(Opinião) A AMD apostou tudo o que tinha… E finalmente ganhou!

AMD Ryzen

(Opinião) A AMD apostou tudo o que tinha… E finalmente ganhou! – Se por acaso é um entusiasta de PCs, ou pelo menos, esteve no mercado à procura da melhor solução para suas necessidades computacionais, no passado recente… Sabe que a AMD esteve em grandes dificuldades! E que a Intel dominou o mercado de PCs Desktop e portáteis, nos últimos 10 anos, sem grandes dificuldades.

É por isso, que acaba por ser tão extraordinário, ver a maneira como a AMD se levantou, e foi à luta com tudo o que tinha!

Afinal de contas, a AMD está no restrito grupo, de empresas com a melhor performance em bolsa de 2019 (Top 10).

O que obviamente, é muito graças à performance dos seus produtos em 2017 e 2018, mas também graças às novas parcerias recentemente anunciadas com a Sony, Microsoft, Google, Samsung e Apple.

Ryzen 3950x

Mas o que hoje em dia está a roubar espaço nos vários sites de notícias, é mesmo o lançamento dos novos Ryzen 3000, e novas placas gráficas Navi. Onde podemos incluir o processador Ryzen 9 3950X com 16 núcleos e 32 threads, bem como a placa gráfica RX 5700 XT, que não só é mais rápida que a RTX 2070, como também é mais barata.

São no fundo, gamas de produtos, que muito dificilmente alguém esperaria há 2 ou 3 anos atrás!

AMD Ryzen

Ora muito bem, tudo isto é devido a algumas decisões críticas, que a CEO Lisa Su, tomou há alguns anos atras… O que resultou claro está, na grande aposta no processo de 7nm da TSMC, e claro, na estratégia de chiplets, que estão agora a dar frutos.

Especialmente a estratégia do uso de chiplets, que traz uma vantagem absurda para cima da mesa, em relação aquilo que a Intel faz, com os seus processadores.



Caso não saiba, a Intel está a ter dificuldades tremendas no seu processo de 10nm… Porque na produção de qualquer processador, a fabricante utiliza apenas uma ‘die’ monolítica (tudo feito ao mesmo tempo, no mesmo chip). Isto, enquanto a AMD pode pegar em vários componentes, ‘colando-os’ com uma cola especial, de seu nome ‘Infinity Fabric’.

É uma estratégia simples, super barata e claro, super eficaz!

Decisões arriscadas, que agora permitem à AMD competir de igual para igual com a Intel!

E que até estão a permitir lançar produtos muito interessantes no mercado de placas gráficas, onde a NVIDIA continua a dominar com as suas recentes RTX 20.

Intel vs AMD

É excelente para o mercado, ver uma AMD Rejuvenescida, porque obriga os seus rivais, a melhorem o seu ‘jogo’… O que por sua vez, faz com que cheguem ao mercado melhores produtos, e claro, melhores preços.

A AMD não só conseguiu recuperar, depois de uma temporada negra… Como agora, até começa a inovar e a trazer novas tecnologias para cima da mesa!

Depois destas decisões terem sido questionadas por vários especialistas, estamos a começar a ver o impacto da AMD na indústria! E muito curiosamente, estamos também a ver um ‘push’ tecnológico. Com a fabricante a ser a primeira a apostar no PCIe 4.0.

Sim, a AMD é a primeira a trazer o standard PCIe 4.0, para o mercado tradicional de consumo. Tanto no mundo dos CPUs como no mundo das placas gráficas.



Mas calma… O objetivo da AMD, não é só crescer no mercado tradicional de consumo! A aposta também se estende ao mercado empresarial, nomeadamente os centros de dados e mercado de servidores!

Mas aqui, é provável que a batalha seja um pouco mais complicada… Visto que existe uma lealdade à NVIDIA e Intel. Ainda assim, só o facto da AMD já ser competitiva neste mercado, é um sinal, que a aposta foi seguramente ganha.

E claro está, se os novos EPYC realmente oferecerem mais performance, por um preço mais baixo. É provável que a quota de mercado da AMD, aumente significativamente nos próximos tempos.

Conclusão

Em suma, tudo isto é excelente para os consumidores! No entanto, os produtos ainda não chegaram ao mercado, por isso… Resta esperar, para perceber qual vai ser o impacto dos novos Ryzen, no orgulho da Intel.

E posteriormente, qual irá ser a resposta, da gigante azul.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.