Instagram prepara-se para dar uma valente tareia no Bullying

doar através do instagram

O bullying é um problema muito real. Está presente nas nossas escolas, mas não só. Afeta também muitas pessoas nos locais de trabalho e inclusivamente dentro das próprias famílias. Como se isto não fosse um problema, por si só, a tecnologia veio amplificar ainda mais o domínio dos aparentemente fortes contra os aparentemente mais fracos. Ora, o Instagram quer ter uma palavra a dizer, até porque já percebeu que pode fazer muito mais do que apenas prevenir o Bullying.

As novas ferramentas de combate ao Bullying

Os novos aliados de combate ao bullying consistem em duas funcionalidades. Uma delas vai chegar já dentro de dias e como tal vamos dar por ela.

A primeira novidade é apoiada pela inteligência artificial do Instagram e notifica as pessoas quando os comentários que querem publicar possam ser considerados ofensivos.

Bullying

Apesar disto não impedir que as pessoas os publiquem no Instagram, dá às pessoas uma hipótese se pensarem no que vão publicar. O Instagram já testou esta funcionalidade e concluiu que algumas pessoas decidiram mudar os comentários e colocarem algo menos ofensivo. Tudo o que foi necessário foi refletirem um pouco.

Já a segunda funcionalidade vai permitir aos utilizadores protegerem a sua conta contra interacção não desejadas. Chama-se modo restrito e ainda está a ser testado pelo Instagram. Assim, não procurem ainda no vosso smartphone.

Bullying

Quando usarmos esta funcionalidade para restringirmos alguém, os comentários que uma pessoa fizer num post, só estarão mesmo disponíveis para essa mesma pessoa.

No entanto, vamos ter a possibilidade de tornar esses comentários visíveis. Para além disso, as pessoas que resolvermos restringir não vão conseguir ver quando estamos ativos no Instagram ou se lemos as suas mensagens.

Se por algum motivo virem esta funcionalidade antes do tempo, então o Instagram pode ter-vos selecionado como testers.

São sem dúvida boas notícias que nos chegam do Instagram. Resta-nos, agora, ver o impacto prático que terá no combate ao bullying nas redes sociais.

Fonte