Os 108MP do Samsung Galaxy S20 Ultra são realmente diferentes

Hoje em dia, as câmeras de smartphone são muito mais que hardware, o software e aprendizagem máquina são uma realidade cada vez mais presente. No entanto, o hardware NUNCA pode ser esquecido nesta equação… E para dizer a verdade, a Samsung tem sido um pouco conservadora neste campo nos últimos anos! Algo que aparentemente mudou em 2020 com o lançamento dos novos Galaxy S20, nomeadamente o modelo Ultra.

É óbvio que apenas vamos conseguir tirar conclusões sérias acerca do aparelho depois de uma review como deve de ser, tentando levar as capacidades fotográficas do smartphone ao seu limite. Mas também temos de ter em conta que o S20 Ultra traz duas primeiras vezes importantes para a Samsung, o uso de um super sensor de 108MP, e ainda o uso de uma lente periscópica para atingir um zoom sem precedentes.

Mais Mega Pixeis nem sempre é igual a melhores fotos! É por isso que a Samsung nunca quis entrar numa guerra de números

108MP do Samsung

Ao fim ao cabo, o que não falta no mercado são smartphones com sensores com um número bastante alto de megapíxeis, especialmente quando olhamos para o mercado Chinês. No entanto, isto sempre foi uma perfeita receita para o desastre, visto que mais píxeis, também significa que cada um deles irá receber menos luz. (Porque todos eles têm de caber no mesmo espaço físico. Ou seja, têm de ser mais pequenos… Ou pelo menos tinham!)

Pois bem, com a evolução dos sensores e software nos últimos anos, já não parece tão parvo usar sensores deste tipo.

Aliás, o Galaxy S20 Ultra nem sequer é o primeiro smartphone do mercado a chegar ao mercado com um sensor de 108MP! O Xiaomi Mi Note 10 também conta com uma versão deste sensor, trazendo uma performance fotográfica espetacular à gama média de smartphones. (O Mi Note 10 empatou com o Mate 30 Pro na primeira posição da tabela do DxOMark)



Isto é tudo verdade, mas a Samsung quer conseguir muito mais com o seu ‘Ultra’, em comparação do que aquilo que tivemos oportunidade de ver no Mi Note 10!  

Muito resumidamente, o Mi Note 10 da Xiaomi utiliza um sensor de 108MP desenhado pela Samsung, que é no fundo bastante similar aquilo que o S20 Ultra utiliza. Mas existem algumas diferenças que temos de salientar.

A Samsung está numa guerra com a Sony, para vencer no mundo dos sensores fotográficos!

Por isso, estes 108MP são em boa verdade uma maneira de se diferenciar da rival direta. Tudo isto ao mesmo tempo que tenta puxar a brasa à sua sardinha.

Assim, podemos dizer que no mundo dos sensores de imagem, quanto maior.. Melhor! As câmeras precisam de luz para criar fotografias, e quanto maior for o sensor, mais é possível capturar.

Claro que cada sensor é dividido em milhões de píxeis que tentam capturar luz de forma independente. O que claro está, significa que quanto maior for a resolução, mais pequenos irão ser os píxeis. (Algo que irá ter efeitos na captura de informação de luz, cor, etc…)

É por isso que as fotos em ambientes de pouca luz mostram muito ruído, especialmente quando falamos de câmeras com sensores pequenos mas muitos megapíxeis.



Mas o Galaxy S20 Ultra não é uma câmera com sensores pequenos mas um número de megapíxeis super alto? Sim! Claro que é! Contudo, quando temos em conta o mundo dos smartphones, o sensor é gigantesco!

Em suma, a Samsung está a usar píxeis do mesmo tamanho dos seus sensores de 48 e 64MP (0.8-micron), mas decidiu aumentar a área do sensor propriamente dito para chegar aos tais 108MP que tanto estão a dar que falar. Ou seja, com a abertura de f/1.8, este sensor de 108MP irá ser capaz de capturar mais luz que qualquer outra coisa no mercado!

Conclusão

É ainda impossível saber que qualidade fotográfica o S20 Ultra irá oferecer ao mais comum dos mortais. (Para isso terá de ler a nossa review detalhada eheh)

Mas uma coisa é certa, ter um número grande de megapíxeis deixou de ser parvo no mundo dos smartphones. E é por isso que a Samsung decidiu saltar para este sensor agora em 2020. 

A Samsung fez um upgrade gigante ao seu hardware de câmera este ano, agora resta saber o que a equação hardware + software + IA irá oferecer ao utilizador.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Mais deste autor

1 COMENTÁRIO

Relacionadas

Publicidadespot_img

Últimos artigos

Galaxy S21 FE: O que sabemos até agora! (Setembro)

Atualização (27/9/2021): Ao que tudo indica, a Samsung decidiu cancelar o evento de lançamento do Galaxy S21 FE. Ou seja... Telemóvel foi cancelado! (Em...

Windows 10 tem update de emergência! Atualize se tem problemas

Quem instalou os updates KB5005565 e KB5005101 de Setembro tem-se queixado de problemas com as aplicações. Por vezes encravam ou simplesmente deixam de funcionar....

As novas câmeras do iPhone 13 Pro trazem uma desvantagem

Um dos grandes 'upgrades' do iPhone 13 Pro, está no módulo de câmeras traseiro! Ao contar com sensores mais poderosos, e lentes também elas...

Não perca nenhuma informação de última hora!

Registe-ne na Newsletter Leak e receba diariamente todas as informações no seu email!