Google Maps vai acabar com esta função da versão web!

Há anos que o Google Maps permite que os utilizadores acompanhem os locais que visitam através da sua funcionalidade de linha temporal. A opção funciona em segundo plano e regista os movimentos dos utilizadores a todo o momento. Os utilizadores que optaram por esta opção podem ver o seu histórico de localização na Web e na aplicação Google Maps. Para manter os dados de localização confidenciais dos utilizadores mais privados e seguros, o Google Maps vai acabar com a linha temporal na versão web nos próximos meses.

Google Maps vai acabar com esta função da versão web!

De acordo com as informações do Android Police, o Google Maps começou a enviar e-mails aos utilizadores sobre as alterações a introduzir na funcionalidade. A empresa pretende eliminar o acesso à Web e mudar para uma abordagem mais privada, no dispositivo. Isto tornaria os dados da Cronologia do Google Maps exclusivos de cada telefone ligado – uma vez que a migração desativaria o mecanismo de sincronização universal.

Quando a sua conta estiver pronta para a transição, o Google Maps deverá alertá-lo através de e-mail e de uma notificação push. Através de um botão dedicado na aplicação atualizada, poderá então migrar o seu histórico de localização existente para a base de dados no dispositivo. Se não tomar qualquer medida e não cumprir o prazo, a Google poderá eliminar parte ou a totalidade do seu histórico de localizações quando o acesso à Web da Linha temporal for encerrado.

Para ajudar os utilizadores a manter os seus dados a longo prazo, o Google Maps também introduziu uma nova funcionalidade de cópia de segurança para esta função. Os utilizadores podem contar com ela para guardar cópias encriptadas do seu histórico de localizações nos servidores da Google. Pode depois restaurar estas cópias de segurança na aplicação Google Maps quando mudar para um novo telemóvel.

No entanto, não é claro quando é que o Google Maps irá eliminar completamente o acesso à versão web da Cronologia. Aparentemente, a empresa está a atribuir prazos diferentes aos utilizadores, sendo que um deles será a 1 de dezembro de 2024. No entanto, não se preocupe, pois a Google não irá apagar o seu histórico de localização antes de o alertar com antecedência.

Siga a Leak no Google Notícias e não perca todas as informações mais importantes.

mm
Bruno Fonseca
Fundador da Leak, estreou-se no online em 1999 quando criou a CDRW.co.pt. Deu os primeiros passos no mundo da tecnologia com o Spectrum 48K e nunca mais largou os computadores. É viciado em telemóveis, tablets e gadgets.

Especiais

Subscreva a Newsletter Leak

Não perca nenhuma informação importante! Subscreva a newsletter Leak e receba todas as notícias, destaques e outras informações importantes no seu e-mail.

Artigos relacionados