Inicio Especiais Opinião - O que a Intel precisa de corrigir para o futuro!

Opinião – O que a Intel precisa de corrigir para o futuro!

Como devem saber, o líder do mercado de processadores por uma larga margem é a Intel! Tem sido quase sempre assim, e a verdade é que a culpa é em grande parte da AMD.

Sendo líder de mercado, a Intel consegue fazer muita coisa, sofrendo poucas consequências. No entanto, hoje em dia, muitos apoiam a AMD e querem que esta tenha sucesso, mas não é por ‘fanboysismo’ ou porque tem acções da empresa…

É mesmo porque o mercado precisa de concorrência para sobreviver e evoluir!

Por exemplo, a Apple lançou o iPhone X com a monocelha… O que aconteceu ao mercado? Quantos telemóveis existem agora com a ‘notch’? E agora que a Vivo lançou um telemóvel sem esta protuberância, o que acham que vai acontecer no futuro?

Em suma, é preciso que alguém inove, que leve as tecnologias mais além!

E a verdade é que a Intel andou a comercializar processadores quad-core durante 10 anos… porque a AMD nunca foi uma rival digna desse nome! Pelo menos até agora.

O que a AMD fez com os Ryzen é impressionante, mas é algo que já deveria ter chegado ao mercado há muitos anos… Dito isto, agora as coisas estão a ganhar outro rumo.

A competitividade voltou, e a Intel começa a sentir a necessidade de mudar algumas coisas para não perder a sua liderança.

Intel

Vamos então ver as coisas por partes.

A Intel tem de voltar a soldar os seus processadores

Muitos não sabem, mas a Intel deixou de soldar os seus processadores Desktop, para agora aplicar uma pasta térmica de baixa qualidade.

E a verdade é que antigamente a oferta da Intel era bastante mais fresca em 2011 do que é agora em 2018.

Por exemplo, o Core i7-3770K a 1.35v corria a 4.7GHz a 90º a correr testes pesadíssimos. Em comparação, o 2600K nas mesmas condições é pelo menos 20º mais fresco…

A razão real para a Intel ter deixado esta prática de lado, é mesmo a poupança de alguns trocos nas linhas de montagem, afinal de contas a empresa é gigante, e esta decisão é uma decisão corporativa clássica.

Preços competitivos

Claro que os consumidores querem pagar o menos possível e continuar com um desempenho invejoso. No entanto, a Intel quer cobrar o máximo possível, oferecendo o menos possível de forma a aumentar os seus lucros! E com a rival AMD a dormir nos últimos 10 anos, tem sido algo bastante fácil de conseguir.

Mas agora os tempos estão a mudar, e enquanto a concorrência começa a aumentar a qualidade dos seus produtos, a Intel não baixou os seus preços. É verdade que hoje em dia já conseguimos receber por cada euro que gastamos, mas ainda há muita margem de progressão.

Intel

Na verdade, os actuais preços da linha Coffee Lake até são bastante amigáveis, mas noutras áreas a Intel continua a abusar nos preços. Os seus processadores topo de gama para desktop têm preços exageradamente altos, provavelmente porque a empresa não quer canibalizar a sua linha de processadores para servidores. Onde claro está, têm margens de lucras bastante mais altas.

Mas agora com a AMD a anunciar a nova linha Threadripper 2, a Intel vai ter de se esforçar um pouco para se manter competitiva neste mercado! Pois os consumidores não vão querer gastar quantidades de dinheiro avultadas, quando no outro lado da rua existe uma opção capaz do mesmo a um preço significativamente mais baixo.

Overclock para todos!

Intel

Como devem saber a Intel diferencia os seus processadores dentro da mesma gama com a letra ‘K’, a existência desta letra no seu CPU significa que tem um modelo desbloqueado para overclock.

Mas além disto, para tirar partido deste ‘sumo extra’, precisa ainda de uma motherboard topo de gama, como as Z370, senão pouca sorte.

Isto em comparação com a AMD que permite overclock em todos os seus processadores… Além disso, permite-o tanto nas boards média gama como as B350, bem como nas topo de gama como as X370 ou X470.

É um modelo de negócio que já não faz qualquer sentido!

Os entusiastas com orçamentos limitados precisam da oportunidade de tirar o máximo do seu processador sem ter de vender um rim. E sim, é verdade que a AMD está a aparecer agora, e que para isso precisa de ser mais competitiva, mas a maneira como permite overclock em qualquer motherboard ou processador precisa de ser também o modelo de negócio da Intel para o futuro!

Trocar de motherboard todos os anos? Porquê?

Intel

Uma das desvantagens mais irritantes da Intel… Os actuais e anteriores processadores Intel core usam todos a mesma socket LGA1151…

Então porquê que não podemos usar um processador Coffee Lake numa motherboard da série 100 ou 200? E porquê que não podemos usar um processador de uma geração anterior nas novas boards da série 300?

Não existe qualquer razão para isto! A Intel apenas o faz porque pode, e porque os consumidores não têm qualquer problema em largar a nota. A Intel precisa de parar com esta prática, e permitir compatibilidade entre chipsets, tal como a AMD faz!

Além de tudo isto, a Intel mentiu na cara dos seus clientes!

Acerca da compatibilidade entre a série de boards 200 e os novos processadores… Ao dizer que precisariam de mais energia! O que é verdade! Mas também é verdade que qualquer motherboard Z170/Z270 conseguiria facilmente oferecer a energia suficiente para o funcionamento destes.

Se acham que estou a chamar a Intel de mentirosa sem provas, leia este artigo:

  • Intel Coffee Lake funcionam mesmo nas motherboards Z170/Z270 – Clique aqui.

O que acham destes pontos acerca da Intel? Adicionavam mais alguma coisa? Partilhem connosco a vossa opinião nos comentários em baixo! Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

mm
Nuno Miguel Oliveirahttps://www.facebook.com/theGeekDomz/
Desde muito novo que me interessei por computadores e tecnologia no geral, tive o meu primeiro PC aos 10 anos e aos 15 anos montei a minha primeira torre, desde aí nunca mais parei. Tudo o que seja tecnologia, estou na fila da frente para saber mais.

Leia também

(Especial) É possível construir um PC Gaming por 500€?

(Especial) É possível construir um PC Gaming por 500€? - Pois bem, num mundo em os entusiastas ficam loucos com uma simples placa gráfica...

Ansioso por novos jogos? Eis os lançamentos de Outubro!

Todos os meses os jogadores têm acesso a fantásticos novos jogos e Outubro não poderia ser exceção. Mesmo apesar de por vezes os títulos...

(Análise) Moshi Tego: Uma mala para quem adora tecnologia

A Moshi quer cada vez mais ser uma referência no mundo das malas e periféricos lifeStyle como auscultadores, carregadores, capas, etc... Por isso, foi...

La Casa de Papel vai ser muito quente! Atriz aparece sem roupa

La Casa de Papel está a excitar cada vez mais os fãs à medida que varias novidades vão sendo reveladas. Afinal de contas, depois...

Xperia Play 2: Sony vai lançar um PlayStation Phone?

Foi em 2011 que a Sony Ericsson lançou o Xperia Play. Foi sem dúvida uma excelente ideia. A primeira e única vez que este...