Mate 20 Pro

Embora ainda não saibamos muito sobre o HongMeng OS, já é muito o buzz sobre este sistema operativo. Especialmente agora, que a StrategyAnalytics revelou que este OS poderá “minar” o domínio absoluto do Android, nomeadamente na China.

Com efeito, esta empresa é das que aponta já para agosto, a primeira grande apresentação do HongMeng OS (Saiba mais aqui)

E pelos vistos, o palco escolhido será a Huawei Developer Conference 2019 (que decorre entre 9 e 11/8). Ainda segundo a StrategyAnalytics, o lançamento comercial deste sistema será concretizado no final de 2019.

Huawei Android, o HongMeng

Apesar de a StrategyAnalytics prever uma quebra no volume global de vendas de smartphones em 2019, a empresa fala de uma recuperação em 2020. Por consequência, será o cenário ideal para o HongMeng OS ganhar quota de mercado. Mais facilmente no mercado Chinês do que no resto do mundo, onde o Android continuará a dominar e o iOS estabilizará.

Na verdade, as previsões de sucesso para o HongMeng OS na China podem ser vistas como uma reação à resposta da Huawei ao Governo dos EUA. De fato, é como uma mistura entre marketing e propaganda que, no mercado chinês, poderá ter os seus efeitos. Basta multiplicar por algumas dezenas de milhões de terminais o novo OS para perceber do que falamos…

Apesar de tudo, os analistas da StrategyAnalytics mantêm algum pragmatismo. Defendem que a posição dominante do Android apenas será beliscada no mercado chinês. Mesmo que em 2020 o HongMeng OS possa chegar a outros mercados.

Em conclusão, as expectativas estão voltadas para a HDC 19 e para o que a Huawei mostrar deste novo OS. A partir daí, será mais fácil confirmar se o HongMeng OS terá mesmo capacidade para “minar” o Android. Caso contrário, será apenas mais uma tentativa vã para destronar o OS da Google.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Via

Pedro Freire
Aos 12 anos já devorava a versão portuguesa da Popular Mechanics e, a partir daí, os gadgets e a tecnologia passaram a fazer parte da sua vida. Foi fundador de vários projetos jornalísticos e continua a aliar o trabalho em comunicação com essa mesma tecnologia. Ah, e ainda sente saudades das noitadas a jogar Videopac!