Sony PlayStation quer começar a adaptar os seus jogos para o cinema!

Segundo o jornal The Hollywood Reporter, parece que a Sony Interactive Entertainment criou o estúdio PlayStation Productions. Que será única e exclusivamente dedicado a adaptação de vários jogos populares para o Cinema e TV.

Este estúdio localiza-se na Sony Pictures em Culver City, California e é gerido por Asad Qizilbash. (Ex-gerente de Marketing da Sony).


Nem a equipa PlayStation esperava um acordo entre a Sony e Microsoft!


Mas afinal de contas, qual é a razão da criação da PlayStation Productions?

Durante os últimos dois anos, muita foi a especulação em torno deste assunto. Uma vez que Asad Qizilbash foi visto a falar com escritores, directores e até mesmo produtores!

Aparentemente com o objectivo de ficar a conhecer um pouco mais acerca deste sector.

E foi exactamente isso que aconteceu!

Segundo o ex director de Marketing da Sony, a PlayStation Productions foi criada não só para introduzir alguns jogos no mundo do cinema. Mas também para conseguir descobrir o director certo para os filmes em questão, e os actores certos para os interpretarem.

Playstation Productions

Com tantos estúdios de cinema disponíveis, a Sony optou por criar o seu próprio. Será que existe alguma falta de confiança?

De facto não se pode afirmar que a criação de um estúdio próprio se deva a falta de confiança em relação a outros.

No entanto Asad Qizilbash afirma o seguinte:

“Em vez de termos de facultar o nosso IP para estúdios que mal conhecemos. Optámos por desenvolver e produzir o nosso próprio conteúdo!

Assim, por um lado, porque estamos mais familiarizados com o projeto, e por outro, porque sabemos perfeitamente aquilo que a comunidade Playstation adora. A Marvel será certamente um exemplo a seguir.

Ainda nada se sabe ao certo acerca do conteúdo que será criado neste novo estúdio PlayStation Productions. No entanto, as novidades deverão começar a chegar já nos próximos dias.


Ademais, o que pensa de tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo. 

Fonte