Intel aprende com a Google e lança óculos inteligentes

Na semana passada ficámos a saber que a Intel estava prestes a anunciar o seu par de óculos “smart”, anunciando hoje o “Vaunt” os primeiros óculos de realidade aumentada da empresa, que se assemelham muito mais a um par de óculos normais que o Google Glass.

O “The Verge” conseguiu ter algum tempo com estes óculos, e pela sua experiência, a Intel aprendeu imenso com os erros da Google, removendo algumas funcionalidades numa tentativa de manter as coisas simples e intuitivas.

O Vaunt não tem uma câmera, ou um prisma LCD em cima das lentes, nem sequer uma coluna ou microfone, pelo menos por enquanto. Em vez disso a Intel escolheu manter o aspecto normal dos óculos que vemos no nosso dia a dia, com um corpo leve feito de plástico e os componentes electrónicos escondidos nas hastes.

A ideia é usar um laser de baixa potência que envia uma imagem monocromática de 400 x 150 pixeis para o seu olho, com o intuito de lhe mostrar notificações simples directamente para a vossa retina.

Intel Vaunt Óculos

A ideia é fornecer algo um pouco mais escondido do que levantar o seu pulso para ver o seu smartwatch, ou tirar o seu telemóvel no bolso, isto nem nunca dar nas vistas !

Os protótipos mostrados em Dezembro eram quase impossíveis de distinguir de um par de óculos normal, quase porque, por vezes, é possível ver um pequeno brilho vermelho na lente do lado direito. Estes óculos foram pensados em vários estilos e para serem usados com lentes de prescrição.

Tal como a Google fez há alguns anos com o Google Glass, a Intel vai começar as hostilidades com um programa de acesso limitado, preço e datas ainda desconhecidas.

O lider de produção do grupo de novos dispositivos da Intel, Itai Vonshak diz:

“Quando olhámos para os novos tipos de dispositivos lançados, ficamos mesmo excitados acerca de produtos que possamos usar na nossa cabeça, isto porque é uma area bastante complicada, as pessoas no seu geral têm dificuldade em usar algo na cabeça em publico pois pode dizer muito acerca da sua personalidade.”

“Por isso quisemos ter a certeza que se alguém meter este aparelho na sua cabeça vai ter todas as vantagens da tecnologia em si, sem nenhuma das desvantagens inerentes, o nosso grande objectivo no design foi tentar fazer desaparecer a tecnologia aos olhos de quem vê de fora.”

Intel Vaunt Óculos

Para que estes óculos funcionem correctamente, temos de passar por um processo rápido que mete a distância à pupila entre outros factores para garantir que as notificações chegam ao olho devidamente.

Estas chegam ao olho 15 graus abaixo da sua linha de visão, a ideia é que um ecrã LED fique constantemente na sua visão periférica sem ser demasiado invasivo, para no caso de o escolher ignorar, este irá basicamente desaparecer.

Temos também o tempo útil de bateria, o grande problema actualmente de muitos aparelhos “smart”, com o Vaunt, a Intel está a apontar para cerca de 18 horas de bateria, por isso se por acaso se esquecer de carregar os óculos no fim do dia(eu acabei de dizer isto ? Carregar os óculos?!), ainda terá alguma bateria para o dia seguinte.

Ainda falta imenso tempo para vermos isto no mercado de consumo, mas é interessante ver a maneira simplista da Intel nestes óculos, ao manter funcionalidades simples e a remover outras demasiado extravagantes ou complicadas que vimos com o Google Glass.

Que acham disto ?