Prémio Champalimaud distingue terapia genética para cegueira infantil


Por em

O Prémio António Champalimaud tem o apoio da “Visão 2020 – O Direito à Visão“! Iniciativa para a prevenção da cegueira que conta com a colaboração da Organização Mundial da Saúde e da Agência Internacional.

Em suma, é um prémio que visa promover estudos para a Prevenção da Cegueira!

Contudo, existe uma alternância bastante interessante! Nos anos ímpares, o prémio reconhece investigações inovadoras para combate à cegueira e doenças de visão. Enquanto nos anos pares, como é o caso de 2018, o prémio é atribuído a pesquisas científicas de grande alcance na área da visão.

Este ano, o prémio foi atribuído a sete investigadores que desenvolveram uma terapia genética.

JOSE SENA GOULAO/LUSA

Podem candidatar-se ao prémio Champalimaud os laboratórios/organizações produtivas ou esforços de colaboração. Assim sendo, podem envolver grupos provenientes de mais do que uma instituição ou disciplina.

Dito isto, o prémio não se dirige apenas às grandes organizações mundiais, mas a todas as organizações, seja qual for a sua dimensão. No entanto, têm de demonstrar resultados com grande impacto.

Com o valor de um milhão de Euros, o prémio Champalimaud é um dos maiores no sector da oftalmologia e combate à cegueira.

Segundo a organização, a descoberta constitui no desbravar da genética! Ou seja, pela primeira vez, através de uma terapia genética conseguiu-se curar esta doença hereditária!

Paralelamente, esta vitória abre caminho para o desenvolvimento de novas terapias genéticas para outras doenças hereditárias.

Em suma, uma descoberta genética para a amaurose congénita de Leber, uma forma de cegueira infantil. 

O trabalho baseou-se na clonagem de um gene e pelo reconhecimento do seu papel no metabolismo da vitamina A na visão. Esta clonagem permitiu a reposição do gene no olho, o que restaurou a visão.

Mais investimentos e prémios como o de Champalimaud por um futuro com mais conhecimento!

Leia também

Ou veja mais notícias de Ciência, Saúde

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Etiquetas

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.