Mais problemas com as atualizações do Windows 10!?

Windows 10

Se por acaso não tem recebido atualizações para o seu PC Windows 10, não é porque o pessoal da Microsoft foi de férias… É mesmo porque a empresa voltou a fazer das suas, com um novo ‘bug’ a impossibilitar atualizações em algumas máquinas.

Não tem recebido atualizações no Windows 10? Não é o único!

Portanto, a Microsoft vai voltar a lançar a atualização KB4023057 para o seu sistema operativo, que por sua vez, irá tentar corrigir todos os problemas de forma automática. Eis o que este pacote irá fazer:

“Esta atualização inclui ficheiros e recursos que irão tentar resolver alguns problemas que estão neste momento a afetar os processos que o Windows 10 utiliza para a instalação de atualizações. Estas melhorias vão garantir que todas as atualizações são instaladas sem qualquer problema. Além disto, também deverá melhorar a fiabilidade e segurança dos dispositivos baseados neste sistema operativo.”

windows

Assim, esta atualização irá limpar o registo do seu PC, fazer reset às definições de rede, reparar ou desinstalar ficheiros do Windows e até irá comprimir alguns ficheiros temporários.

A Microsoft já lançou a atualização, que deverá estar a chegar ao seu PC (Isto, se não chegou já). Depois de instalada, quaisquer problemas deverão desaparecer.

Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Fonte


Empresas não querem abandonar o ‘velhinho’ Windows 7

Windows

A Microsoft vai deixar de oferecer qualquer tipo de suporte ao seu Sistema Operativo Windows 7, no fim do ano de 2019. E por isso, recomendou a todos os consumidores, especialmente os da área business, que atualizem as suas máquinas para o Windows 10, o mais depressa possível.

No entanto, parece que o processo de atualização não está a ser particularmente rápido…

Portanto, no dia 14 de Janeiro de 2020, o suporte já por si estendido irá terminar. Por isso, as atualizações de segurança vão terminar, para toda a gente… A não ser que queiram pagar as taxas anuais pesadas que a Microsoft pede.

Leia o resto do artigo aqui.