Huawei está a tentar lutar contra as proibições de Trump!

Huawei está a tentar lutar contra a proibições de Trump! – Apesar das coisas estarem agora um pouco mais calmas, a batalha entre a Huawei e a administração de Donald Trump, está longe de terminar. Além de estar a lutar contra a recente adição do seu nome à ‘Entity List’, que é no fundo uma lista negra, de empresas que estão banidas de fazer negócios com empresas Americanas.

A Huawei também está a tentar declarar parte do NDAA (National Defense Authorization Act) inconstitucional.



Caso não se lembre, em Agosto do ano passado, o presidente Trump, assinou a NDAA 2019, que proíbe todas as agências governamentais Norte Americanas, bem como as empresas sub-contratadas, de adquirir certos equipamentos da ZTE, Huawei, e outras empresas Chinesas. (Devido a preocupações com a segurança)

Portanto, para responder a esta proibição, em Março, a Huawei apresentou um processo em tribunal, contra o governo Norte Americano!

Huawei Android

Alegando que a secção 889 do NDAA é inconstitucional, visto que tem como algo uma pessoa ou um grupo, sem um julgamento justo.

Em suma, a Huawei tem a esperança que um julgamento sumário poderá ajudar a terminar “todas as acções ilegais” contra a empresa. Aliás, Guo Ping, executivo da Huawei veio a público dizer:

“O Congresso Norte Americano, ainda não apresentou qualquer prova para sustentar as restrições recentes aos produtos Huawei. Por isso, estamos a tratar de uma acção legal, como último recurso.”

A Huawei afirma que o NDAA interrompe contratos já assinados, e cria um estigma à volta da própria empresa e seus funcionários, como ‘ferramentas’ do Governo Chinês

“O sistema judicial, é a última linha de defesa, para conseguir alguma justiça. A Huawei tem confiança na independência e integridade do sistema judicial dos EUA. Esperamos que os erros do NDAA, sejam corrigidos em tribunal.”

A recente inclusão da Huawei na ‘Entity List’, previne a gigante Chinesa de negociar com empresas sediadas em solo Americano. Devido a isso, a Google, Microsoft, Qualcomm, Intel, entre outras… Viram-se obrigadas a cortar as relações que tinham a popular fabricante de smartphones.

“Isto define um precedente muito perigoso! Hoje é a telecomunicação e a Huawei, Mas amanhã pode ser a sua indústria, a sua empresa, e os seus consumidores.”



Por fim, a Huawei afirma que todas as proibições impostas, metem cerca de 1200 empresas Norte Americanas em risco. E que por isso, várias centenas de trabalhadores, podem perder o seu emprego.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião, nos comentários em baixo.

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário