Problemas no TikTok? Não, a qualidade é que mudou!

O TikTok, ou seja, a conhecida plataforma de vídeos curtos, anunciou recentemente que vai restringir a reprodução de conteúdos de alta definição (HD) nesta aplicação nos próximos 30 dias. Isto para aliviar a infraestrutura de rede na Europa. A medida já entrou em vigor. Ou seja, não há problemas no TikTok como alguns utilizadores achavam. É apenas uma questão temporária.

Na prática, esta rede seguiu os passos dos principais fornecedores de streaming de vídeo, incluindo o Facebook, o seu principal concorrente, que também já adotou essa medida juntamente com o Instagram.

Problemas no TikTok? Não, a qualidade é que mudou!

A propósito disto, o TikTok já lançou um comunicado. Nele pode ler-se o seguinte:

“Embora desejemos que a nossa plataforma seja um local em que a comunidade possa criar, partilhar e aproveitar conteúdos de vídeo, não queremos níveis aumentados de tráfego para adicionar mais pressão à infraestrutura e capacidade das redes. Assim, tomámos uma decisão voluntária para impedir que os nossos utilizadores na Europa possam assistir a conteúdos em alta definição ao longo dos próximos 30 dias.

Problemas no TikTok

Apesar desta medida, os utilizadores podem continuar a criar e a partilhar vídeos normalmente. A única coisa que muda é apenas a qualidade com que vamos ver esses conteúdos.

Devido à crise do coronavírus, a UE solicitou a vários serviços de streaming, na semana passada, que reduzissem a qualidade de modo a garantir a estabilidade das redes europeias, reduzindo as taxas de transmissão. YouTube, Netflix, Apple e Disney também acompanharam esse pedido.

Esta medida do TikTok pode não fazer muito pela Internet. No entanto alguma coisa há de fazer. É que o número de utilizadores é realmente grande. Olhando para os últimos números o TikTok superou o WhatsApp como a aplicação móvel mais descarregada do mundo em janeiro. O número representa um aumento significativo de 46% em relação ao mesmo período do ano passado. Também mostra um aumento de 27% em comparação com o total de downloads em dezembro de 2019. Os números revelam ainda os três principais mercados onde o TikTok é mais famoso: Índia, Brasil e Estados Unidos. Assim, os números poderão ser ainda maiores, pois não inclui os downloads noutras plataformas e noutras regiões.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Subscreva a newsletter Leak e tenha acesso diário aos principais destaques, ofertas e descontos nos parceiros Leak. Clique aqui

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Leia também