Inicio Apple Problemas na App Store do iOS 13.5? Apple acabou de o resolver!

Problemas na App Store do iOS 13.5? Apple acabou de o resolver!

Na semana passada, um estranho bug que ocorreu na App Store impediu os utilizadores de abrirem determinadas aplicações. Ao tentarem iniciar apps como o WhatsApp ou o YouTube, surgia uma mensagem de erro, como se não tivéssemos direito às mesmas. Na altura falámos de uma solução alternativa, no entanto nem sempre funcionava. Agora a Apple lançou finalmente uma correção que acaba com o bug na app store do iOS 13.5.

Problemas na App Store do iOS 13.5? Apple acabou de o resolver!

O bug acabou por incomodar muitos utilizadores porque impedia-os de abrir e utilizar aplicações diferentes. De facto, as apps tinham de ser removidas e novamente instaladas para funcionar. Pior do que isso, é que neste processo de podiam perder dados.

iOS 13.5 App Store

O problema afetou um grande número de utilizadores do iOS e iPadOS, quer usassem a partilha familiar ou não. Falo desta questão em particular uma vez que muitos utilizadores acharam que estaria relacionada. Seja como for, a Apple não revelou o que causou o bug da App Store no iOS 13.5, mas foi eventualmente uma questão do lado do servidor.

Se ainda continua com problemas deverá atualizar todas as apps. Basta ir à App Store e escolher “Atualizar tudo” para instalar as atualizações pendentes. Depois o problema deve ficar resolvido automaticamente.

Entretanto e já que falámos da Apple, de acordo com a empresa de estudos de mercado Omdia, o iPhone 11 foi o smartphone mais popular no primeiro trimestre deste ano.

Isto apesar do impacto que a pandemia de coronavírus teve na venda dos smartphones. Na prática, nos primeiros três meses do ano, a Apple vendeu cerca de 19,5 milhões de iPhone 11.

Com um enorme atraso em relação ao líder, o segundo lugar na classificação da Omdia foi conquistado pelo Samsung Galaxy A51. O volume de envios para distribuição chegou às 6,8 milhões de unidades. Logo a seguir estão os smartphones Xiaomi Redmi Note 8 e Redmi Note 8 Pro, cujas vendas no primeiro trimestre atingiram 6,6 milhões e 6,1 milhões de unidades, respectivamente. O iPhone XR, que foi o smartphone mais vendido no primeiro trimestre do ano passado, atingiu 4,7 milhões de unidades nos três primeiros meses deste ano. Quanto aos outros modelos de iPhone da geração atual, os envios do iPhone 11 Pro totalizaram 3,8 milhões de unidades no trimestre (8º lugar) e 4,2 milhões de unidades para o iPhone 11 Pro Max (6º lugar).

iOS 13.5 App Store Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Leia também

Cyberpunk 2077 foi novamente adiado para… 2077?

Ainda se lembra do anúncio de que Cyberpunk 2077 tinha chegado à fase Gold do desenvolvimento? O que por miúdos significa que estava finalizado?...

4° temporada no Fortnite? A parceria com a Marvel vai continuar!

Desde que chegou a praticamente todas as plataformas Gaming do mercado (PS4, Xbox One, PC, Nintendo Switch e até para o Smartphone), Fortnite tem...

Xiaomi Mi Watch Lite: de light só tem mesmo o nome!

Volta e meia a Xiaomi dá-nos muitas novidades. Na maioria dos casos, algumas de que não estamos mesmo à espera. Este não é propriamente...

A Nintendo Entertainment System (NES) fez 35 anos!

Em Outubro de 1985, a Nintendo estreou a Nintendo Entertainment System, a consola que revolucionou o mercado! Curiosamente, embora a Nintendo tenha sido fundada em...

007 tem data de lançamento! Mas está por um fio… Streaming é opção!

O mundo do cinema foi-se completamente a baixo nesta reta final do horrível ano de 2020. Devido ao adiamento de filmes como 007: Sem...