas com a corrupção de ficheiros ou reparar os danos causados por malware.

Windows 11 23H2

O Reset ao Windows, por outro lado, limpa todas as definições personalizadas e coloca tudo com as configurações por defeito. É muitas vezes a última solução quando nada mais funcionou.

O restauro do sistema cria imagens do seu PC com Windows sempre que é aplicada uma alteração em todo o sistema, seja no registo, nos controladores ou nos programas. Elas são chamadas de pontos de restauro. Se uma alteração der cabo da sua instalação pode voltar a colocar o Windows como estava até à data e hora do ponto de restauro. Isto é algo realmente muito simples.

Atenção que o Restauro do sistema não é propriamente uma ferramenta de backup. Assim não afeta os nossos ficheiros pessoais e dados. Assim diz apenas respeito a ficheiros de sistema como as configurações de registo, controladores e arranque.

Mas tudo isto não é automático?

Até ao Windows 8 era. No entanto, a partir do Windows 10 é necessário ativar esta função automaticamente. A funcionalidade encontra-se silenciosamente escondida no antigo Painel de Controlo, e no caso do Windows 11 não a encontrará na aplicação Definições renovada.

Como ativar

Em primeiro lugar temos de ir à pesquisa do Microsoft Windows e escrever Restauro. Depois do lado direito é só darmos um clique em Abrir.

Diferenças entre repor o Windows e Restauro do sistema

Entretanto vai surgir uma janela relativa às propriedades de sistema. Se vir que a proteção para o disco principal está desativada clique por cima dele e depois em configurar.

Diferenças entre repor o Windows e Restauro do sistema

Depois é só selecionar Ativar a proteção do sistema. A seguir clique em Aplicar e depois em OK.

Restaurar o computador

Para restaurar o computador para um determinado ponto é igualmente simples. Só temos de ir novamente à mesma secção e depois darmos um clique em Restauro do Sistema. A seguir temos de escolher um ponto de restauro e depois darmos um clique em Seguinte.

Se o seu problema não for resolvido, considere reverter o seu Windows para um ponto de restauro mais antigo.

Repor o Windows

O Reset ao Windows restaura o sistema operativo para as suas definições de fábrica. É a opção a seguir quando todas as outras correções não conseguem resolver o problema.

Quer esteja a enfrentar uma utilização elevada do disco ou se o computador se tenha tornado muito mais lento do que antes, vale a pena experimentar esta solução.

Para o fazer escreva repor o PC na pesquisa do Windows e do lado direito clique em abrir.

Depois e quando tiver optado por repor o Windows pode optar entre Manter os ficheiros ou Remover Tudo. Se estiver com problemas muito complicados no computador é lógico que a segunda opção é a melhor.

A reposição do seu PC irá definitivamente resolver o seu problema, mas para tal, irá eliminar todas as aplicações instaladas e as definições personalizadas. Por isso talvez seja melhor experimentar primeiro um restauro do sistema.

Não perca nenhuma informação importante. Siga-nos no Google Notícias. Siga-nos ou clique no símbolo da estrela no canto superior direito.
mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Receba a nossa Newsletter

Outros artigos

Google vai sofrer uma revolução com a loucura do ChatGPT

Como deve imaginar, apesar de alguns relatos mais 'flamejantes'...

Televisão 8K de 110” com 3D inovador. Comprava?

Como deve saber, as TVs 4K já são banais...

Intel baixa preço dos processadores em 20% (Core 12000)

No ano passado tivemos um aumento nos preços em...

Odeia o Teams? Isto vai melhorar a experiência!

A pandemia de COVID-19 já está, em grande parte,...

Artifact: Uma rede social baseada em Inteligência Artificial

Já andamos a ouvir falar de Inteligência Artificial há...