FAA proíbe MacBook Pro 2015 com baterias recuperadas de entrar num avião – Ora bem, com os incidentes ocorridos com algumas das baterias utilizadas no MacBook pro de 2015, a FAA decidiu barrar a entrada dos portáteis com estas baterias nos aviões.

Afinal de contas, ao conter uma “recalled lithium-batery”, como as utilizadas em alguns modelos deste portátil, o seu equipamento será considerado como tendo maior risco de se incendiar.

Segundo, a FAA os MacBook Pros com este tipo de bateria, não podem ser transportados no avião seja em que compartimento for! Lembrando assim, o famoso caso com o Samsung Galaxy Note 7.

Dito isto, os mesmos informam que a decisão foi considerada pela empresa como rotineira. Afinal de contas, qualquer equipamento com uma “recalled lithium-based battery”, têm transporte proibido dentro de um avião. Isto segundo as normas de segurança.

apple macbook

Além disso, a empresa está ciente de que alguns Apple MacBook Pro, utilizam as baterias recuperadas

Afinal de contas, alertou no inicio de Julho, todas as companhias aéreas sobre esse o recall da Apple.

Todas as informações necessárias estão no site da Packafe da FAA: https://www.faa.gov/hazmat/packsafe/

É boa ideia visitar-se o site porque é deveras difícil saber se o seu computador está a utilizar, ou não, este tipo de baterias. Isto porque, ao contrário do Galaxy Note 7, que tem um formato e design único, um MacBook Pro com bateria recuperada ou uma bateria “normal”, é exactamente igual.


Atenção! Baterias dos Apple MacBook Pro podem ter problemas


Macbook

Quanto a tudo isto, a Apple informou que apenas um número limitado de unidades foi afetado

Devido à dificuldade em diferenciar os equipamentos, ainda não existam informações sobre os esforços feitos pelos aeroportos. Aliás, apenas a TUI Group Airlines decidiu efetuar anúncios específicos sobre o MacBook Pro na porta de entrada e antes da descolagem do avião.

Descubra, se o seu MacBook Pro 2015 está afetado por este problema

Ora bem, a Apple já foi contactada, e providenciou a sua pagina de suporte, onde poderá colocar o numero de serie do portátil. Saiba se é um dos afetados. Clique aqui


Em suma, isto era o que deveria ser realizado a todos os portáteis deste modelo. Claro, no aeroporto antes de entrar no avião. Isto, se a medida fosse levada ao extremo.

Contudo, de outra forma irá ser muito complicado o próprio aeroporto saber quais os portáteis afetados, sendo o utilizador o grande responsável por obter esta informação, salvaguardando-se a si e aos restantes passageiros.

Ademais, o que pensa sobre isto? Tem um MacBook Pro de 2015? Veja se é um dos afetados no link acima. Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo.

Fonte

Acompanhe ao minuto as últimas noticias de tecnologia. Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para geral@leak.pt.
Silvio José
Sempre gostei de tecnologia, e em tenra idade já sonhava em construir a minha Dream Machine. Alcançado esse sonho agora o objetivo é aprender mais e mais. A minha paixão em todo o tipo de tecnologia faz-me estar sempre alerta a todas as novidades.