Galaxy Note 10 pode chegar atrasado à Europa. Saiba porquê!

Uma guerra comercial entre o Japão e a Coreia do Sul pode ameaçar a cronologia de lançamento do Galaxy Note 10. Isto de acordo com as notícias mais recentes publicadas pelo The Investor e que chamaram à atenção do conhecido site SamMobile. O grande problema segundo um representante da Samsung é que a disputa comercial entre os dois países pode levar a uma redução na produção dos chipsets Exynos. Assim o novo Galaxy Note 10 pode chegar atrasado à Europa!

Galaxy Note 10 pode chegar atrasado à Europa. Saiba porquê!

Lembramos que a versão com este chipset é a que vem para Portugal e para os outros países da Europa. Nos Estados Unidos, os smartphones deste fabricante apontam num chipset Qualcomm. O mesmo acontece na China. O jornal The Investor afirma que os fabricantes coreanos de chipsets dependem fortemente do Japão para produzirem os seus processadores.

Note 10

O Galaxy Note 10 deverá ser apresentado no dia 7 de Agosto e deverá começar a ser vendido no final desse mês. A propósito disto, o The Investor afirma que a Samsung pode ter de reduzir a produção do chip Exynos que será utilizado no Note 10. De facto, poderá ser um corte substancial na produção.

Embora seja difícil indicarmos quais os efeitos práticos deste problema, é possível que o número de unidades produzidas do Note 10 com chipset Exynos fique muito aquém do esperado. Ou seja, poderemos ter poucas unidades na Europa.

No entanto, as unidades vendidas nos Estados Unidos não será afetadas. Como referimos utilizam um chipset diferente.

No entanto, não são só os chipsets que sofrem com este problema comercial. Assim, esta situação alarga-se também aos smartphones dobráveis.

Seja como for, o que é certo é que teremos um Note 10 muito interessante.

Logo à partida destaca-se um ecrã AMOLED de 6,8 polegadas com uma resolução de 1440 x 3040 pixeis. Isso numa proporção de 19: 9.

Nos EUA, o dispositivo será alimentado pela plataforma móvel Snapdragon 855; na maioria dos outros mercados, o Exynos 9825 foi a escolha para o processador.

Note 10+ é

Entretanto a nova aposta da Samsung integra uma configuração de câmara tripla na parte traseira.

Assim, temos um sensor principal de 12MP que se junta a outro telefoto também com a mesma capacidade. Por fim temos um ultra grande angular com 16. Está ainda presente um sensor ToF para lidar com as questões de profundidade. Na prática, este sensor calcula quanto tempo leva um feixe de infravermelhos ao chegar ao que queremos fotografar e a voltar ao smartphone. Esses dados podem ser utilizados ​​para um efeito bokeh aprimorado em retratos.

Uma coisa é certa. O Samsung Galaxy Note 10+ será um smartphone caro, independentemente da versão que comprar.

Haverá uma versão 4G LTE deste equipamento (SM-N975) e uma variante 5G (SM-N976). Nos EUA, espera-se que este último seja um exclusivo da Verizon e pode ser equipado com até 12 GB de RAM, de acordo com um teste de benchmark. A versão internacional do mesmo dispositivo passou pelo mesmo teste de benchmark com 8GB de memória. Assim, esperamos ver pelo menos duas configurações para os modelos 4G LTE e 5G. Um pode apresentar 8GB de memória e 128GB de armazenamento, enquanto o outro pode conter 12GB de memória e 512GB ou 1TB de armazenamento.

No que diz respeito à bateria, o espaço ocupado pela S Pen pode ter impedido a Samsung de incluir uma bateria de 4500mAh; afinal, esta é a capacidade da bateria do Galaxy S10 5G. Em vez disso, integra uma bateria de 4170mAh que se junta a um carregador de 25W. Um tweet divulgado pelo leakster Ice Universe (@Universeice) afirma que o dispositivo suportará carregamento com fios de 45W. A isto junta-se o carregamento sem fios de 20W.

O Galaxy Note 10+ terá uma classificação IP68. Assim, é impermeável ao pó e pode ficar submerso durante cerca de 30 minutos.

Também inclui a funcionalidade PowerShare, também conhecida como carregamento sem fios inverso.

Na prática o painel traseiro funciona como um sistema de carregamento sem fios para reabastecer as baterias do Galaxy Buds e dos smartphones compatíveis.

Também estará disponível um leitor ultrassónico de impressões digitais no ecrã e um sistema de reconhecimento facial para desbloquear o smartphone.

O Galaxy Note 10+ não terá saída de auscultadores de 3,5 mm.

O Samsung Galaxy Note 10+, juntamente com o Galaxy Note 10e, possivelmente, o Galaxy Watch 2 e o Galaxy Tab S6 serão lançados no dia 7 de agosto.

O local do evento será como referimos 9 Barclays Center em Brooklyn.

As pré-encomendas começam imediatamente após o encerramento do evento Unpacked.

O mais recente rumor ao nível de preços afirma que o Galaxy Note 10+ vai estar disponível a partir de 1.149 euros.

Imagens

Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir. Obrigado!

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.

Leia também

Deixe um comentário